Notícias das Associadas

Positivo Tecnologia

20/09/2021

Do varejo à tecnologia: dez empresas que utilizaram seus recursos para minimizar impactos da pandemia


Veja mais

Após um ano e meio de distanciamento social, relembre as iniciativas de companhias que não pouparam esforços para ajudar a sociedade no combate à Covid

Positivo Tecnologia

A solidariedade se mostrou uma grande aliada na pandemia, independentemente de qual fosse a área ajudada e também fez (e ainda faz) a diferença quando falamos de iniciativas para auxiliar no combate ao coronavírus. Neste mês de setembro, o Brasil completa um ano e meio de pandemia, desde que o isolamento social foi decretado em março de 2020.

Neste cenário, empresas dos mais diversos segmentos e portes se mobilizaram e colocaram em prática projetos e ações que ajudaram a contribuir de alguma forma para a diminuição do impacto da Covid-19 no país. E, para relembrar, listamos algumas companhias que se esforçaram para auxiliar a população com as mais diversas iniciativas durante a pandemia do coronavírus:

Nubank

O Nubank criou um fundo de R$ 20 milhões para apoiar seus clientes em atendimento médico e psicológico remoto via vídeo, pedidos de supermercados e farmácias, entre outros serviços. A empresa segue praticando ações para minimizar os impactos do coronavírus na vida financeira de seus clientes, avaliando casos relativos a empréstimo pessoal e pagamento da fatura estão em canais de atendimento.

Positivo Tecnologia

A Positivo Tecnologia a companhia mobilizou suas equipes no Brasil, China e Taiwan, negociando prazos e preços de peças específicas para aumentar a capacidade de produção de ventiladores pulmonares da empresa Magnamed no Brasil. O projeto entregou 6.500 unidades do dispositivo ao Ministério da Saúde em tempo recorde. Além disso, apoiou a Hilab, empresa que realiza testes digitais para identificar anticorpos reagentes ao coronavírus. A colaboração permitiu aumentar a capacidade de produção para 20 milhões de testes por mês. O teste rápido de sangue, fornece o resultado – se a pessoa está ou não com o vírus – em apenas 10 minutos.

Para além dos esforços tendo a tecnologia e sua expertise como foco, outra importante iniciativa foi a doação de 60 cilindros de oxigênio, com capacidade de 50 litros, feita pela Positivo Tecnologia a instituições públicas de saúde da região metropolitana de Manaus (AM), em meio à crise de falta de oxigênio na região. Além disso, ajudou a diminuir as barreiras no processo de vacinação, com adesão ao Movimento Unidos pela Vacina. Por meio do projeto idealizado pelo Grupo Mulheres do Brasil, a Positivo Tecnologia doou computadores a secretarias municipais de saúde, após o levantamento da necessidade desses equipamentos para que os dados de imunização se mantivessem atualizados.

McDonald's

A rede de restaurantes fast food doou, durante um fim de semana, refeições para profissionais da saúde no estado de São Paulo, projeto foi expandido para uma semana por meio do programa Bom Vizinho, oferecendo a alimentação para 29 instituições em 22 cidades. A empresa ultrapassou a marca de 50 mil combos entregues a quem estava na linha de frente do combate ao novo coronavírus. A campanha refletiu o caráter humano empregado no dia a dia da empresa, em mensagens de apoio e agradecimento enviadas junto com as refeições.

Westwing

Em maio, a Westwing, plataforma de casa decoração e lifestyle, promoveu a campanha solidária “Fome de Ação” em parceria com a CUFA (Central Única das Favelas), para beneficiar as Mães da Favela. Por meio do engajamento dos clientes da companhia, foi possível apoiar as mães, chefes de família e moradoras de favelas, mulheres com dificuldades para prover o sustento de sua casa. A iniciativa arrecadou cestas digitais que puderam ser revertidas também em outras necessidades da família, como o gás de cozinha ou algum alimento de fora de uma cesta básica convencional. Durante o período da campanha, a empresa destinou R$ 3,00 a partir de cada pedido realizado para a ação.

XP Inc.

Por meio da plataforma “Juntos Transformamos”, a XP Inc. arrecadou doações destinadas à compra de cestas básicas para repasse a famílias em situação de vulnerabilidade social. A companhia doou R$ 25 milhões que devem ser destinados a ajudar 100 mil famílias na compra das cestas, sendo distribuídas com a ajuda das ONGs Gerando Falcões, Amigos do Bem e Visão Mundial.

Google e Zoom

O Google doou quase R$ 150 milhões apenas no Brasil para aliviar os efeitos da crise no país, o valor foi enviado a companhas de combate à fome, grupos mais impactados e como forma de crédito em anúncios. Além disso, a empresa e o Zoom disponibilizaram ferramentas de videoconferência, antes exclusivas para assinantes, para que empresas e famílias pudessem se comunicar à distância com mais facilidade.

Banco BV

O BV doou R$ 30 milhões e realizou uma campanha para arrecadar recursos que foram destinados à compra de insumos hospitalares e distribuiu itens de primeira necessidade a projetos sociais que já mantinha relacionamento. Adquiriu 50 respiradores em parceria com o governo do estado de São Paulo e entregou auxílios de R$ 300 em Vale-Alimentação a 1.400 famílias em estado de vulnerabilidade no Rio de Janeiro, atendidas pelo Instituto Reação. Outra grande campanha da instituição financeira foi a arrecadação online realizada por meio da plataforma Abrace uma Causa, em que a cada um real doado por pessoa física, o banco BV doou a mesma quantia, até chegar ao total de R$ 10 milhões de reais. Os valores arrecadados beneficiarão todas as regiões do país, priorizando as localidades mais impactadas pelo novo coronavírus, assim como hospitais, famílias atingidas pela doença e em estado de vulnerabilidade social.

Magazine Luiza

Dentre tantas iniciativas da companhia, a grande rede de varejo doou R$ 10 milhões de reais em equipamentos e outros itens de tratamento da doença. Com o valor, foram comprados respiradores artificiais, leitos, colchões e travesseiros para equipar hospitais públicos e filantrópicos no Brasil. Além disso, a Magalu doou monitores cardíacos para o Hospital Emílio Ribas, em São Paulo, e ventiladores pulmonares para uma unidade do Sistema Único de Saúde (SUS), que fica na Vila Guilherme, bairro onde está a sede da empresa, também em São Paulo, e para a Santa Casa de Franca, no interior do estado.

Além dessas ações, por meio da Communitas, organização da sociedade civil que promove parcerias entre os setores público e privado, a companhia destinou mais R$ 2 milhões para a compra de ventiladores pulmonares para São Paulo, R$ 1 milhão para a ONG Amigos do Bem e quatro mil colchões e travesseiros para os governos estaduais do Pará e da Bahia.

Itaú

Por meio da Fundação Itáu para Educação e Cultura e do Unibanco, a instituição ajudou na infraestrutura hospitalar e na compra de cestas básicas e kits de higiene doando mais de 150 milhões. O objetivo da empresa foi reforçar que os recursos de grandes companhias são uma forma de apoiar comunidades vulneráveis, auxiliando no tratamento dos doentes e a conter o vírus.

Ao implementar essas iniciativas, as companhias inspiraram novas responsabilidades e uniram forças para minimizar os impactos causados pela pandemia, demonstrando que há maneiras de fortalecer a sociedade, se cada uma fizer sua parte, usando a sua própria expertise e seus recursos.

Positivo Tecnologia

15/09/2021

Adoção de tecnologia impulsiona desempenho financeiro de empresas do setor


Veja mais
Positivo Tecnologia

A digitalização que vem acontecendo em todos os setores, impulsionou o crescimento de empresas de tecnologia. No Brasil, o setor vinha crescendo lentamente, mas com a transformação digital acelerada, empresas de todos os âmbitos da economia adaptaram seus processos. O setor de Tecnologia da Informação, Telecomunicação e Comunicação corresponde a 7% do PIB nacional, com expectativa de chegar a 11% até 2022.

Um estudo da Accenture mediu o nível de adoção tecnológica, aplicação de tecnologias em larga escala e o nível de preparo organizacional para inovação e mostrou que, empresas que apostaram em cloud, inteligência artificial e outras, cresceram cinco vezes mais depressa que outras companhias que foram mais cautelosas em seus investimentos. Uma coisa é certa, o mercado de tecnologia está crescendo significativamente e algumas empresas do mercado têm apresentado desempenho financeiro excelente devido à maior procura por soluções tecnológicas.

A Totvs cresceu 35,6% no lucro líquido do segundo trimestre de 2021, impulsionado pela adesão de clientes em assinaturas de software e de serviços como computação em nuvem. Considerando o acumulado dos seis primeiros meses deste ano, o lucro líquido totaliza R$ 159 milhões, sendo um crescimento de 33,3% quando comparado com o 1S20. A Positivo Tecnologia registrou receita bruta de R$ 940 milhões no 2T21, aumento de 89% em relação ao mesmo período do ano anterior. A empresa apresentou também lucro líquido de R$ 107 milhões no primeiro semestre deste ano, valor 87% maior na comparação com 1S20. O crescimento financeiro da companhia está ancorado no avanço dos negócios principais da companhia, que fortalece também as novas vertentes de negócios, chamadas “Avenidas de Crescimento”. Nesse portfólio estão soluções que envolvem servidores, dispositivos para casas e escritórios inteligentes, tecnologias educacionais, hardware as a service, além de urnas eletrônicas e terminais móveis de pagamento.

A Locaweb apresentou forte crescimento no 2T21, apoiado na expansão do segmento Commerce e da agenda de M&A. Entre abril e junho de 2021, a receita líquida da empresa cresceu 57%, chegando a R$ 184,3 milhões no período. Já a Sinqia registrou receita líquida de R$ 87,8 milhões no balanço do 2T21, crescimento de 44% em relação ao mesmo período do ano passado. Enquanto isso, as vendas da Poly, líder em tecnologias de comunicação e colaboração, cresceram 20% no segundo trimestre deste ano, devido à alta na demanda por dispositivos de vídeo, que teve um aumento de 94%, e de áudio, que subiu 34%. A Neogrid, apresentou receita líquida da empresa teve alta de 16,7% no 2T21. Assim, o indicador passou de R$ 50,3 milhões para R$ 58,7 milhões. No acumulado do 1S21, o lucro líquido foi de R$15,2 milhões. O crescimento de receita seguiu a dinâmica de expansão da companhia.

As empresas de tecnologia reforçam sua atuação cada vez mais forte no mercado, por fornecerem insumos essenciais para todos os outros setores da economia. Por esse motivo, o setor de Tecnologia da Informação demonstra ter ótimo potencial e perspectiva de crescimento a longo prazo.

Siemens

13/09/2021

Siemens lança assistente virtual Susie para agilizar as demandas de clientes e parceiros


Veja mais
Siemens

- Nova ferramenta automatiza consulta de informações gerando mais assertividade e facilidade tanto para profissionais internos quanto externos

- Chatbot vai orientar clientes sobre informações técnicas, catálogos, indicações de distribuidores, status de pedidos e informações sobre processos do dia a dia envolvendo a companhia e seus parceiros

Siemens

Focada em oferecer serviços inovadores e de qualidade ao mercado, a Siemens inova mais uma vez ao lançar a Susie, assistente virtual que irá agilizar as demandas de clientes e parceiros junto à companhia. Ao automatizar a consulta por informações, a nova ferramenta reforça o relacionamento entre as partes gerando mais assertividade e facilidade aos processos envolvendo tanto profissionais internos quanto externos.

 

Jovem, dinâmica, ligada nas mais recentes tendências e tecnologias, e com espírito inovador, a assistente virtual da Siemens será responsável por esclarecer dúvidas e passar informações de maneira rápida e assertiva aos inúmeros clientes e parceiros da companhia.

Entre os temas que a Susie irá auxiliar estão: questões gerais sobre informações de vendas, produtos equivalentes ou substitutos, indicação de distribuidores, informações técnicas e de catálogos, dúvidas sobre cobrança, status de pedidos tanto de compra quanto de pós-venda, além de ajudar no direcionamento a outras áreas.

Siemens

“É uma ferramenta ágil e inteligente, com aprendizado constante, e que vai transformar esse departamento da Siemens a partir do uso de dados. A digitalização do processo visa oferecer mais facilidade nas consultas e assertividade no suporte às vendas, gerando diversos benefícios para a companhia e nossos parceiros”, afirma Fernando Yarussi, gerente de canal de vendas e responsável pelo projeto na Siemens.

“Essa novidade vai reforçar muito o relacionamento da Siemens com nossos clientes, que terão informações de maneira mais assertiva e muito mais rápida. A automatização do processo vai beneficiar os mais diferentes parceiros da companhia desde o auxílio a dúvidas simples ao direcionamento da área mais indicada em relação à venda de um produto”, diz Ronnie Sanchez, gerente executivo de vendas da Digital Industries da Siemens.

Os principais usuários do Chatbot da Siemens são clientes com atendimento direto, vendedores de produtos da empresa e profissionais da área de vendas. Inicialmente, a nova assistente virtual atuará apenas pelo site, mas em breve estará em outras plataformas da companhia voltadas ao relacionamento com o mercado.

Positivo

09/09/2021

Ações da Positivo Tecnologia (POSI3) ingressam no índice das 100 ações mais negociadas na Bolsa de Valores brasileira


Veja mais
Positivo

As ações da Positivo Tecnologia (POSI3) passaram a integrar a Índice Brasil 100 (IBrX 100) da Bolsa de Valores B3 nesta sexta-feira, 03 de setembro. O IBrX 100 tem como objetivo indicar o desempenho médio das cotações dos ativos de maior negociabilidade e representatividade no mercado de ações brasileiro. A carteira, composta por apenas 100 papéis, considera a liquidez ponderada pelo valor de mercado das ações em circulação e units exclusivamente de ações de companhias listadas na B3 que atendem a critérios de inclusão, além de apresentarem 95% de presença em pregão e 0,1% do volume financeiro no mercado à vista.

A Positivo Tecnologia, que negocia ações na Bolsa desde 2006, é uma das maiores desenvolvedoras e fabricantes de tecnologia baseada em hardware do Brasil. A companhia vivencia momento de avanço dos negócios principais com aumento da demanda por computadores e aceleração das “Avenidas de Crescimento”, as novas vertentes de atuação como dispositivos para casas e escritórios inteligentes e soluções para infraestrutura de TI.

Desde o início do ano, as ações da companhia vêm apresentando valorização acima de 150%.  Demonstrando também forte liquidez, a POSI3 apresenta expressivo crescimento do volume médio de ações negociadas diariamente na B3. Atualmente, cerca de 8 milhões de ações da Positivo Tecnologia são negociadas por dia, o dobro da quantidade há 12 meses. Durante abril, maio e junho, que compõem o 2º trimestre de 2021, o ADTV (sigla em inglês para Volume Médio das Negociações Diárias) da POSI3 foi de R$126 milhões, aumento de 718% em relação ao 1º trimestre de 2021.

Em linha com as melhores práticas de Governança Corporativa, as ações da Positivo Tecnologia também fazem parte dos índices IGC (Índice de Governança Corporativa Diferenciada) e ITAG (Índice de Tag Along Diferenciado) da B3, além de integrar a carteira de INDX (Índice do Setor Industrial), demonstrando o compromisso da Companhia com seus acionistas, investidores, fornecedores, clientes e demais stakeholders.

“A presença das nossas ações no IBrX 100 reflete, além de maior negociabilidade e representatividade no mercado acionário brasileiro, as estratégias acertadas do nosso modelo de negócios e os bons resultados que vem sendo entregues pela companhia”, afirma Caio Gonçalves de Moraes, vice-presidente de Finanças e Relações com Investidores da Positivo Tecnologia.

Siemens

08/09/2021

Siemens abre 55 vagas para Programa de Desenvolvimento de Talentos


Veja mais
Siemens

- Inscrições vão até o dia 30 de setembro com início do programa em janeiro de 2022

- Interessados poderão optar por atuar em unidades da companhia nas cidades de São Paulo, Jundiaí, Campinas, Curitiba e Belo Horizonte

- Iniciativa integra estratégia da Siemens em desenvolver profissionais voltados para as áreas de tecnologia e inovação visando a geração de negócios sustentáveis

Empresa focada em tecnologia e há mais de 150 anos no país, a Siemens abre nesta sexta-feira, 03, as inscrições para mais uma etapa do Programa de Desenvolvimento de Talentos (PDT). No total, serão 55 vagas para atuar nas unidades da companhia nas cidades de São Paulo, Jundiaí, Campinas, Curitiba e Belo Horizonte, e o prazo de inscrição para os interessados vai até o próximo dia 30 de setembro.

A iniciativa integra a estratégia da Siemens em desenvolver profissionais voltados para as áreas de tecnologia e inovação, tendo como objetivo a geração de negócios sustentáveis nos setores de Infraestrutura e Indústria. O programa será iniciado em janeiro de 2022, e os jovens selecionados terão a oportunidade de realizar um plano de desenvolvimento que vai abranger atividades em áreas como: Integração de IT e suas ferramentas, Compliance, Lean Manufacturing Basics, Projetos Sociais, Inteligência Emocional e Resiliência, Agile Mindset e o Futuro do Trabalho, entre outros. Os jovens também terão conhecimento sobre o DiverSifica, programa de inclusão do Grupo Siemens.

Entre os benefícios para os participantes estão: Vale-Transporte, Vale-Refeição, Seguro de Vida, Assistências Odontológica e Médica, Fretado, Estacionamento e uma Bolsa Auxílio com valor acima da média do mercado.

“O Programa de Desenvolvimento de Talentos tem um papel fundamental no desenvolvimento de jovens profissionais, e é uma iniciativa para que a tecnologia e a inovação continuem transformando a nossa sociedade por meio de soluções sustentáveis”, afirma Pablo Fava, CEO da Siemens, que iniciou sua carreira como estagiário na companhia.

Os pré-requisitos para os jovens interessados no programa da Siemens são:

- Previsão de formação entre dezembro de 2022 e dezembro de 2023;

- Estar cursando qualquer curso bacharel, licenciatura ou tecnólogo;

- Nível de Inglês intermediário;

- Disponibilidade para estagiar por 6 horas.

Intermediado pela empresa 99Jobs, o processo seletivo terá três etapas: inscrições e testes; avaliação em vídeo com um desafio; e dinâmica online com entrevistas. A comunicação dos aprovados será realizada entre os meses de outubro e novembro.

Os interessados em participar do Programa de Desenvolvimento de Talentos da Siemens poderão se inscrever pelo link https://bit.ly/3kW0RkT

Siemens

TS Shara

23/08/2021

TS Shara lança linhas de nobreaks UPS Professional Universal e UPS Senoidal Universal


Veja mais

Desenvolvidos para oferecer uma ampla aplicabilidade, modelos apresentam uma autonomia de até 3 horas

TS Shara

A TS Shara, fabricante nacional de nobreaks, estabilizadores de tensão, filtros de linha, autotransformadores e protetores de rede inteligentes, apresenta suas novas linhas de nobreaks UPS Professional Universal e UPS Senoidal Universal. Com design mais moderno, as novas linhas de produtos foram desenvolvidas para proteger servidores, microcomputadores e equipamentos eletrônicos em geral, além de configurações mais sensíveis, que necessitam de maior potência ou autonomia, e de onda puramente senoidal.

Os novos modelos das linhas UPS Professional Universal e UPS Senoidal Universal podem ser encontrados nas potências 2.200 e 3.200VA, e contam com 4 e 2 baterias internas de 7Ah, respectivamente, o que reflete em uma maior autonomia, que pode variar entre 2h30min até 3 horas.

Ainda é possível incluir baterias externas em todos os modelos, o que aumenta consideravelmente o tempo de autonomia do nobreak por meio de módulos de expansão de fácil conexão.

Outros destaques da linha são a comunicação inteligente via UBS e a tecnologia Universal, que possibilita que o usuário escolha a voltagem que o equipamento terá nas tomadas de saída (115 ou 220V), desde que seja selecionada esta tensão em sua chave seletora manual.

“Nenhum negócio sobrevive sem o fornecimento de energia.  Por isso, contar com uma infraestrutura que garanta a qualidade e segurança de energia nas empresas, se tornou crucial nos dias de hoje. Temos, portanto, a satisfação de oferecer ao mercado uma ampla variedade de nobreaks, que podem ser aplicados em qualquer negócio ou situação que possua equipamentos mais sensíveis à energia”, afirma Pedro Al Shara, CEO da TS Shara.

Fabricado nacionalmente, o UPS Professional Universal e UPS Senoidal Universal já estão disponíveis para compra e podem ser adquiridas em centros de revendas e distribuidoras autorizados pela TS Shara em todo o país. Para saber mais, acesse www.tsshara.com.br

Positivo

11/08/2021

Positivo Tecnologia apresenta a maior receita bruta de 2º trimestre em toda sua trajetória


Veja mais

Empresa brasileira de tecnologia cresce 89% em receita bruta e registra lucro líquido de R$ 51 milhões no segundo trimestre deste ano, além de recorde histórico de EBITDA.

A Positivo Tecnologia registrou receita bruta de R$ 940 milhões no segundo trimestre de 2021, aumento de 89% em relação ao mesmo período do ano anterior. A empresa apresentou também lucro líquido de R$ 107 milhões no primeiro semestre deste ano, valor 87% maior na comparação com os primeiros seis meses de 2020.

O crescimento financeiro, pelo quarto trimestre consecutivo, foi impulsionado pelo avanço dos negócios principais da companhia, que fortalece também as novas vertentes de negócios, chamadas “Avenidas de Crescimento”. Nesse portfólio estão soluções que envolvem servidores, dispositivos para casas e escritórios inteligentes, tecnologias educacionais, hardware as a service, além de urnas eletrônicas e terminais móveis de pagamento.

Positivo Tecnologia

A forte demanda por dispositivos de tecnologia, principalmente notebooks, vem impulsionando o mercado brasileiro de computadores e contribuindo para os resultados da companhia. A adoção dos modelos remotos de trabalho e estudo impactaram o padrão de uso desses dispositivos, fazendo com que o computador se tornasse pessoal novamente.

No 2º trimestre de 2021, o EBITDA ajustado da Positivo Tecnologia alcançou R$ 102 milhões, 1.138,8% superior ao 2T20 e com margem de 13%. No primeiro semestre do ano, o índice fechou em R$ 163,4 milhões e a margem do período ficou em 11,2%. O aumento expressivo desses indicadores é resultado do excelente desempenho operacional que a empresa vem apresentando nos últimos períodos, devido à operação sustentada por um modelo de negócio eficiente e com produtos e serviços de qualidade.

Reflexo nas principais unidades de negócios

Positivo Tecnologia

A unidade de vendas no varejo, o segmento de Consumer, representa 59,8% da receita bruta da companhia e fechou os primeiros seis meses do ano com receita bruta de R$ R$ 1.045 bilhões no 1S21, sendo R$ 546 milhões no 2T21.  No 1º semestre de 2021, notebooks cresceram 120,7% em sua receita bruta em comparação com 1º semestre de 2020, enquanto em celulares e tablets esse número variou em 135,1%. No 2º trimestre deste ano, a Positivo Tecnologia iniciou o faturamento de notebooks da marca Compaq. Os modelos da marca se juntaram aos da Positivo e Vaio, completaram o portfólio de computadores da companhia para o segmento Consumer e incrementaram a receita dessa unidade de negócios em R$ 46 milhões.

Com reflexo da necessidade por maior mobilidade, principalmente por meios dos modelos de home office e ensino a distância, a modernização de estrutura das empresas tem se tornado mais necessária para sustentar o ambiente remoto. Empresas de todos os portes continuam renovando seus parques tecnológicos e investindo em tecnologia. Por esse motivo, o segmento Corporativo teve seu faturamento aumentado em 49%, atingindo R$ 157 mi no 2T21, em comparação com mesmo período no ano passado.

Positivo Tecnologia

O segmento de Instituições Públicas apresentou crescimento em receita bruta de 53,6% no 1º semestre de 2021 em comparação ao mesmo período do ano passado, fechando o semestre com receita bruta de R$ 424,8 milhões. O resultado reflete retomada do mercado, em especial para atendimento a clientes de educação e bancos públicos, com expectativa de manutenção de participação relevante no mercado brasileiro por meio de novas licitações.

Ainda em linha com a estratégia de avançar os negócios principais, a Positivo Tecnologia lançou, recentemente, o Educacional – Ecossistema de Tecnologia e Inovação, área de negócios dedicada da Positivo Tecnologia para escolas públicas e privadas. A companhia anunciou também sua eleição para participar do Conselho de Administração do DMTF, um dos mais importantes fóruns mundiais de tecnologia. Além disso, estruturou a nova vice-presidência corporativa, em maio, combinado com a conquista de grandes contas e o aquecimento do segmento de pequenas e médias empresas na Unidade Corporativo.

Positivo Tecnologia

A companhia pretende continuar a alavancar estes resultados construindo fortes alicerces de uma empresa brasileira de tecnologia, líder no mercado brasileiro. “Nossa estratégia de diversificação, juntamente com a alta demanda de computadores, continua sustentando novos recordes de receita, crescimento e rentabilidade, refletindo em resultados financeiros consistentes pelo quarto trimestre consecutivo. Acreditamos que 2021 representará o melhor ano da nossa história”, conclui Hélio Rotenberg, presidente da Positivo Tecnologia.

 

Siemens

26/07/2021

Rede Brasil do Pacto Global da ONU reúne 16 CEOs com objetivo de integrar as agendas de direitos humanos e anticorrupção


Veja mais

Evento CEO Roundtable convida empresas para debaterem medidas de apoio aos objetivos e desafios da ONU

A Rede Brasil do Pacto Global da ONU realizou na quinta-feira (22), com patrocínio da Anglo American, Siemens e SPIC, o evento “CEO Roundtable: conectando as agendas de direitos humanos e anticorrupção das empresas”, com objetivo de mobilizar as companhias a debaterem sobre a importância de unir as agendas de direitos humanos e anticorrupção, e contou com a participação de 16 CEOs. A iniciativa faz parte do chamado às empresas de todos os países para que alinhem voluntariamente suas operações e estratégias com dez princípios universalmente aceitos nas áreas de direitos humanos, trabalho, meio ambiente e anticorrupção, e para que tomem medidas de apoio aos objetivos e desafios da ONU.

Nas últimas duas décadas, muitas empresas desenvolveram e implementaram programas robustos de integridade em resposta à promulgação de padrões nacionais e internacionais, exigindo que as instituições previnam, detectem e reajam à corrupção em suas operações globais. “A ONU tem discutido, nos últimos anos, a relação intrínseca entre anticorrupção e proteção aos direitos humanos, considerando ambos como fatores de risco semelhantes para as empresas e a exposição financeira e reputacional”, comentou Olajobi Makinwa, Chief, Intergovernmental Relations & África, do Pacto Global das Nações Unidas.

A conformidade anticorrupção se destaca por ter se tornado uma ferramenta de redução de riscos e um meio de inserir valores éticos na cultura corporativa e que também aborda questões como lavagem de dinheiro, antitruste, proteção ambiental e segurança do trabalhador. “Esse ano os Princípios Orientadores sobre Empresas e Direitos Humanos celebram 10 anos, assim como as Diretrizes da OCDE para Empresas Transnacionais foram atualizados, incluindo os Princípios Orientadores. Esses instrumentos de “soft law” têm inspirado o surgimento de legislações pelo mundo, principalmente na Europa, e que certamente influenciarão as empresas no Brasil. É preciso conhecer o seu impacto nos direitos humanos e construir passos para diminuir os danos causados”, afirmou Ron Popper, CEO da Global Business Initiative on Human Rights.

Patrick Moulette, representante do Grupo de Trabalho Antissuborno da OCDE, destacou na sua fala que aa empresas podem liderar a agenda Anticorrupção e que o relatório de 2020 da organização mostrou que o que leva as empresas a adotarem o Programa Anticorrupção ainda é o objetivo de evitar processo legal e proteger a reputação. Para a Rede Brasil do Pacto Global, a integridade precisa ser vista como um fator competitivo para as corporações e o apoio da alta administração é essencial para incorporar estratégias de compliance de maneira eficaz e demonstrar externamente o compromisso corporativo. Para Olajobi, “os CEOs precisam ir além das palavras e partir para a ação, nesses tempos tão desafiadores como os atuais”. O impulso criado pelo apoio da alta administração à anticorrupção pode ser aproveitado para levantar os recursos necessários para esses esforços internos de compliance com os direitos humanos, criando um “clima intermediário” positivo.

O evento teve as participações dos CEOs da Anglo American, Banco BS2, Braskem, Constellation, CTG BR, Cushman & Wakefield, Eletrobras, EMDOC, Falconi, Mattos Filho, Qualicorp, Santo Antônio Energia, SAP Brasil, Schneider Electric, Siemens e SPIC Brasil.

“O CEO Roundtable foi uma reunião excelente e enriquecedora. Participar dessa discussão conecta os nossos princípios a uma escala global. Temos a integridade como princípio inegociável, por meio do compromisso com as melhores práticas e iniciativas globais contribuímos para uma sociedade mais justa e sustentável”, destaca Adriana Waltrick, CEO da SPIC Brasil.

Siemens

20/07/2021

Siemens doa equipamentos para a Universidade Tecnológica Federal do Paraná


Veja mais

- Produtos foram destinados ao Campus Cornélio Procópio da instituição, e serão utilizados no Laboratório de Sistemas Elétricos de Potência (LASEP) da instituição para atividades de ensino, pesquisa e extensão

- Doação envolve sete relés de proteção Siprotec 5 e 2 switches Siemens Ruggedcom

A Siemens realizou mais uma importante iniciativa voltada para a capacitação de profissionais no setor de Energia. A companhia doou equipamentos para a Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR-CP) para serem utilizados no Laboratório de Sistemas Elétricos de Potência (LASEP) situado no Campus de Cornélio Procópio da instituição de ensino. A doação ganha relevância devido à necessidade de atualização e maior capacitação dos profissionais em relação às inovações constantes do mercado.

No pacote de equipamentos que será entregue pela companhia à UTFPR estão sete relés de proteção Siprotec 5 e dois switch Siemens Ruggedcom. Os produtos foram entregues neste mês de maio e a instalação no Laboratório da instituição de ensino deve ocorrer até o fim de junho. A expectativa é que os equipamentos sejam utilizados para atividades de ensino, pesquisa e extensão, assim como para as próximas turmas do Curso de Especialização em Sistemas de Potência (CESEP), cuja segunda turma  está prevista para começar no fim de setembro de 2021.

“Essa é uma área mais específica do mercado e é importante para a Siemens auxiliar no fomento do ensino aos estudantes, que vão sair da universidade para colocar seus conhecimentos em prática em concessionárias de energia e empresas do setor”, afirma Ricardo Alves, coordenador de desenvolvimento de sistemas da Siemens.

A doação teve início por parte de John Brandão, engenheiro de desenvolvimento de sistemas da Siemens que está cursando pós-graduação na UTFPR-CP. Após apresentação do Projeto de Parceria Siemens x UTFPR-CP, realizada pelo Prof. Dr. Silvio Aparecido de Souza, a companhia realizou todo o trâmite interno junto à área de Compliance para viabilizar a entrega dos equipamentos à instituição.

Positivo Tecnologia

20/07/2021

Em busca de inovação, construtoras estabelecem parceria com a Positivo Tecnologia para lançarem empreendimentos


Veja mais

Por meio da plataforma de Internet das Coisas (IoT) da empresa, incorporadoras como MRV, HUPI e Tecverde trabalham em projetos residenciais com ambientes inteligentes

Positivo Tecnologia

Dispositivos para automação residencial são cada vez mais difundidos também no mercado de construção civil, devido ao maior interesse dos brasileiros por equipamentos inteligentes. Com intuito de inovar e diferenciar projetos imobiliários, construtoras brasileiras estão lançando casas e apartamentos com soluções inteligentes que aumentam a conectividade, segurança e eficiência. Neste sentido, construtoras como a MRV, HUPI e Tecverde estabeleceram parceria com a Positivo Tecnologia.

Reconhecida principalmente pela atuação baseada em hardware como computadores, celulares e tablets, a companhia também possui em seu portfólio a Positivo Casa Inteligente. Trata-se de uma plataforma de soluções baseadas em Internet das Coisas (IoT) composta por kits e produtos que automatizam ambientes e atendem à crescente demanda do brasileiro por mais conforto em casa, como por exemplo, lâmpadas wi-fi, plugs, interruptores, câmeras, controle universal, sensores de movimento, alarmes, videoporteiro e roteadores inteligentes.

Para acompanhar esse movimento de mercado e oferecer mais tecnologia em seus projetos, a MRV é uma das construtoras que realizou parceria com a empresa por meio da Positivo Casa Inteligente para incluir automação em seus empreendimentos. A MRV aderiu ao conceito de “Smart Living” (vida inteligente) e lançou projetos com soluções inteligentes.  Dentre eles estão o Safire Ville, localizado em Campinas (SP).

Segundo Rodrigo Resende, diretor de Novos Negócios da MRV, o cliente está no centro dos negócios da construtora. Diante disso, a MRV busca oferecer sempre a melhor experiência de moradia para seus consumidores. “Entendemos que a relação das pessoas com o lar está em constante transformação e esse movimento se intensificou ainda mais durante a pandemia. A inovação é um de nossos pilares e buscamos constantemente por soluções e tecnologias que possibilitem ao cliente uma experiência única em seu lar. A parceria com a Positivo Tecnologia vem exatamente ao encontro desse nosso objetivo, de inovar e atender às necessidades de nossos clientes”, fala Resende.

Outro projeto com contrato de fornecimento assinado com a Positivo Casa Inteligente é o da construtora HUPI, em obras no estado de Santa Catarina. A HUPI oferece aos clientes a opção de utilizar lâmpadas, interruptores e plugs inteligentes para controlar a iluminação dos ambientes, criar automações com Smart Controle Universal, assim como monitorar o ambiente com a Smart Câmera Bot 360.

Além da MRV e HUPI, outra construtora que mantém parceria com a companhia é a Tecverde, empresa focada em inovação construtiva e que tem o objetivo de industrializar a construção civil, com obras mais rápidas e sustentáveis. O primeiro projeto com as soluções da Positivo Casa Inteligente está em Barretos (SP), onde há residências duplex de 74,2m² com lâmpadas, controle universal, câmeras e sensores inteligentes.

“Os projetos de parceria com construtoras são parte de uma iniciativa da Positivo Casa Inteligente para buscar novas formas de entregar a experiência de ambientes conectados ao público brasileiro. Esses primeiros projetos agregam valor aos empreendimentos imobiliários, aceleram o ciclo de venda das unidades em estoque e aliam ainda mais tecnologia e inovação a esse setor tão importante em nossa economia”, comenta José Ricardo Tobias, responsável pela Positivo Casa Inteligente na Positivo Tecnologia.

O maior diferencial para as construtoras é que os produtos inteligentes oferecem uma redução no tempo de construção e acabamento, pois são opções de automação que não exigem a necessidade de passagem de cabos ou de infraestrutura complexa de comunicação, sendo apenas alimentados pela energia elétrica. Em comparação com uma solução de automação tradicional, ganha-se muito em agilidade, custos de matéria-prima, de mão de obra, tempo de instalação, reformas e adequações de infraestrutura. Além desses benefícios, há também a eficiência energética.

Segmento de smart homes

O movimento coincide também com aquecimento do setor de smart homes no Brasil e no mundo, principalmente pelo fato das pessoas estarem passando mais tempo em casa. Em 2020, por exemplo, a Positivo Casa Inteligente registrou alta de 544% na receita. Além de pioneira, a plataforma da Positivo Tecnologia é líder de mercado. No ano passado, a base de usuários aumentou 1.485% em comparação a 2019. As expectativas de mercado também são promissoras para o segmento. Espera-se que, no fim de 2021, o número de residências conectadas no mundo será 14% maior. Já no mercado brasileiro, a projeção de crescimento é de 21% neste ano.

“As pessoas estão conhecendo os benefícios de terem ambientes inteligentes em suas casas e também em escritórios e, consequentemente, aderindo cada vez mais a esses tipos de soluções. Já se pode notar um aumento de interesse por parte de outras construtoras para firmar parceria e implementar dispositivos de casas inteligentes em seus projetos imobiliários”, finaliza Tobias.


Positivo Tecnologia

Siemens e Luminae

15/07/2021

Siemens e Luminae usam IoT para oferecer gestão inteligente de energia que gera até 28% de economia a redes varejistas


Veja mais

- Solução utiliza gateway IoT SIMATIC2040 da Siemens para comunicar os dados de energia à nuvem e possibilitar a análise do software de gestão

- Solução utiliza dados para adequar remotamente o consumo de energia de acordo com as necessidades dos clientes

- Gestão inteligente integra informações sobre as características de uso de energia para tornar os estabelecimentos mais sustentáveis

Focada em fornecer soluções sustentáveis, a Luminae tem oferecido ao mercado em parceria com a Siemens uma aplicação de gestão inteligente de energia que tem gerado uma economia de até 28% no consumo. Desenvolvida a partir de um gateway de IoT, o SIMATIC IoT2040, a solução utiliza dados em nuvem para adequar remotamente a energia consumida de acordo com as necessidades de cada cliente.

Para gerar economia na conta de energia elétrica e estabelecimentos com atuação mais sustentável, a aplicação faz uma gestão inteligente a partir do uso de iluminação, ar-condicionado, medidores de temperatura e demais equipamentos. Com base na integração dessas informações na solução de IoT e multimedidores de energia da Siemens, é feita uma parametrização de acordo com as características de consumo local, iniciativa que otimiza o uso dos equipamentos visando a economia no consumo de energia.

A Luminae desenvolveu a plataforma Neuron, uma solução SaaS (Software as a Service) que a partir da inteligência artificial é capaz de identificar os pontos de perdas energéticas e analisar o uso de eletricidade em diferentes setores ou máquinas dentro de uma empresa, gerando análises em tempo real sobre diferentes fatores relacionados à energia elétrica como a eficácia da energia contratada, previsões e relatórios de consumo, detalhamento de falhas, desvios, e, além disso, atua automaticamente ligando e desligando equipamentos de forma a garantir o melhor desempenho no menor custo possível.

A solução tem como principais clientes grandes redes do setor varejista (supermercados, farmácias, lojas pet, entre outros) atingindo uma média de 15% na redução no consumo de energia - índice que pode chegar a 28% de acordo com as aplicações utilizadas.

“A Siemens tem como foco de atuação a oferta de soluções inteligentes voltadas à sustentabilidade com o menor consumo de energia, e essa parceria com a Luminae tem gerado diversos benefícios aos clientes nesse sentido”, afirma Livius Aguiar, Desenvolvedor de Digitalização da Siemens. “Além da qualidade dos nossos produtos, com elevada vida útil, temos presença nacional que facilita a atuação junto aos clientes em todo o país”, completa.

“O IoT da Siemens nos possibilitou desenvolver uma solução em software que facilitou todo o processo. Hoje, um técnico eletricista já consegue fazer toda a configuração da solução devido à facilidade de instalação. Além disso, o hardware faz a integração com diversos equipamentos e fabricantes, e essas aplicações geraram um ganho fundamental para o negócio”, afirma Matheus Rungue, Head de Inovação, Gestão e Inteligência da Luminae.

Atualmente, a solução está instalada em 350 estabelecimentos comerciais em todo o país, e a expectativa da Luminae é duplicar a estrutura da empresa voltada à instalação dos hardwares até o fim deste ano. “A Siemens enxerga o imenso potencial dessa solução, não apenas para o segmento varejista, mas também para as indústrias em geral, frigoríficos e empresas especializadas na gestão inteligente de edifícios, pois nesses clientes é grande a preocupação com o consumo energético, visto que ele impacta diretamente na rentabilidade dos negócios. Com a Luminae, temos um parceiro para ampliar o alcance dessa solução”, finaliza Livius Aguiar, Desenvolvedor de Digitalização da Siemens.


Siemens

Siemens

12/07/2021

Siemens tem novo Diretor de Inovação Corporativa


Veja mais

José Borges Frias Jr. assume cargo com o objetivo de alavancar as oportunidades na área que é tida como base para o crescimento sustentável na companhia

Siemens

Há 30 anos na Siemens, o executivo José Borges Frias Jr. assume a posição de Diretor de Inovação Corporativa tendo como objetivo alavancar as oportunidades na área que é tida na companhia como base de crescimento sustentável tanto nos processos internos quanto nas soluções para clientes.

O executivo terá no novo cargo os seguintes desafios: estabelecer e zelar pela governança para a inovação na Siemens; assegurar alinhamento entre a estratégia de inovação e do business; promover iniciativas de inovação junto às unidades de negócios; coordenar a atuação da companhia nos ecossistemas de inovação; coordenar o melhor aproveitamento de leis de incentivo e fomentos à inovação; e representar a Siemens em entidades, associações e comitês brasileiros de inovação.

Nesta função Borges já está à frente de projetos como a participação da Siemens no ecossistema Hub de Inovação do IPT Open Experience e no Centro de Pesquisa Aplicada (CPA) em Inteligência Artificial com o IPT, recentemente anunciado como resultado da chamada pública Fapesp – MCTI – CGI.BR

Engenheiro Mecânico formado pela Universidade de São Paulo (USP) e bacharel em Administração de Empresas pela mesma instituição de ensino, Borges iniciou sua carreira na área de Engenharia Industrial, passou pelo headquarters da Siemens na Alemanha em um projeto de transferência de tecnologia, atuando ainda na Gestão da Qualidade e no Service. Nos últimos 15 anos, foi consultor de Marketing e Estratégia, tornando-se, em seguida, Gerente de Marketing Estratégico e Excelência de Negócios. Hoje, é também Diretor de Estratégia e Desenvolvimento de Negócios da Operating Company Digital Industries, cargo que acumula como Diretor de Inovação Corporativa.

 

Siemens

24/06/2021

Siemens leva soluções de proteção elétrica ao prédio residencial mais alto da América Latina


Veja mais

- YACHTHOUSE by Pininfarina, em Balneário Camboriú (SC), tem 281 metros de altura e um total de 264 unidades de luxo

- Siemens será a responsável pelo fornecimento de produtos de proteção e distribuição elétrica para o empreendimento de alto padrão

Siemens

A qualidade dos produtos da Siemens fez a diferença para o portfólio de proteção elétrica da companhia estar presente no prédio residencial mais alto da América Latina, o YACHTHOUSE by Pininfarina. Localizado em Balneário Camboriú, em Santa Catarina, o empreendimento de alto padrão é formado por duas torres gêmeas que têm um total de 281 metros de altura. No total, serão 264 unidades de luxo.

No empreendimento, a Siemens será responsável pela proteção elétrica em baixa tensão, cujo portfólio foi escolhido por conta da alta qualidade e confiabilidade dos itens da companhia.

A entrega envolve cinco linhas de produtos da Siemens, que são: minidisjuntores, que fazem a proteção da instalação contra curtos-circuitos e sobrecargas de energia; dispositivos diferencial residual (DR), que protegem contra choques elétricos e incêndios originados de correntes de fuga na instalação; dispositivos de proteção contra surtos (DPS), que protegem equipamento contra raios e também surtos de sobretensões decorrentes de manobras na rede elétrica; disjuntores caixa moldada, que garantem segurança nos principais ramais de distribuição de energia; disjuntores caixa aberta, que são os primeiros dispositivos em baixa tensão, logo após o transformador que dão confiabilidade às instalações contra danos provenientes de curtos-circuitos, falta à terra ou sobrecargas.

Siemens

A Siemens possui também um amplo portfólio para automação e gerenciamento de energia, proporcionando ao cliente facilidades na obtenção de soluções compatíveis entre si e execução dos requisitos do projeto.

“Equipamentos confiáveis para proteção de sistemas elétricos podem não somente evitar danos materiais significativos, como também salvar vidas, e isto não tem preço, afirma Ricardo Zolet, desenvolvedor de negócios da Siemens.

A qualidade do portfólio da companhia atende também a duas preocupações de empreendimentos localizados na região. A primeira é em relação à falta de energia ou panes elétricas em períodos da alta temporada, como nos finais de ano, época em que Balneário Camboriú recebe milhares de visitantes. A outra é em relação à corrosão dos itens devido à maresia.

Positivo

22/06/2021

Positivo Tecnologia é eleita membro de Conselho no DTMF, um dos mais importantes fóruns mundiais de tecnologia.


Veja mais

Empresa brasileira de tecnologia é a primeira no país a fazer parte do seleto Conselho da organização americana. Ocupará uma das nove vagas, juntamente às atuais oito multinacionais Cisco, Dell, HP, Lenovo, Intel, NetApp, Broadcom e Verizon.

Positivo

A Positivo Tecnologia foi eleita para integrar o Conselho do Distribuited Management Task Force (DMTF), instituto sem fins lucrativos que estabelece padrões abertos de gestão e industrialização no setor de tecnologia da informação (TI). A Companhia é a primeira empresa brasileira a se tornar membro do Conselho e assume a vaga ao lado de oito multinacionais de tecnologia: Cisco, Dell, HP, Lenovo, Intel, NetApp, Broadcom e Verizon.

Por reunir organizações com as melhores práticas de gestão, desenvolvimento, fabricação e validação de soluções para infraestrutura de TI, o DMTF é conhecido pela excelência na colaboração e capacidade de impulsionar o avanço no segmento de TI em todo o mundo. A Positivo Tecnologia será representada no Conselho por executivos da Companhia, que, em fórum, discutem mensalmente com líderes das outras empresas a direção e a estratégia do DMTF, assim como padrões oferecidos pelo instituto ao mercado.

Com sede em Portland (EUA), o DMTF é comandado por um grupo de profissionais de grandes multinacionais de tecnologia. Além das integrantes do Conselho do DMTF, outras empresas brasileiras e estrangeiras compõem o instituto em categorias denominadas “Leadership” e “Participation”. As empresas que estão no Conselho e na categoria “Leadership” são as que votam para escolher as novas ingressantes. As companhias que fazem parte do DMTF colaboram para melhorar as práticas em TI com troca de experiências, desenvolvimento e fabricação de soluções como computação na nuvem, virtualização, rede, servidores e armazenamento.

“Integrar o Conselho do DMTF certamente será uma experiência muito enriquecedora. A troca de informações, conhecimento e networking vai refletir também no aprimoramento das soluções e na inovação que levamos aos nossos clientes”, comenta Marielva Andrade Silva Dias, vice-presidente de Negócios para Instituições Públicas da Positivo Tecnologia.

Positivo

22/06/2021

Positivo Tecnologia oferece 80 oportunidades de emprego em todas as regiões do país


Veja mais

Destaque no ranking GPTW (Great Place to Work) como uma das melhores para se trabalhar, empresa brasileira tem vagas presenciais e remotas para diversas áreas

Positivo

O setor de tecnologia vem sentindo a crescente demanda por mão de obra especializada e, segundo a plataforma GeekGunter, que realiza contratações desses profissionais, a área de Tecnologia da Informação teve um aumento de oportunidades de 310% no ano passado, em comparação com 2019. Para atender à demanda deste mercado, que também cresceu na preferência dos consumidores, a Positivo Tecnologia abre aproximadamente 80 vagas de emprego em todas as regiões do país e em diversas áreas como Logística, Tecnologia, Marketing, Novos Negócios, Recursos Humanos e Administrativo. O candidato que tiver interesse em conhecer as vagas e em se inscrever na vaga que tenha maior compatibilidade, deve acessar https://positivotecnologia.gupy.io

Há 30 anos no mercado, a Positivo Tecnologia é uma empresa genuinamente brasileira com o propósito de tornar a vida das pessoas melhor e mais inteligente com tecnologia. Em 2020, a companhia recebeu a certificação Great Place to Work (GPTW), reconhecida internacionalmente como uma das melhores empresas para se trabalhar, a partir de avaliações realizadas por meio dos próprios colaboradores.

“A companhia vem em um movimento de crescimento muito forte. Queremos ser a grande empresa de desenvolvimento de tecnologia no Brasil. Buscamos pessoas que enxerguem nesse propósito, uma grande oportunidade de carreira e crescimento profissional e pessoal. Nossas Avenidas de Crescimento estão a todo vapor, com inúmeros projetos e desafios em todas as áreas da Positivo Tecnologia. Temos convicção de que as pessoas que integrarem o nosso time, vivenciarão um forte desenvolvimento profissional,” afirma Adner Uema, diretor de Gente & Gestão da Positivo Tecnologia.

Os interessados devem se identificar com as competências buscadas pela empresa como Adaptabilidade (inovador e flexível), Parceria (foco no coletivo), Inteligência Emocional (empatia e controle emocional), Protagonismo (responsável por sua rotina e carreira), Liderança (conduzir, mobilizar e inspirar) e, por último, mas não menos importante, que sejam pessoas que façam acontecer, ou seja, que tirem seus projetos do papel. “Temos um universo de oportunidades dentro da nossa companhia. São muitos projetos espalhados em todas as áreas. Procuramos profissionais com brilho nos olhos e que acreditem em sua capacidade de levar a tecnologia para a vida de todos os brasileiros. Nossa cultura é de acreditarmos que quando vamos juntos, podemos ir mais longe”, finaliza Adner.

ABB

14/06/2021

ABB Robótica faz avanços em automação para a indústria de construção para viabilizar obras mais seguras e sustentáveis


Veja mais

9 em cada 10 empresas de construção preveem falta de mão de obra qualificada até 2030, sendo que 81% disseram que utilizarão robôs nos próximos 10 anos, ao mesmo tempo em que a segurança e o meio ambiente impulsionam os investimentos em robótica

ABB Robótica está impulsionando a automação na indústria da construção com novas soluções de automação robótica para solucionar desafios importantes, incluindo a necessidade de mais moradias ecologicamente corretas e acessíveis e para reduzir o impacto ambiental da construção em meio a falta de mão de obra qualificada. A automação robótica oferece um enorme potencial para melhorar a produtividade, eficiência e flexibilidade da manufatura em toda a indústria da construção, incluindo automatizar a fabricação de casas modulares e construir componentes fora do local, soldagem robótica e manuseio de materiais em canteiros de obra e robô para impressão 3D de casas e estruturas customizadas. Assim como estão tornando a indústria mais segura e mais econômica, os robôs estão melhorando a sustentabilidade e reduzindo o impacto no meio ambiente ao melhorar a qualidade e reduzindo o desperdício.

“Com tão poucos negócios de construção usando automação atualmente, há um enorme potencial para nós transformarmos a indústria por meio da robótica. Diferente de construir um carro ou na montagem de eletrônicos, muitas técnicas usadas na construção não mudam há gerações, então nós estamos desenvolvendo novas soluções para solucionar os principais desafios da indústria,” disse Sami Atiya, Presidente da ABB Robotics & Discrete Automation Business Area. “Esse novo segmento de cliente irá aumentar nosso portfólio como parte de uma estratégia mais ampla para acelerar a expansão em segmentos de alto crescimento incluindo eletrônicos, saúde, bens de consumo, logísticas e alimentos e bebidas, para atender à crescente demanda por automação em diversas indústrias.”

Na pesquisa global1 realizada pela ABB, das 1.900 grandes e pequenas empresas de construção na Europa, Estados Unidos e China, 91% disseram que enfrentarão uma crise de falta de pessoal qualificado nos próximos 10 anos, com 44% dizendo que há problemas para preencher as vagas na construção. Melhorar a saúde e segurança no canteiro de obras foi uma prioridade para 42% dos entrevistados e a mesma porcentagem disse que o ambiente é o principal direcionador para a mudança na indústria.

81% das empresas de construção disseram que eles introduzirão ou aumentarão o uso de robótica e automação na próxima década, enquanto hoje só uma ou outra empresa se beneficia da robótica. Na pesquisa, somente 55% das empresas de construção disseram usar robôs, comparado com 84% na Automotiva e 79% na Manufatura.

As previsões do segmento para o valor total da indústria de construção global preveem um crescimento de até 85%, em torno de $15.5 trilhões em todo o mundo até 20302, enquanto estudo interno da ABB Robótica sobre o potencial de mercado para automação robótica para os próximos 10 anos é para uma alta taxa de crescimento de dois dígitos nos setores chave da construção, incluindo pré-fabricação e impressão 3D.

Robôs viabilizando uma nova abordagem

Com a nova indústria enfrentando regulamentações ambientais mais rigorosas e a necessidade de edifícios mais econômicos, a automação robótica reduz o desperdício ao melhorar a qualidade e consistência, o que é considerável quando estima-se que até um quarto do material transportado para um canteiro de obra será desperdiçado3. Com soluções digitais e de automação, as construtoras também podem projetar o descarte no início de um projeto por meio de um projeto eficaz de um edifício e de processos de construção.

Com mais de 200.000 vagas para trabalhadores de alto e baixo nível de capacitação na União Europeia só no segundo trimestre de 2020, a falta de mão de obra na indústria é um problema crescente, com pessoas mais jovens se desinteressando pelas carreiras de construção por achar que é uma profissão perigosa. Os trabalhadores da construção somam cerca de 30% das lesões do ambiente de trabalho e têm até quatro vezes mais chance de serem envolvidos em um acidente fatal comparado com outros setores, com 108.000 fatalidades estimadas a cada ano em todo o mundo5.

Os robôs podem tornar a construção mais segura ao manusear cargas grandes e pesadas, trabalhando em espaços menos seguros e permitindo métodos novos e mais seguros de construção. Usar robôs para tarefas repetitivas e perigosas das quais as pessoas cada vez mais não querem fazer significa que a automação pode ajudar a dar apoio para a crise de mão de obra e talentos e tornar a carreira de construção mais atraente para pessoas jovens.

“Um novo foco na saúde, segurança e sustentabilidade estão impulsionando investimentos em robótica, enquanto o encolhimento de pessoas qualificadas significa que a indústria da construção precisa de robôs para ajudar a manter junto os desafios da urbanização e da mudança climática,” adicionou Atiya. “Estamos colocando nossa expertise e portfólio líder da indústria de robôs e ferramentas digitais no centro da cadeia de valor da indústria da construção com soluções de automação para construção mais rápida, mais acessível e sustentável, enquanto dá suporte na falta de mão de obra ao manusear cargas grandes e pesadas, acessando locais insalubres e permitindo formas novas e mais seguras de construir.”

Inovação já em uso

Projetado para melhorar a flexibilidade, produtividade e qualidade, os projetos piloto incluem a fabricação automatizada de suportes de telhados de madeira com a Autovol no Canadá, a instalação robótica de elevadores com a Schindler Lifts e a automação robótica da produção de casas modulares pré-fabricadas da City Intelligent, que já aumentou a eficiência da produção em 15% e velocidade em 38%, enquanto reduz o desperdício em 30%.

A aplicação de soldagem robótica da Skanska melhorou a qualidade, a produtividade dos funcionários e a segurança ao automatizar a fabricação de malhas de estrutura de aço no local. Esta solução também reduziu o custo e o impacto ambiental do transporte de malhas de estrutura acabados em grandes volumes para os canteiros de obras.

“É cada vez mais desafiador encontrar pessoas para realizar tarefas difíceis e demoradas, o que significa que nós devemos olhar mais para frente no campo para encontrar os trabalhadores que nós precisamos,” disse Ulf Håkansson, Diretor Técnico para a Skanska Construction. “Alocar essas tarefas para os robôs pode ajudar nisso, permitindo que nós empreguemos nossos funcionários de maneira mais eficaz. A automação também se encaixa na experiência e imaginação da próxima geração de engenheiros, estes que já cresceram com a tecnologia e serão inestimáveis para nos ajudar a encontrar novas formas de usar robôs em nossos negócios.”

A ABB também está trabalhando com as principais universidades para co-desenvolver novas tecnologias de construção automatizadas, incluindo a ETH Zurich, uma universidade de pesquisa líder na Suíça. Na ETH, a ABB está dando suporte na pesquisa no campo de fabricação robótica na arquitetura e construção e já ajudou a estabelecer o primeiro laboratório do mundo para fabricação digital de robótica colaborativa em arquitetura, no Instituto de Tecnologia em Arquitetura do ETH.

Essa semana, a mais recente tecnologia de larga escala de impressão 3D de robótica da ABB para indústria de construção está sendo exibida pelo escritório de arquitetura austríaco MAEID na 17th International Architecture  - La Biennale di Venezia para inspirar arquitetos sobre as possibilidades da automação e impressão 3D, direcionando a inovação e permitindo novas formas de construção.

ABB (ABBN: SIX Swiss Ex) é uma empresa líder global em tecnologia que estimula a transformação da sociedade e da indústria em prol de um futuro mais produtivo e sustentável. Ao conectar softwares ao seu portfólio de eletrificação, robótica, automação e tecnologias de acionamento, a ABB ultrapassa os limites da tecnologia para elevar o desempenho a novos níveis. Com uma história de excelência que remonta a mais de 130 anos, o sucesso da ABB é impulsionado por cerca de 110.000 funcionários talentosos em mais de 100 países. www.abb.com.br

Robótica & Automação Discreta ABB é pioneira em robótica, automação de máquinas e serviços digitais, fornecendo soluções inovadoras para uma grande variedade de indústrias, desde automotiva até eletrônica e logística. Como uma das fornecedoras líderes mundiais em robótica e automação de máquinas, nós já fornecemos mais de 400.000 soluções de robôs. Nós ajudamos nossos clientes de todos os tamanhos a aumentarem a produtividade, flexibilidade e simplicidade e a melhorar a qualidade da produção. Nós damos apoio na transição para uma fábrica do futuro conectada e colaborativa.

Siemens

09/06/2021

Siemens lança aplicativo que usa Inteligência Artificial para avaliar desempenho e identificar anomalias na indústria de processo


Veja mais

- AI Anomaly Assistant também analisa eventos que afetam parâmetros como produtividade, disponibilidade e qualidade

- Aplicativo possibilita novas oportunidades para a otimização econômica de processos, e alerta o operador em caso de alguma irregularidade

Positivo

A Siemens reforça seu portfólio de soluções inteligentes voltadas para a indústria com o lançamento do aplicativo AI Anomaly Assistant, que utiliza inteligência artificial (IA) para detectar anomalias na indústria de processos e avaliar seu desempenho comercial. O novo dispositivo analisa eventos de processo que afetam parâmetros como produtividade, disponibilidade e qualidade, além de alertar o operador da planta em caso de alguma irregularidade. Esses eventos e anomalias não são somente identificados, mas também examinados pelo seu desempenho comercial — uma avaliação antes possível apenas com base na experiência do operador.

Para permitir que a Inteligência Artificial detecte e avalie irregularidades relevantes ao negócio, os algoritmos de Machine Learning são aplicados com base nos dados do processo e, em seguida, programados para determinar quais anomalias têm impacto na eficiência econômica da planta. O próprio operador da planta define, em seguida, o foco adicional da Inteligência Artificial por meio do painel de controle do aplicativo, onde os problemas no sistema podem ser selecionados, avaliados e comentados. Esta fase de avaliação é acompanhada por vários ciclos de retroalimentação, de modo que o operador da planta tenha a tecnologia bem treinada, concentrada e capaz de avaliar anomalias tendo como base os dados do processo para sua relevância comercial.

O aplicativo AI Anomaly Assistant é configurado como aplicação em nuvem ou dentro da própria infraestrutura do usuário como, por exemplo, em um PC, equipamento Simatic ou em uma máquina virtual. A solução baseada em nuvem é especialmente vantajosa durante a fase de treinamento e de avaliação, uma vez que suporta colaboração eficiente entre analistas de dados e operadores de plantas. Além disso, ele também permite que os resultados da detecção de anomalias sejam combinados com outros serviços, como a gestão de ativos preditivos, como parte do Asset Performance Suite (APS).

Positivo Tecnologia

01/06/2021

Positivo Tecnologia investe na startup EuNerd


Veja mais

Em linha com a estratégia de inovação e diversificação dos negócios, a empresa brasileira de tecnologia desenvolve a startup ao mesmo tempo em que complementa os próprios serviços de suporte técnico a clientes

Positivo

A Positivo Tecnologia anunciou investimento e parceria estratégica para aceleração da EuNerd, startup de suporte de informática e infraestrutura de tecnologia da informação. A EuNerd surgiu em 2014 e atualmente possui uma rede exclusiva com mais de 25 mil técnicos, os chamados “nerds”. Tem presença em dois mil municípios brasileiros e possui como clientes diversas empresas de setores distintos como varejo, saúde, telecomunicações e serviços. A EuNerd também complementa o suporte técnico oferecido pela Positivo Tecnologia para clientes corporativos, numa parceria em serviços como configuração e instalação de dispositivos, rollout de notebooks e manutenção preventiva.

A escolha da Positivo Tecnologia pelo investimento e suporte estratégico à EuNerd está em linha com o momento de transformação dos negócios da Companhia, que intensifica a prestação de serviços de tecnologia em diversas plataformas de hardware. Há grande sinergia entre a startup e a área de prestação de serviços de assistência técnica da Companhia, chamada Positivo Techservice. Essa unidade da Positivo Tecnologia consiste em prestar assistência técnica a usuários de computadores, telefones e tablets.  “Como integrante do nosso programa de aceleração de startups, a EuNerd tem a oportunidade de impulsionar os negócios ao mesmo tempo em que possibilita fortalecer nossa área de serviços. A aliança é benéfica às duas empresas assim como para nossos clientes”, ressalta Hélio Rotenberg, presidente da Positivo Tecnologia.

Além da sinergia com a Positivo Tecnologia, a EuNerd também tem apresentado crescimento nos resultados financeiros. No último ano, a receita aumentou 150% em relação ao período anterior. O processo de desenvolvimento de negócios e aceleração da EuNerd tem a participação de 13 executivos da Positivo Tecnologia. A equipe ajuda no desenvolvimento dos serviços, operação e formação da rede de técnicos de informática. O acordo entre as empresas estabelece ainda que a plataforma da EuNerd seja utilizada pela Positivo Techservice. “O diferencial dessa aliança com a Positivo Tecnologia é que, além de investir recursos na EuNerd, a Companhia também nos apoia nos processos, a partir da experiência de mercado e visão empreendedora”, explica Bruno Okamoto, CEO da EuNerd.

Programa de Corporate Venture Capital (CVC) da Positivo Tecnologia: estratégia de inovação da empresa brasileira de tecnologia

A Positivo Tecnologia, por meio do Programa de Corporate Venture Capital, estimula empresas emergentes de diversos setores. Tem o objetivo de escalonar o desenvolvimento de startups que oferecem inovação ou acesso tecnológico no Brasil. Além da EuNerd, a Companhia também acelera outras 11 startups. São empresas que oferecem soluções para revolucionar negócios e o cotidiano das pessoas em segmentos como mobilidade, exames clínicos, agricultura e pecuária. Dentre elas estão a Hilab, a Hitech Eletric, @Tech e AgroSmart.  O Programa, aliás, gerou à Positivo Tecnologia o reconhecimento de empresa líder em inovação aberta no Brasil em 2020, no segmento de eletroeletrônicos, segundo a plataforma global 100 Open Startups. “Agregamos ainda mais valor às investidas ao assessorar iniciativas e participar de projetos estratégicos a partir do envolvimento do nosso time de executivos”, conclui Graciete de Lima, responsável pelo Programa de Corporate Venture Capital da Positivo Tecnologia.

Positivo Tecnologia

31/05/2021

Renata Oliva Battiferro é a nova diretora de Relações com Investidores da Positivo Tecnologia


Veja mais

A profissional apoiará o objetivo da área de aproximar ainda mais a empresa brasileira de tecnologia dos investidores e agentes do mercado financeiro

A Positivo Tecnologia anuncia a chegada de Renata Oliva Battiferro à diretoria de Relações com Investidores.  A executiva contribuirá com o objetivo da área de estreitar ainda mais o relacionamento da empresa com acionistas, investidores, órgãos regulatórios, além de agentes que integram a comunidade financeira nacional e internacional.

Positivo

Renata possui tem passagens por empresas como Unibanco, Comgás, Smiles, CSU CardSystem e, mais recentemente, na Track & Field, onde trabalhou como Head de RI. Ela também é membro do Conselho de Administração do Instituto Brasileiro de Relações com Investidores (IBRI).  Na Positivo Tecnologia, Renata será responsável por transmitir informações sobre a empresa ao mercado com base nos princípios da transparência e boas práticas de governança corporativa. A Positivo Tecnologia negocia ações na Bolsa de Valores B3 desde 2006 com a sigla POSI3.

“A chegada da Renata faz parte da nossa estratégia de fortalecer cada vez mais o relacionamento com o mercado, em um momento em que estamos diversificando nossos negócios e aprimorando a compreensão assim como o acompanhamento dos principais indicadores da Companhia”, diz Caio Gonçalves de Moraes, vice-presidente de Finanças e Relações com Investidores da Positivo Tecnologia.

Positivo Tecnologia

20/05/2021

Rodrigo Guercio assume recém-criada vice-presidência de Mercado Corporativo da Positivo Tecnologia


Veja mais

A chegada do executivo tem como objetivo apoiar a nova estratégia da empresa, estruturada em três segmentos: consumer, corporativo e instituições públicas

A Positivo Tecnologia acaba de anunciar a contratação de novo vice-presidente para Mercado Corporativo: Rodrigo Guercio. O executivo vem com a responsabilidade de estruturar a nova área da empresa, que atenderá com soluções de hardware, software e serviços as necessidades de computação das empresas brasileiras de todos os portes.

Em sua trajetória profissional, Rodrigo tem experiência em gestão de produtos, vendas e operações em empresas multinacionais de tecnologia como Dell, AMD e HP. Em sua última função, foi o principal executivo no Brasil da unidade de negócios de data center da Lenovo. Rodrigo é graduado em Administração e Negociações Internacionais pelo Centro Universitário Newton Paiva de Belo Horizonte e possui MBA em Marketing pela ESPM.

A chegada de Rodrigo Guercio à nova vice-presidência de Mercado Corporativo está em linha com o novo momento da companhia, que compreende um processo de transformação, avanço e diversificação de negócios. A nova organização da  Positivo Tecnologia visa impulsionar seu crescimento e capturar as oportunidades de mercado diante da aceleração da adoção de tecnologias.  As unidades de negócios estão constituídas em três segmentos distintos: consumer, corporativo e instituições públicas. Cada uma possui portfólio com produtos e serviços específicos para os respectivos perfis de clientes, sejam eles dos negócios tradicionais da companhia - computadores, tablets, smartphones, serviços e suporte, como nas principais Avenidas de Crescimento definidas no plano estratégico, dentre eles:  servidores, storage e nuvem, Hardware as a service, máquinas de pagamento, urna eletrônica e dispositivos para ambientes inteligentes.

O segmento corporativo, foco da atuação de Rodrigo Guercio na companhia, tem apresentado neste ano forte demanda por notebooks, seguindo movimento iniciado em 2020. Há indicativo de maiores investimentos em tecnologia por parte de empresas devido à necessidade de propiciar mobilidade aos funcionários e modernizar a infraestrutura de TI. Rodrigo assume a unidade de negócios em fase de crescimento de receita da Positivo Tecnologia. No 1º trimestre de 2021, a companhia anunciou receita de R$ 809 milhões, crescimento de 85% em relação ao ano passado. Já o segmento Corporativo da Companhia registrou, no mesmo período, elevação de 13% no faturamento.

“A vinda do Guercio demonstra a importância do segmento Corporativo na nossa estratégia, no cenário em que estamos com nova organização na estrutura de negócios, além de mercado aquecido devido à demanda por soluções de tecnologia. Estamos prontos para oferecer cada vez mais o melhor portfólio de produtos e serviços de forma a seguir gerando valor e superando as expectativas de nossos clientes”, comenta Hélio Rotenberg, presidente da Positivo Tecnologia.

Positivo

Positivo

13/05/2021

Positivo Tecnologia obtém receita 85% maior no primeiro trimestre e complementa portfólio de computadores com nova marca


Veja mais

Resultados refletem o avanço dos negócios principais da empresa diante da alta demanda por computadores, além da aceleração das novas vertentes de negócios

A Positivo Tecnologia registrou receita de R$ 809 milhões no primeiro trimestre de 2021, aumento de 85% em relação ao mesmo período do ano anterior. A empresa apresentou também lucro líquido de R$ 56 milhões, valor 1.175% superior ao do primeiro trimestre do ano passado.  A forte demanda por notebooks verificada desde 2020, principalmente com aumento da prática de home office e homeschooling, tornou o computador um item essencial e de uso pessoal. O movimento gerou resultado significativo para a companhia e manteve os patamares de faturamento elevados no período.

Um portfólio mais aderente às necessidades dos consumidores, a capacidade de reação aos desafios da cadeia de suprimentos e maior atuação junto aos canais de distribuição permitiram o incremento de rentabilidade. A margem bruta foi de 23,2% no 1º trimestre de 2021 versus os 19,6% apurados no mesmo período do ano passado. Já o EBITDA ajustado alcançou R$ 61 milhões e teve margem de 9,1%. As vendas por meio dos canais on-line próprios e de terceiros mantiveram a trajetória de expansão. Atingiram 54% da receita no segmento Consumer e representaram aumento de 184% em comparação com o 1º trimestre de 2020.  Notebooks da Vaio, marca que a Positivo Tecnologia representa no Brasil, permitiram crescimento de 92% em relação ao mesmo período do ano passado. A expansão também é registrada na venda de tablets: 177% a mais no 1º trimestre deste ano.

A companhia ganhou impulso ainda maior na transformação do modelo de negócios, a partir das novas vertentes. As chamadas “Avenidas de Crescimento” envolvem soluções em servidores, dispositivos para ambientes inteligentes, tecnologias educacionais, locação de equipamentos de informática, terminais móveis de pagamento e urnas eletrônicas, além de projeto voltado a varejistas de pequeno porte. A receita desses produtos e serviços da Positivo Tecnologia cresceram 63% no 1º trimestre de 2021 em comparação com o mesmo período de 2020. Em Positivo Casa Inteligente, por exemplo, a base de usuários únicos aumentou 27%.

Os resultados do 1º trimestre deste ano também apontam o crescimento da companhia no mercado corporativo, ocorrido em linha com a estratégia de desenvolvimento dos canais, avanço nos negócios de locação de equipamentos de informática, além da demanda por computadores.  Esse segmento de negócio da Positivo Tecnologia apresentou faturamento 13% maior versus o mesmo período de 2020. “O primeiro trimestre confirmou nossas expectativas favoráveis para os negócios no início deste ano. Conseguimos contornar a limitada oferta de insumos e ao mesmo tempo aumentar a rentabilidade”, afirma Hélio Rotenberg, presidente da Positivo Tecnologia.

Em linha com a estratégia de avançar os negócios principais, a Positivo Tecnologia complementou o portfólio de computadores com nova marca ao anunciar o licenciamento e a incorporação das operações da marca Compaq em território brasileiro. A operação permitiu alavancar a participação no segmento de computadores intermediários e consolidar a empresa na fabricação, distribuição e atendimento de soluções para todo tipo de público. A companhia também aportou recursos na EuNerd, startup de assistência técnica em informática. Os valores são provenientes de Fundo de Investimento de Participação (FIP) aberto pela Positivo Tecnologia e com base na Zona Franca de Manaus. A EuNerd complementa o portfólio de investidas, o qual é formado por startups que atuam em mercados como análises clínicas, eletromobilidade e agropecuária. A companhia também aprimorou a governança corporativa e recentemente elegeu novos integrantes para o Conselho de Administração. “Nossos esforços têm se mostrado compensadores e, dessa maneira, seguimos firmes com a estratégia de consolidar a Positivo Tecnologia como uma das maiores empresas de tecnologia do Brasil”, diz Hélio Rotenberg.

ABB

12/05/2021

ABB contribui para modernização do sistema auxiliar da Usina Hidrelétrica São Simão


Veja mais

Processo de retrofit dos disjuntores iniciado em 2019 e previsto para ser concluído este ano permitirá maior segurança e confiabilidade ao sistema

A ABB Eletrificação está prestes a concluir a modernização do sistema auxiliar da Usina Hidrelétrica São Simão, localizada entre os munícipios de São Simão (GO) e Santa Vitória (MG) e gerida pela  SPIC Brasil, subsidiária brasileira da State Power Investment Corporation of China (SPIC). A usina opera seis turbinas que podem gerar até 1.710 MW, energia suficiente para abastecer seis milhões de residências.

Paulo Trípode, Gerente de Operações Hidrelétricas da SPIC Brasil, reforça o compromisso da empresa em investir em tecnologia e segurança na Usina. “A conclusão de mais essa etapa, prevista para ocorrer neste ano, é muito importante no processo de atualização tecnológica da Usina Hidrelétrica São Simão e traz mais segurança para o ativo, para os colaboradores e até para o Sistema Interligado Nacional (SIN)”.

De acordo com João Dias, engenheiro de vendas do canal de Utility da ABB, as seis unidades geradoras de energia contam com 24 disjuntores de baixa tensão no sistema auxiliar. “Por meio do retrofit dos disjuntores conseguimos atualizar os dispositivos de manobra, agregando segurança e confiabilidade ao sistema, com tempo de parada reduzido”, explica Dias. O processo teve início em 2019 e tem previsão de conclusão ainda este ano.

Os disjuntores substituídos na UHE São Simão eram de fabricação ABB – linha BBC Otomax, com correntes nominais de 800A a 3200A. A solução mais adequada para o projeto, de acordo com a análise realizada pela engenharia de serviços da ABB, foi o conceito Hard Bus Retrofill com inclusão de compartimentação exclusiva para atendimento de requisitos normativos de segurança (NR10), em conformidade com os padrões definidos para aplicação de disjuntores da linha EMAX 2.

Com a substituição, os novos disjuntores da linha EMAX 2 proporcionam vários benefícios para a UHE São Simão, como a confiabilidade e segurança dos equipamentos; padronização da base instalada e intercambialidade dos disjuntores de todo sistema auxiliar da usina e leitura de parâmetros elétricos da instalação direto no display dos disjuntores. Além disso, oferece disponibilidade de partes e peças de reposição no mercado, facilidade de substituição das mesmas por conta da característica modular dos disjuntores e possibilidade de monitoramento remoto por meio da plataforma em nuvem da ABB.

Os disjuntores são compatíveis com todos os principais protocolos de comunicação utilizados no setor industrial, inclusive com IEC 61850 nativo, que possibilita conexão com sistemas de automação amplamente utilizados para criar redes inteligentes de distribuição em baixa e média tensão.

“O disjuntor EMAX 2 permite aplicação do conceito de manutenção preditiva ou manutenção baseada na condição. Se houver alguma falha, a correção e/ou substituição é muito mais simples. Caso ocorra um desarme, a identificação da causa e da solução será mais rápida e segura”, diz João. Os Kits de Retrofit ABB são projetados para preservar a estrutura do painel existente, facilitando a adaptação ao barramento e demais interfaces do disjuntor antigo, minimizando o tempo total de parada da instalação.

A ABB possui diferentes soluções de retrofit para disjuntores de baixa tensão. São elas: Hard Bus Retrofill (RF), Direct Replacement (DR) e Cradle-in-Cradle (CiC). Segundo o engenheiro, a definição de qual solução adotar baseia-se, principalmente, em critérios técnicos, como a condição da estrutura existente, compatibilidade eletromecânica e variáveis dielétricas do conjunto, como, por exemplo o nível de curto-circuito.

Siemens

12/05/2021

Siemens desenvolve aplicação de solução de Realidade Aumentada para análise de grandes volumes de dados em parceria com a startup Mix Reality


Veja mais

- Aplicação foi criada em com o objetivo de processar um grande volume de informações no ambiente produtivo

- A aplicação foi criada para um evento de digitalização da Siemens, e já está sendo implementada em uma grande mineradora

- Além da Mineração, nova solução tem potencial para segmentos diversos como Alimentos e Bebidas, Siderurgia, Automotivo e Logística, além de aplicações voltadas para as cidades inteligentes

Líder em soluções inteligentes voltadas para a indústria, a Siemens desenvolveu em parceria com a startup Mix Reality uma aplicação de Realidade Aumentada capaz de coletar, categorizar e analisar dados do ambiente produtivo em tempo real. A nova aplicação foi criada tendo como objetivo processar grande quantidade de informações em meio às características diversas dos ambientes, equipamentos e sistemas.

Para o desenvolvimento da nova solução, a Siemens forneceu a infraestrutura como os controladores, sensores e gateways IoTs SIMATIC, enquanto a Mix Reality adaptou seu software de realidade aumentada para receber as informações coletadas dos dispositivos Siemens, programando a melhor experiência para os usuários. A plataforma de Realidade Aumentada já está sendo implementada em uma grande mineradora.

A aplicação aumenta a eficiência nos negócios ao impulsionar a automação de processos e permitir uma melhora no planejamento de manutenções, possibilitando uma rápida tomada de decisões em caso de manutenções não programadas. Além disso, a solução pode tornar a análise da performance e da disponibilidade dos equipamentos mais transparente, permitindo gestão de ativos otimizada. Tudo isso em um ambiente de realidade aumentada que une os mundos físico e virtual.

“Essa aplicação de Realidade Aumentada com dados em tempo real é inédita dentro do portfólio de digitalização da Siemens. E o melhor disso tudo é que foi criada em território nacional com uma startup brasileira, o que nos torna pioneiros nessa tecnologia. Há um grande potencial dessa aplicação não apenas para mineradoras, mas também em diversos outros segmentos como Alimentos e Bebidas, Siderurgia, Automotivo e Logística. Essa aplicação aumenta muito o controle dos operadores e gestores e, consequentemente, a eficiência das plantas de modo geral”, afirma Livius Aguiar, Desenvolvedor de Digitalização da Siemens.

“Foi um grande desafio atender a demanda de uma das maiores corporações do mundo, que sempre se coloca na linha de frente em trazer para o mercado inovações tecnológicas. Mas também foi uma enorme satisfação ver um resultado final tão expressivo, e sendo conquistado no Brasil. Agradecemos a Siemens esta oportunidade única e temos a certeza de que esta sera uma próspera e longa parceria“, comenta José Eduardo Bahia, diretor comercial da Mix.

Outra possibilidade é que a aplicação pode ser utilizada dentro do conceito de Smart Cities, já que os usuários também podem obter dados de uma linha de transmissão de energia ou dos sistemas de transporte públicos ao direcionar seus celulares, tablets ou smart glasses para ativos conectados (IoTs). “As aplicações são as mais abrangentes, industriais e não industriais, com todas trazendo qualquer tipo de informação importante para o ganho de eficiência”, completa o Desenvolvedor de Digitalização da Siemens.

Siemens

Positivo Tecnologia

10/05/2021

Positivo Tecnologia elege Adriana Muratore como nova integrante independente do Conselho de Administração


Veja mais

A experiência da executiva no mercado de consumo e varejo está em linha com o novo momento de transformação e evolução dos negócios da empresa brasileira de tecnologia

Em Assembleia Geral Ordinária realizada no último dia 30, os acionistas da Positivo Tecnologia aprovaram Adriana Muratore como a mais nova integrante independente do Conselho de Administração. Adriana é formada pela EASP-Fundação Getúlio Vargas em Administração, possui MBA pela FIA/USP e Vanderbuilt University, além de AMP (Advanced Management Program) por INSEAD. É sócia da Actavox Consultoria e atua como chefe da unidade de negócios de varejo, com foco em estratégias para bens de consumo. Em sua trajetória, já exerceu a função de vice-presidente das áreas comercial, marketing e reabastecimento do Walmart Brasil e a de CMO (Chief Marketing Officer) do Carrefour Brasil e da Parmalat Brasil. Foi ainda diretora da Hypermarcas e da Unilever Brasil, onde trabalhou em áreas como marketing, comercial e sustentabilidade.

A experiência em consumo e varejo de Adriana coincide com o novo momento de transformação e diversificação da Positivo Tecnologia. Os negócios principais, principalmente computadores no segmento consumer, têm apresentado crescimento em razão de maior adoção de tecnologias. Ao mesmo tempo, as novas vertentes de atuação da empresa, chamadas Avenidas de Crescimento, avançam em receita em segmentos como casa inteligente, servidores, soluções de pagamento, tecnologias educacionais e locação de equipamentos de informática. “A eleição da Adriana reflete a busca constante da companhia pelo avanço e diversificação dos negócios, assim como pelo aprimoramento da governança corporativa.  Ela certamente enriquecerá as discussões e estimulará os novos ciclos de ascensão da empresa”, comenta Alexandre Dias, presidente do Conselho de Administração da Positivo Tecnologia.

Adriana compõe um time de nove conselheiros.  Além de Alexandre Dias, o Conselho de Administração é composto pelo CEO da Positivo Tecnologia, Hélio Rotenberg, Giem Raduy Guimarães, Rodrigo Cesar Formighieri, Samuel Ferrari Lago e Rafael Moia Vargas. Também fazem parte do Conselho, os executivos Marcel Malczewski e Roberto Pedote, os quais foram eleitos em janeiro deste ano e reconduzidos na última Assembleia. Dentre os integrantes, quatro deles são conselheiros independentes: Alexandre Dias, Marcel Malczewski, Roberto Pedote e Adriana Muratore. Para informações adicionais a respeito dos perfis dos membros do Conselho, acesse https://ri.positivotecnologia.com.br.

Positivo Tecnologia

06/05/2021

Positivo Tecnologia investe na startup EuNerd


Veja mais

Em linha com a estratégia de inovação e diversificação dos negócios, a empresa brasileira de tecnologia desenvolve a startup ao mesmo tempo em que complementa os próprios serviços de suporte técnico a clientes

A Positivo Tecnologia anunciou investimento e parceria estratégica para aceleração da EuNerd, startup de suporte de informática e infraestrutura de tecnologia da informação. A EuNerd surgiu em 2014 e atualmente possui uma rede exclusiva com mais de 25 mil técnicos, os chamados “nerds”. Tem presença em dois mil municípios brasileiros e possui como clientes diversas empresas de setores distintos como varejo, saúde, telecomunicações e serviços. A EuNerd também complementa o suporte técnico oferecido pela Positivo Tecnologia para clientes corporativos, numa parceria em serviços como configuração e instalação de dispositivos, rollout de notebooks e manutenção preventiva. A escolha da Positivo Tecnologia pelo investimento e suporte estratégico à EuNerd está em linha com o momento de transformação dos negócios da companhia, que intensifica a prestação de serviços de tecnologia em diversas plataformas de hardware. Há grande sinergia entre a startup e a área de prestação de serviços de assistência técnica da empresa, chamada Positivo Techservice. Essa unidade da Positivo Tecnologia consiste em prestar assistência técnica a usuários de computadores, telefones e tablets.  “Como integrante do nosso programa de aceleração de startups, a EuNerd tem a oportunidade de impulsionar os negócios ao mesmo tempo em que possibilita fortalecer nossa área de serviços. A aliança é benéfica às duas empresas assim como para nossos clientes”, ressalta Hélio Rotenberg, presidente da Positivo Tecnologia.

Além da sinergia com a Positivo Tecnologia, a EuNerd também tem apresentado crescimento nos resultados financeiros. No último ano, a receita aumentou 150% em relação ao período anterior. O processo de desenvolvimento de negócios e aceleração da EuNerd tem a participação de 13 executivos da Positivo Tecnologia. A equipe ajuda no desenvolvimento dos serviços, operação e formação da rede de técnicos de informática. O acordo entre as empresas estabelece ainda que a plataforma da EuNerd seja utilizada pela Positivo Techservice. “O diferencial dessa aliança com a Positivo Tecnologia é que, além de investir recursos na EuNerd, a Companhia também nos apoia nos processos, a partir da experiência de mercado e visão empreendedora”, explica Bruno Okamoto, CEO da EuNerd.

Programa de Corporate Venture Capital (CVC) da Positivo Tecnologia: estratégia de inovação da empresa brasileira de tecnologia

A Positivo Tecnologia, por meio do Programa de Corporate Venture Capital, estimula empresas emergentes de diversos setores. Tem o objetivo de escalonar o desenvolvimento de startups que oferecem inovação ou acesso tecnológico no Brasil. Além da EuNerd, a Companhia também acelera outras 11 startups. São empresas que oferecem soluções para revolucionar negócios e o cotidiano das pessoas em segmentos como mobilidade, exames clínicos, agricultura e pecuária. Dentre elas estão a Hilab, a Hitech Eletric, @Tech e AgroSmart.  O Programa, aliás, gerou à Positivo Tecnologia o reconhecimento de empresa líder em inovação aberta no Brasil em 2020, no segmento de eletroeletrônicos, segundo a plataforma global 100 Open Startups. “Agregamos ainda mais valor às investidas ao assessorar iniciativas e participar de projetos estratégicos a partir do envolvimento do nosso time de executivos”, conclui Graciete de Lima, responsável pelo Programa de Corporate Venture Capital da Positivo Tecnologia.

ABB

03/05/2021

ABB aumenta o portfólio robótica de picking e packing para transformar a preparação de pedidos multicanais e intralogística de distribuição e varejo


Veja mais

Um robô delta mais flexível, mais rápido e com mais carga, esse é o novo IRB 390 FlexPackerTM que dará suporte à customização de embalagens, empacotamento vertical e de alta velocidade, além de separação e organização com grande variedade de produtos e manipulação de pedidos sob demanda em centros de distribuição de logística e e-commerce

O crescimento do varejo multicanais significa que os centros de distribuição e estoques de logística precisam transformar seus sistemas para trabalhar com paletes e embalagens destinadas às prateleiras das lojas, ao mesmo tempo em que também faz o picking e packing de itens altamente variados para serem enviados diretamente para clientes finais.

Um impulsionador significante para a mudança tem sido o crescimento da distribuição direct-to-consumer (D2C – direto para o consumidor) e direct-to-store (D2S – direto para a loja), que está mudando drasticamente a forma com que os consumidores compram e retiram os produtos. Com esses novos modelos, os consumidores têm um leque maior de opções de métodos para receber pedidos, além da entrega em domicílio, que está se tornando cada vez mais insustentáveis, ecológica e economicamente, conforme mais pessoas compram online. Esses métodos incluem clicar e buscar, retirar na loja e, mais recentemente, quiosques robóticos de rua, dos quais os compradores pagam e recebem o produto de sua escolha.

Os operadores precisam da infraestrutura certa para uma máxima flexibilidade, podendo pegar e manusear uma grande variedade de mercadorias dentre combinações bem variadas e no menor tempo possível.

Durante um webinar que substituiu a Interpack do ano passado, maior feira de embalagens do mundo, Marc Segura, Managing Director Consumer Segments & Service Robotics da ABB, disse: “Estamos ajudando os varejistas conforme eles aproveitam as estratégias de multicanal para responder à demanda do consumidor por escolhas maiores. O desenvolvimento contínuo dos canais direct-to-consumer e a fusão de lojistas online atuando como varejistas e vice versa está gerando uma pressão nos sistemas de entrega de pedidos tradicionais para manusear uma variedade maior de itens em velocidade altíssimas.”

Avanços na tecnologia, incluindo velocidade e carga do robô, assim como inteligência artificial baseada em sistemas de visão, dará aos clientes uma capacidade nunca antes vista para reconhecer e manusear uma variedade maior de produtos de forma mais ágil e mais flexível.

Lançado ano passado, o robô IRB 390 FlexPacker começou a ser comercializado em março deste ano e está disponível em variantes com quatro ou cinco eixos. O IRB 390 é 35% mais rápido do que o FlexPicker IRB 360-8/1130, com 45% de aumento no volume de alcance e carga de até 15 kg.

Projetado para clientes das indústrias de Alimentos & Bebidas, logística, farmacêutica e bens empacotados para o consumidor, o IRB 390 será ideal para embalagem secundária e aplicações de cargas maiores, com a velocidade e flexibilidade para suportar a embalagem pronta para prateleira (SRP) e a embalagem pronta para o varejo (RRP). Outros possíveis usos incluem embalagem secundária nos segmentos de alimentos (secos e molhados), bebidas, farmacêutico, médico, cuidados pessoais, pet care (comida e outros), CPG (bens embalados para o consumidor) e logística. O IRB 390 tem os Lubrificantes nível NSF H1 para trabalhos com alimentos e é montado com material em conformidade com FDA, apropriado para uso em ambientes higiênicos. FGO e FGG (H1) são utilizados em todos os redutores e rolamentos expostos.

“Com o lançamento do novo IRB 390 FlexPacker, a ABB pode oferecer um portfólio maior de produtos de automação para ajudar nossos clientes a atenderem aos desafios mais recentes de pick e place,” continuou Marc Segura. “Nós estamos combinando velocidade, carga e precisão do FlexPacker com a capacidade comprovada de alta velocidade de picking e packing do FlexPicker e as capacidades de visão avançada e digital twin do PickMaster Twin para ajudar nossos clientes a tornarem suas linhas mais flexíveis do que nunca, a se adaptarem ao crescimento do baixo volume, alto mix e produção com cargas maiores.”

Os fabricantes podem montar uma solução completa para pré-organização e embalagem em grupo ao combinar o IRB 390 Flex Packer com o IRB 360 FlexPicker, que vem sendo líder em picking e packing de alta velocidade de última geração nos últimos 15 anos.

O FlexPacker também foi projetado para trabalhar com o PickMaster Twin, software de robótica da ABB líder de mercado para aplicações de picking e packing de fluxo aleatório por meio de sistema de visão guiada. Os recursos da tecnologia de digital twin PickMaster Twin, permitindo a construção de estações de empacotamento simuladas para otimizar o processo de picking. O software aumenta a produtividade ao encurtar drasticamente tempo de comissionamento de dias para horas e tempo para execução de modificações de horas para minutos, enquanto maximiza a eficiência geral da linha. O software também apresenta um sistema de visão colorida potente que pode suportar até dez câmeras para guia de posição precisa e recurso de inspeção.

ABB (ABBN: SIX Swiss Ex) é uma empresa líder global em tecnologia que energiza a transformação da sociedade e da indústria para alcançar um futuro mais produtivo e sustentável. Ao conectar o software ao seu portfólio de eletrificação, robótica, automação e movimento, a ABB expande os limites da tecnologia para levar o desempenho a novos níveis. Com uma história de excelência que remonta a mais de 130 anos, o sucesso da ABB é impulsionado por cerca de 105.000 funcionários talentosos em mais de 100 países. www.abb.com

Positivo

29/04/2021

Positivo Tecnologia: 82% dos funcionários se dizem adaptados ao home office


Veja mais

Empresa brasileira de tecnologia realiza pesquisa para compreender a percepção dos colaboradores quanto à prática do trabalho remoto e implementa iniciativas para aprimorar a experiência em casa

Há pouco mais de um ano, empresas de diversos setores tiveram de se adaptar ao trabalho remoto devido às medidas de segurança recomendadas para minimizar a disseminação do novo coronavírus. Milhares de organizações e profissionais adotaram esse regime de trabalho, como foi o caso também da Positivo Tecnologia.  A companhia implementou uma série de medidas para melhorar a adaptação dos colaboradores à prática do home office. Passados 13 meses nesse regime, 82% dos funcionários afirmam que se adequaram bem ao novo formato de trabalho.

O resultado foi apontado em pesquisa realizada pela Área de Recursos Humanos com integrantes das áreas administrativas. Praticamente todos os colaboradores desses departamentos trabalham em home office desde o início de março de 2020. Desse montante, 52% atestam que as atividades e projetos estão sendo executados com a mesma eficiência quando comparados com a atuação realizada apenas no escritório. Entre os gestores, 39% acreditam que as equipes estão ainda mais produtivas e engajadas.

Para o regime de trabalho remoto funcionar de maneira satisfatória, a companhia adotou medidas a fim de aprimorar tanto a infraestrutura de trabalho quanto os aspectos físico e emocional dos colaboradores. “Nossa prioridade é preservar o bem-estar dos funcionários e fazer o que estiver ao nosso alcance para garantir os recursos necessários ao desempenho das funções, mesmo nestes tempos desafiadores de distanciamento social”, afirma Adner Uema, diretor de Recursos Humanos da Positivo Tecnologia, empresa que possui o selo GPTW (Great Place to Work).

Dentre as iniciativas implementadas durante a prática integral de home office está a disponibilização de equipamentos de informática às equipes das áreas administrativas. A empresa também reforçou a infraestrutura de tecnologia da informação para garantir a segurança de dados e o funcionamento de sistemas e softwares. Emprestou mobiliário do escritório e intensificou campanhas de comunicação interna a respeito de trabalho remoto. Também firmou parceria com a consultoria Zenklub para aconselhamento psicológico, organizou sessões on-line de meditação e ginástica laboral assim como promoveu webinars sobre desenvolvimento de carreira, saúde e uso eficiente da tecnologia.

Por fim, adaptou para o formato on-line de eventos presenciais tradicionalmente realizados pela Companhia a fim de manter o senso de pertencimento e a cultura organizacional. “Apesar da necessidade de implementar o trabalho remoto rapidamente e de forma integral, a gente se adaptou bem. Tivemos o suporte necessário para prosseguir o nosso trabalho a distância, o que possibilitou ter ganhos de produtividade e manter a fluidez de comunicação com colegas e lideranças”, comenta Lucas Cavalcante Marcelo, analista de Desenvolvimento de Produto da Positivo Tecnologia.

Os funcionários também puderam contar com o Auxílio Home Office, benefício para complementar despesas com internet, alimentação e energia elétrica.  Em abril deste ano, a Positivo Tecnologia também ofereceu vouchers de alimentação para que colaboradores pudessem comprar refeições em restaurantes conveniados a aplicativos de entrega e então comemorar os feriados de Páscoa e Tiradentes com a família. A empresa também organizou uma campanha de vacinação contra a gripe junto aos funcionários e contratou uma consultoria externa para compreender o melhor formato de trabalho, após a pandemia, para cada função. “As pessoas são nossos principais ativos. Independentemente de onde estiverem trabalhando, vamos cuidar para que se mantenham alinhadas aos valores da Companhia e que se sintam em condições plenas para o exercício de suas atividades”, finaliza Adner.

Furukawa

28/04/2021

Furukawa renova certificação internacional para seus cursos de formação técnica profissional


Veja mais

A Furukawa acaba de renovar junto à BICSI - órgão internacional de certificação de treinamentos - a certificação de seus cursos de capacitação profissional, que integram o programa Furukawa Certified Professional (FCP). São 16 cursos ao todo, entre os formatos online e presencial, que estão disponíveis em três idiomas: português, espanhol e inglês.

“A certificação da BICSI funciona como um selo indicador do alto nível de conhecimento técnico proporcionado pelo curso ao profissional”, afirma Jony Zatariano, coordenador da área de Treinamento de Parceiros de Negócios e Clientes da Furukawa. “Desde a criação do seu programa de capacitação de mão de obra, a Furukawa tem como objetivo garantir um treinamento de qualidade a seus clientes e ao mercado em geral. Por isso, há mais de 15 anos, temos essa parceria com a BICSI”, ressalta.

Nesse período, o programa Furukawa Certified Professional formou mais de 80 mil profissionais em todo o Brasil. Os cursos são oferecidos no Instituto Furukawa de Tecnologia, em Curitiba (PR), e em outros dez centros de treinamento autorizado (CTAs) no país - além deles, a empresa tem dez CTAs na América Latina e Angola.

Os 16 cursos do FCP estão distribuídos em quatro trilhas de conhecimento: redes ópticas, cabeamento estruturado, configuração de equipamentos e sistemas voltados a indústrias (Furukawa Industrial System, ou FI²S). “Com esse programa, a Furukawa reforça seu compromisso no sentido de contribuir para suprir as necessidades do mercado em termos de formação de mão de obra qualificada na área de infraestrutura de redes”, acrescenta Fernanda Oliveira, analista de treinamento da Furukawa.

ABB

27/04/2021

A gestão eficiente de energia em hospitais salva vidas


Veja mais

O expressivo crescimento da demanda por serviços em hospitais e centros de saúde, ao longo de 2020, exige atenção redobrada para maior segurança contra falhas de equipamentos, inclusive as causadas por falta ou variação de energia elétrica.

O fornecimento de energia para o funcionamento de um hospital deve ser constante, fluido e estável, a partir da implementação de rígidas medidas de controle. Fundamental para o bom funcionamento dos equipamentos, a energia elétrica não pode estar sujeita a nenhuma variação, por mínima que seja, para garantir que hospitais e unidades de saúde continuem funcionando e o bem-estar do paciente esteja sempre em primeiro lugar.

Desde o início da pandemia, observamos um importante crescimento dos investimentos no segmento de Saúde em todo o mundo. No Brasil, este crescimento representa cerca de 9% do PIB.

As circunstâncias causadas pela pandemia levaram um grande hospital a decidir pela conversão de todos os leitos de uma de suas unidades em leitos de Terapia Intensiva, com estrutura adequada para receber pacientes em estado grave. Porém, com a transição para o novo modelo, a demanda por energia aumentou substancialmente, devido à necessidade de instalação de novos equipamentos.

Um sistema de monitoramento da capacidade elétrica dos leitos críticos integrou o pacote de soluções instalado, com o objetivo de evitar sobrecargas e paradas não programadas. Dentre as soluções disponíveis no mercado, optamos pelo sistema remoto, pois oferece a possibilidade de monitorar o desempenho do sistema elétrico de qualquer lugar e a qualquer momento, por se tratar de uma solução baseada em nuvem. Os alertas de sobrecarga via SMS, por exemplo, permitem que as decisões sejam tomadas de forma rápida, o que agiliza a implementação das ações necessárias para evitar o tempo de inatividade, um grande avanço em relação aos modelos mais tradicionais.

No caso do hospital em questão, optamos pelo ABB Ability ™ EDCS para monitorar todo o sistema elétrico. Além das características já destacadas, a tecnologia também permite simulações da instalação de novos equipamentos, bem como a possibilidade de tais equipamentos funcionarem simultaneamente.

Atuar de forma customizada, com a utilização de soluções flexíveis e confiáveis ??é essencial para atender às necessidades de clientes dos mais diversos setores. No caso dos hospitais, principalmente em uma época tão desafiadora como a que vivemos, não pode ser diferente.

 

*Gerente de Segmento, Área de Negócios de Eletrificação da ABB

TS Shara

22/04/2021

TS Shara inova sua linha de nobreaks para home office e lança o UPS Compact XPro


Veja mais

- Os nobreaks oferecem os recursos necessários para manter o funcionamento contínuo de equipamentos essenciais para o trabalho remoto

A TS Shara, fabricante nacional de nobreaks e estabilizadores de tensão, inova seu portfólio de nobreaks com o lançamento da linha UPS Compact XPro. Apresentando design compacto em plástico ABS, o produto é ideal para o uso em equipamentos de informática, segurança ou qualquer equipamento eletrônico que necessite de uma energia pura, protegida e, principalmente, ininterrupta.

O novo UPS Compact XPro da TS Shara possui uma gama de diferentes capacidades de potências que 700VA, 800VA, 1.000VA, 1.200VA e 1.400VA. A linha de produtos conta com uma bateria interna de 12V e 7AH, o que garante uma autonomia média de 30 minutos.

Os modelos de 700VA e 800VA possuem 6 tomadas tripolares de saída 2P+T, sendo: 3 com energia protegida e ininterrupta (com função nobreak) e 3 com energia protegida (sem função nobreak), além de um diferencial denominado Easy Replace, que proporciona fácil acesso para que a substituição da bateria possa ser feita pelo próprio usuário. Já os modelos de 1.000VA, 1.200VA e 1.400VA oferecem expansão da autonomia, por meio da conexão rápida de uma bateria externa, bem como 6 tomadas com função nobreak.

Com esses lançamentos, os computadores, notebooks, impressoras, modems, roteadores e periféricos eletrônicos em geral ficam completamente seguros, pois os no-breaks protegem contra sub-tensão, sobretensão, curto-circuitos e sobrecarga, condicionando a rede elétrica e atenuando ruídos e picos de tensão.

“Nos últimos meses, muitas empresas ficaram dependentes de uma infraestrutura digital durante a migração para o home office, o que exigiu investimentos em soluções inteligentes de energia para evitar qualquer falha na comunicação entre colaboradores e clientes. Isso nos permitiu desenvolver uma linha de produtos acessível a todos os nichos de mercado, cuja falha no fornecimento de energia é inadmissível – e não é uma opção para nenhum deles”, explica Pedro Al Shara, CEO da TS Shara.

Outro destaque da linha é a comunicação inteligente via UBS e sua saída bivolt chaveada, presente nos modelos de 1.000VA, 1.2000 VA e 1.4000 VA, a qual possibilita que o usuário escolha qual voltagem ele terá nas suas tomadas de saída (110V ou 220V), desde que seja selecionada esta tensão em sua chave seletora manual.

Fabricado nacionalmente, a linha UPS Compact XPro já está disponível no mercado e pode ser adquirida via e-commerce das grandes redes varejistas e de informática voltadas a escritórios, e nas revendas e distribuidoras autorizados pela TS Shara.

Para mais informações, acesse: https://tsshara.com.br/

TS Shara

Siemens

15/04/2021

Siemens lança segunda temporada do podcast “Acelerando a Transformação Digital”


Veja mais

- Produção conta com seis novos episódios para abordar temas relacionados à digitalização e seus benefícios na Indústria e Infraestrutura

- A partir de cases e tendências do mercado, especialistas da Siemens e profissionais do mercado vão debater os impactos da revolução digital no futuro das cidades, no mercado de energia e nas indústrias do país

- Primeiro episódio da nova temporada já está disponível a partir desta semana nas principais plataformas de streaming

Novos cases, outras tecnologias e mais tendências de mercado. É o que a Siemens oferece com a segunda temporada do podcast “Acelerando a Transformação Digital”, que será lançada a partir desta segunda-feira, 12, com seis novos episódios. Os conteúdos vão abordar os benefícios e oportunidades que a digitalização está promovendo na Indústria e Infraestrutura, e os impactos das novas tecnologias nos negócios das empresas.

Os novos episódios contarão com a participação de especialistas da Siemens e profissionais do mercado para falar sobre soluções inteligentes que estão fazendo a diferença no futuro das cidades, no mercado de energia e nas indústrias do país. Para essa nova temporada, será lançado um novo episódio por semana, e cada um deles tratando de uma temática central.

Os temas abordados nos episódios são: “Geração Distribuída e Microrredes”, que apresenta as novos sistemas e tendências na distribuição de energia; “Rumos da Energia Solar no Brasil”, sobre a expansão da geração de energia fotovoltaica no país e as soluções da Siemens para esse mercado; “Os desafios e oportunidades do Saneamento no Brasil”, que fala sobre os desafios do Brasil em relação ao tratamento de água e esgoto, e como o portfólio da companhia auxilia o setor; “Armazenamento de energia e o case da mineradora brasileira”, que aborda a solução inovadora para grandes consumidores de energia trazendo um case de uma companhia do setor de Mineração; “Gestão de Ativos: rastreabilidade e monitoramento por meio do Blockchain”, sobre o uso da tecnologia para reforçar a qualidade e elevar o valor agregado de alimentos no mercado; e “Os desafios da Cibersegurança na transformação digital das empresas”, que fala da importância da proteção de dados pelas companhias na atuação cada vez mais digitalizada.

“O lançamento da segunda temporada foi uma iniciativa natural dentro das inovações constantes que a digitalização impõe ao mercado pois a Siemens lidera esse movimento com suas soluções inteligentes. A partir de novos cases e tendências de mercado, vamos mostrar como a transformação digital tem impactado o mundo dos negócios e a sociedade como um todo”, afirma Ariane López, Head de Comunicação da Siemens, e âncora dos episódios da nova temporada. “Além disso, o formato do podcast tem mostrado ótimos resultados”.

O conteúdo foi criado pela Siemens e produzido pelo InStudio, área da agência InPress Porter Novelli especializada em formatos e produções audiovisuais. Cada episódio da segunda temporada do podcast “Acelerando a Transformação Digital” tem em média 20 minutos de duração. O conteúdo estará disponível nas principais plataformas de streaming de áudio (Spotify, Google e Apple Podcasts) e no canal da Siemens no YouTube youtube.com/siemens.

Veja abaixo o resumo de cada um dos episódios do novo podcast da Siemens:

Episódio 7: Geração Distribuída e Microrredes

A transformação digital tem aumentado a oferta de serviços e tecnologias que facilitam a gestão das redes de eletricidade. Com o uso de dados e soluções inteligentes, ficou mais fácil evitar quedas no fornecimento de energia, e identificar possíveis falhas na rede para a realização de manutenção preditiva. Há também a expansão de sistemas de geração distribuída, que é mais sustentável onde a eletricidade é gerada localmente por prédios, casas e estabelecimentos comerciais. Participantes: Marco Antônio Navarro Jr, desenvolvedor de negócios da área de Digital Grids, e José Ricardo Gonçalves da Silva, especialista de Digital Grids, ambos da Siemens.

Episódio 8: Rumos da Energia Solar no Brasil

O setor de energia solar distribuída tem crescido exponencialmente no Brasil, e a Siemens aumentou sua presença nesse mercado com a aquisição minoritária de 49% da Brasol Participações e Empreendimentos. Além disso, a companhia trouxe para o país o portfólio da marca alemã de inversores Kaco para reforçar a atuação no segmento. O episódio vai falar sobre energia solar no Brasil e os rumos desse mercado tão importante para o país. Participantes: David Taff, diretor de investimentos na América Latina, e Ricardo Nakamura, gerente de Future Grids, ambos da Siemens.

Episódio 9: Os desafios e oportunidades do saneamento no Brasil

O Brasil detém as maiores reservas de água doce do mundo, mas tem o desafio de reduzir os grandes índices de perdas de água tratada. Uma das iniciativas para solucionar esse problema foi a aprovação do marco regulatório do saneamento que estabeleceu metas ambiciosas até o início da próxima década. Esses objetivos só serão alcançados com investimentos em tecnologia e soluções de maior eficiência no setor, onde a Siemens lidera as inovações para esse mercado. Participantes: Giovanino Di Niro, Head de Process Automation da área de Digital Industries, e Valdeir Soares, Desenvolvedor de Negócios da área de Energy Distribution System, ambos da Siemens.

Episódio 10: Armazenamento de energia e o case da mineradora brasileira

Solução inovadora e eficaz para a redução de custos de grandes consumidores de eletricidade, o armazenamento de energia é uma ferramenta essencial para o contínuo crescimento das energias renováveis por fazer a “ponte” entre as necessidades das concessionárias e seus clientes. Neste episódio serão apresentados os benefícios da solução para uma mineradora que necessitava reduzir a demanda contratada, e como a Siemens tem atuado nesse segmento tão importante para as futuras gerações. Participantes: Fábio Koga, Diretor Executivo da área de Sistemas de Distribuição de Energia da Siemens, e Luciano Guará, Gerente de Projetos da MicroPower Comerc no Brasil.

Episódio 11: Gestão de Ativos: rastreabilidade e monitoramento por meio do Blockchain

Tecnologias como o Blockchain já são realidade na indústria de alimentos e têm ganhado relevância no segmento de carnes (bovino, suíno e aves) e demais produtos de proteína animal. A partir dessas soluções, o mercado consegue obter dados de todo o processo de produção, reforçando a qualidade e elevando o valor agregado aos itens colocados à venda. O episódio vai falar dessas inovações e da atuação da Siemens na gestão de ativos por meio do Blockchain. Participantes: Marcelo Suzuki, Head Global do Centro de Competência para a Cadeia da Proteína Animal da Siemens e Eric Luque, Chief Technology Officer e especialista em blockchain da empresa Ecotrace Solutions.

Episódio 12: Os desafios da Cibersegurança na transformação digital das empresas

A expansão da digitalização no mercado tem aumentado também as ameaças virtuais aos sistemas das empresas. Para garantir a proteção das operações e a segurança dos dados, é mais do que necessário nos dias de hoje a aplicação de soluções de cibersegurança, sendo este um elemento-chave para a transformação digital das companhias. O episódio vai abordar este tema e como a Siemens tem se posicionado nesse mercado tão desafiador. Participantes: Paulo Antunes, Gerente de Aplicações Digitais, e Márcio Santos, Consultor Técnico de Digitalização e Cybersecurity, ambos da Siemens.

Siemens

13/04/2021

Siemens mostra importância dos dados para conectar o mundo físico ao virtual durante a Hannover Messe 2021


Veja mais

Companhia mostra seu portfólio de digitalização e automação na maior feira de tecnologia industrial do mundo

Participantes poderão conhecer produtos, soluções e aplicações em um ambiente 3D realista

Líder em soluções inteligentes voltada para a indústria, a Siemens vai mostrar nesta semana o que há de mais inovador para o setor durante a Hannover Messe, a maior feira de tecnologia industrial do mundo que acontece até a próxima sexta-feira, dia 16. A partir do tema “Oportunidades infinitas a partir de dados infinitos”, a companhia vai abordar a eficiência e benefícios gerados pelo uso dados em toda a linha de produção. Durante o evento, que será realizado em formato digital, os participantes terão a oportunidade de experimentar produtos, soluções e aplicações em um ambiente 3D realista, e com acompanhamento de especialistas de alto nível no espaço virtual.

A partir do portfólio de Digital Enterprise, que fornece soluções completas de digitalização e automação das indústrias, a Siemens ajuda os seus clientes a gerenciar mudanças por meio da conexão dos mundos virtual e físico como parte de um fluxo contínuo de dados. Esse fornecimento infinito de dados abre oportunidades infinitas para a indústria otimizar seus fluxos de trabalho.

Um dos destaques é o gêmeo digital, que reúne todos os dados do ciclo de vida do produto e da produção, desde a ideia inicial até seu uso nas instalações do cliente. O resultado é um fluxo de dados contínuo em todas as direções, possibilitando que todos os parâmetros do ciclo de vida do produto e da produção sejam coordenados de forma otimizada entre si. Por meio da utilização de tecnologias que disponibilizam e avaliam rapidamente esses dados - por exemplo, 5G Industrial ou Industrial Edge - as empresas podem usar essas informações para chegar a percepções inteiramente novas sobre seus fluxos de trabalho e tomar decisões de gestão devidamente fundamentadas. O resultado é uma indústria flexível, mais eficiente em recursos e mais sustentável.

Isso é resultado do portfólio de Digital Enterprise da Siemens, que divide os silos tradicionais da indústria combinando software e hardware, Tecnologia Operacional (OT) e Tecnologia da Informação (TI), e vinculando o chão de fábrica (nível de fábrica) à alta administração (nível de escritório). Essa atuação focada nos dados ganhou destaque com a pandemia da Covid-19, que evidenciou a importância da digitalização, automação e utilização abrangente dos dados gerados nas linhas de produção por gerar mais flexibilidade e facilitar a gestão dos ativos.

SiDi

13/04/2021

SiDi participa de competição voltada à detecção de ironia em textos em português


Veja mais

Campinas, 13 de abril de 2021 - Criar modelos de Inteligência Artificial (IA) capazes de compreender a linguagem humana é crucial para o desenvolvimento de diversas aplicações baseadas em processamento de linguagem natural (PLN) - e, também, um grande desafio, principalmente se esses modelos forem aplicados a cenários muito subjetivos, como análise de sentimentos, detecção de discurso de ódio ou ironia. Esse é o foco da competição acadêmica Irony Detection in Portuguese - IDPT 2021, que começou no final de março e conta com a participação de uma equipe de especialistas em Inteligência IA do SiDi.

Com duração prevista em um mês e meio, a competição é organizada pela Universidade Federal de Pelotas e faz parte do Iberian Languages Evaluation Forum - IberLEF 2021, que tem como objetivo incentivar a comunidade de pesquisa a promover tarefas competitivas na área de sistemas de processamento de linguagem natural em espanhol e outras línguas ibéricas. No caso do IDPT, o desafio será identificar a presença de ironia em textos de notícias e tweets escritos em português.

“A competição será toda virtual e, durante sua realização, vamos receber vários textos que serão utilizados para treinar modelos específicos de IA”, explica Fernando Asevedo, que faz parte do time de PLN do SiDi. “Em outra etapa, a organização do evento enviará os testes para aplicação dos modelos desenvolvidos. Teremos, então, um prazo para enviar as respostas, com base nas quais a organização irá divulgar o score final da competição”, completa.

Segundo Asevedo, a participação em competições desse tipo é uma forma de treinamento de profissionais que atuam em áreas em constante evolução, como é o caso do processamento de linguagem natural. “Além disso, a maior aproximação do SiDi junto à comunidade acadêmica contribui para a atração de novos talentos para as nossas equipes”, conclui.

ABB

13/04/2021

O novo cobot GoFa ™ da ABB ganha o prestigioso prêmio Best of the Best Red Dot


Veja mais

Os principais especialistas em design de produto reconhecem o robô colaborativo GoFa ™ da ABB pelo design inovador que torna os robôs mais acessíveis

O cobot GoFa da ABB recebeu o prestigioso prêmio de design Red Dot Best of the Best em reconhecimento ao seu conceito de design exclusivo para tornar o novo robô atraente e acessível aos usuários.

O prêmio global Red Dot Design Awards reconhece conquistas em design de produto, com o júri avaliando milhares de inscrições todos os anos. O prêmio Red Dot "Best of the Best" é para design inovador e é o maior prêmio na competição, reservado para o design mais atraente esteticamente, funcional, inteligente ou inovador.

O GoFa é o cobot mais rápido de sua categoria e foi projetado para trabalhar lado a lado com as pessoas, sem a necessidade de cercas, em uma ampla variedade de tarefas. Recursos de segurança avançados, incluindo sensores inteligentes em cada junta que faz o cobot parar em milissegundos caso detecte algum contato inesperado, permitem que o GoFa opere com segurança diretamente e continuamente ao lado dos trabalhadores.

O objetivo dos designers de produto foi criar um design intuitivo, fácil de usar e acessível para encorajar as pessoas, especialmente os usuários iniciantes, a usar e interagir com segurança com o GoFa.

“Tornar os robôs mais acessíveis, fáceis de usar e mais intuitivos é a chave para tornar os robôs tão familiares no local de trabalho quanto um laptop é atualmente”, disse Sami Atiya, Presidente da Área de Negócios de Automação Discreta e Robótica da ABB. “Estou muito satisfeito que nosso novo cobot GoFa tenha sido reconhecido pelo júri do Red Dot por sua facilidade de uso. O GoFa é uma virada de jogo, reforçando a importância de um bom design industrial para tornar mais fácil para mais pessoas trabalharem com robôs. A criação de um design acessível garantirá que os robôs sejam adotados em uma variedade de locais de trabalho, fora dos ambientes de fábrica tradicionais, ajudando-nos a desbloquear a automação para novos usuários e novas indústrias em todo o mundo.”

O design de GoFa é uma novidade em relação à aparência dos robôs industriais tradicionais, estreitando as fronteiras entre produtos industriais e de consumo. Ele emprega braços estreitos e retos que dão ao cobot uma aparência amigável, porém forte, enquanto o uso avançado de cor, material e acabamento dá ao GoFa uma aparência moderna e elegante. Seu design de interface simples do lado do braço com dois botões e anel de luz ecoa as interfaces fáceis de usar dos produtos de consumo. Isso o torna acessível até mesmo para usuários de robôs iniciantes, mais acostumados com a tecnologia de consumo e que podem não estar familiarizados com máquinas industriais.

“O design industrial não é apenas estético! A forma segue a função e nossa ênfase no design centrado no ser humano, usando a abordagem de um produto de consumo, significa que o GoFa comunica a proposta de usabilidade, utilidade e facilidade de uso”, disse Andie Zhang, Gerente Global de Produto de Robótica Colaborativa da ABB Robotics. “Criar um design atraente e acessível permite que as pessoas obtenham o melhor de seus robôs colaborativos. Não queremos apenas que as pessoas se sintam confortáveis ??trabalhando ao lado dele, queremos que os usuários gostem de trabalhar com o robô. O GoFa é programado tocando o braço do robô e conduzindo-o, por isso é importante que os usuários se sintam confortáveis ??em segurar e guiar o cobot enquanto o ensinam.”

Os cobots da ABB são intuitivos e projetados para que os clientes não precisem confiar em especialistas em programação de robôs. Isso ajudará as indústrias que possuem baixos níveis de automação, com clientes capazes de operar seu cobot poucos minutos após a instalação, direto da caixa, sem nenhum treinamento especializado.

“Com suas ferramentas digitais fáceis de usar, recursos de segurança integrados e cargas úteis mais altas, nossos novos robôs colaborativos representam o futuro da colaboração entre humanos e robôs. Esta nova geração permitirá que ainda mais empresas automatizem processos repetitivos, mundanos e perigosos, para aumentar a produtividade e flexibilidade, deixando os funcionários livres para realizar mais atividades de valor agregado”, acrescentou Andie Zhang. “Se você pode usar um tablet ou smartphone, pode trabalhar com nossos cobots.”

O lançamento do novo cobot GoFa da ABB baseia-se no sucesso da família YuMi® da ABB, que tem ajudado as empresas a automatizar as principais tarefas com segurança desde o lançamento do YuMi em 2015. O conceito de design de YuMi, o primeiro robô verdadeiramente colaborativo do mundo, também ganhou o prêmio Red Dot Best of the Best em 2011.

ABB (ABBN: SIX Swiss Ex) é uma empresa líder global em tecnologia que energiza a transformação da sociedade e da indústria para alcançar um futuro mais produtivo e sustentável. Ao conectar o software ao seu portfólio de eletrificação, robótica, automação e movimento, a ABB expande os limites da tecnologia para levar o desempenho a novos níveis. Com uma história de excelência que remonta a mais de 130 anos, o sucesso da ABB é impulsionado por cerca de 105.000 funcionários talentosos em mais de 100 países. www.abb.com

A ABB Robotics & Discrete Automation é pioneira em robótica, automação de máquinas e serviços digitais, fornecendo soluções inovadoras para uma ampla gama de indústrias, da automotiva à eletrônica e à logística. Como um dos principais fornecedores mundiais de robótica e automação de máquinas, enviamos mais de 500.000 soluções de robôs. Ajudamos nossos clientes de todos os tamanhos a aumentar a produtividade, flexibilidade e simplicidade e melhorar a qualidade de impressão. Apoiamos sua transição para a fábrica conectada e colaborativa do futuro. A ABB Robotics & Discrete Automation emprega mais de 11.000 pessoas em mais de 100 localidades em mais de 53 países. go.abb/robotics

Positivo

12/04/2021

Positivo Tecnologia adere ao Movimento Unidos Pela Vacina


Veja mais

Empresa brasileira fortalecerá o propósito da iniciativa ao doar computadores que contribuirão para registro de dados da vacinação contra a Covid-19

A Positivo Tecnologia reafirma o compromisso de minimizar os efeitos da pandemia e anuncia apoio ao Movimento Unidos Pela Vacina. O intuito da empresa brasileira de tecnologia é facilitar o processo de vacinação contra a Covid-19 por meio de ações alinhadas aos objetivos do Movimento. Neste sentindo, a companhia doará computadores modelos All in One da marca Positivo para 15 cidades de sete estados brasileiros.

Os equipamentos serão utilizados por secretarias municipais de saúde para registrar e contabilizar dados de vacinação, em tempo real. Os municípios contemplados são: Abaíra e Presidente Jânio Quadros (BA); Maranguape (CE); Alhandra, Congo, Juripiranga e Santa Cecília (PB); Astorga, Espigão Alto do Iguaçu e Reserva (PR); Boa vista (RR); além de Amparo, Barra Bonita e Casa Branca (SP).

Os computadores serão entregues nessas localidades pela Positivo Tecnologia em nome do Unidos Pela Vacina, a partir desta semana. A decisão da empresa por essa forma de apoio está baseada em pesquisa realizada pelo Movimento junto às lideranças e agentes de saúde dos municípios. Dentre as questões mais críticas apontadas no levantamento está a falta de computadores para registrar informações do programa de vacinação. Nesse cenário, aumentam-se as chances de atraso no relato oficial quanto ao número de pessoas vacinadas diariamente.

O Movimento Unidos Pela Vacina é uma iniciativa do Grupo Mulheres do Brasil para tornar viável a vacinação de todos os brasileiros até setembro de 2021. “O esforço do Movimento está em linha com o propósito da Positivo Tecnologia de melhorar a vida das pessoas com o uso da tecnologia. Queremos fazer a nossa parte para facilitar a vacinação e o bem-estar de todos os brasileiros”, afirma o presidente da empresa, Hélio Rotenberg.

Com participação de atletas, artistas, cientistas, empresas e representantes de comunidades, entidades setoriais e instituições da sociedade civil, o Movimento Unidos Pela Vacina atua em rede para articular medidas e ações que acelerem nacionalmente o processo de imunização.

“A pandemia produziu um cenário de extrema complexidade, convidando toda a sociedade para uma atuação cooperativa. Contar com a Positivo Tecnologia na busca por remover possíveis obstáculos à vacinação é fundamental. Conectar cidades a parceiros que podem contribuir para acelerar essas soluções é o caminho para alcançarmos o que todos desejamos, que é vencer a corrida pela vida e pela recuperação da economia do país”, complementa Marisa Cesar, CEO do Grupo Mulheres do Brasil.

Além de adesão ao Unidos pela Vacina, a Positivo Tecnologia implementou uma série de iniciativas para combater os efeitos da Covid-19 na sociedade brasileira.  Em parceria com empresas de diversos setores, mobilizou funcionários no Brasil e exterior para ajudar a aumentar a capacidade de produção de ventiladores pulmonares da fabricante Magnamed.  Também se solidarizou com a população amazonense e doou cilindros de oxigênio a três hospitais da região metropolitana de Manaus.

Outra medida da empresa para minimizar os efeitos da pandemia beneficiou professores e alunos de escolas públicas e privadas, ao oferecer acesso gratuito a plataformas de ensino a distância, as quais permitem aprendizado adaptativo de Português e Matemática, conforme a evolução do desempenho dos alunos.  A companhia também apoiou a startup Hilab no processo de fabricação de testes que identificam anticorpos reagentes ao novo coronavírus. Adicionalmente, doou notebooks, celulares e tablets a instituições filantrópicas e famílias em situação de vulnerabilidade social.

Para saber mais sobre as iniciativas da Positivo Tecnologia que minimizam os efeitos da pandemia na sociedade, acesse https://www.positivotecnologia.com.br/covid. Para mais informações sobre o Movimento, visite www.unidospelavacina.org.br

Positivo Tecnologia

Computadores doados pela Positivo Tecnologia a 15 municípios serão usados para contabilizar informações da vacinação em tempo real.

ABB e Amazon

05/04/2021

ABB e Amazon Web Services impulsionando frotas para um futuro totalmente elétrico


Veja mais

A ABB e a Amazon Web Services (AWS), uma empresa da Amazon.com, Inc., anunciaram uma colaboração para desenvolver em conjunto uma solução digital baseada em nuvem para o gerenciamento de frotas de veículos elétricos (EVs) em tempo real. A solução irá otimizar o uso eficiente dos EVs e acelerar a eletrificação das frotas de transporte, ajudando os operadores de frotas em todo o mundo a manterem 100% de continuidade de negócios à medida que fazem a transição para o sistema totalmente elétrico

A colaboração irá combinar a vasta experiência da ABB, líder em mobilidade elétrica, em gestão de energia, tecnologia de carregamento e soluções de e-mobilidade com o portfolio inigualável de tecnologias em nuvem e conhecimentos de software da AWS.

A nova plataforma, que está prevista para ser implementada na segunda metade de 2021, oferecerá uma experiência de usuário personalizada em uma plataforma de visão única. Do ponto de carga do EV ao painel de dados da frota, tornando o processo mais eficiente e maximizando a confiabilidade.

Frank Muehlon, Presidente da Divisão de eMobilidade da ABB, comenta: "A ABB e a AWS partilham uma visão semelhante em torno do potencial da eMobilidade para transformar a sociedade. A nossa experiência combinada apoia o objetivo comum de tornar a gestão da frota EV mais simples e mais acessível. Esta nova solução revolucionará o mundo da mobilidade elétrica, integrando hardware e software de EV num único ecossistema para proporcionar uma experiência perfeita. Estamos confiantes de que, trabalhando juntos, podemos impulsionar o uso de frotas de veículos elétricos, dando aos operadores a confiança necessária para fazer a transição".

Atualmente, 23% das emissões globais de gases com efeito estufa relacionados com a energia são causados pelo setor dos transportes. A eletrificação do tráfego pode reduzir substancialmente os níveis de CO2  e grandes frotas podem desempenhar um papel crucial nesse contexto,  com quase 400.000 vans e caminhões elétricos nas ruas para a execução de entregas em todo o mundo.[2] No entanto, muitas frotas são confrontadas com desafios semelhantes quando se trata de informações em tempo real sobre veículos e estado de carregamento, manutenção de EV's e gestão do acesso à infraestrutura de carregamento.

Atualmente, a maioria dos operadores de frotas opta por softwares de gestão de carregamento de terceiros. Isto limita a funcionalidade e capacidade de personalização com base na gama de modelos de veículos elétricos disponíveis no mercado e a ampla variedade de soluções de infraestrutura de carregamento. A velocidade observada nos avanços de tecnologias de carregamento continua a se desenvolver e deve se acentuar e as adaptações necessárias resultantes para acomodar essas transformações podem ser dispendiosas e exigir muitos recursos. Como tal, os operadores de frotas procuram soluções de software avançadas escaláveis, seguras e facilmente personalizadas, combinadas com hardware de carregamento fácil de gerir, que lhes permitam ligar e desligar.

Para impulsionar o progresso das frotas EV, a ABB criou, em Berlim, uma frente de trabalho  para o desenvolvimento de tecnologias personalizadas, escaláveis e econômicas para operadores de frotas que podem ser usadas por todos os OEMs. Ao trabalhar com a AWS, esta nova empresa irá conceber a solução de gestão de frotas interoperável para trabalhar com todos os tipos de veículos e infraestruturas de carregamento. Utilizando o conceito de machine learning  e análise de dados, tal solução incluirá um atraente conjunto de características e recursos, incluindo o planejamento do carregamento e a monitorização em tempo real, com ações para o bom funcionamento e manutenção dos veículos, além da otimização de rotas com base na hora do dia, no tempo e nos padrões de utilização.

"À medida que as indústrias avançam com a eletrificação de suas frotas de veículos, os clientes precisam de serviços confiáveis e intuitivos que os ajudem a se adaptar ao novo modelo operacional e a otimizar a forma como utilizam as suas frotas. Esta colaboração entre a AWS e a ABB irá combinar a profunda experiência das nossas empresas nos setores automotivo, de logística e de eletrificação com a liderança na tecnologias em nuvem para fornecer uma solução inteligente de gestão de frotas elétricas ", afirmou Jon Allen, Diretor de Professional Services, para o segmento Automotivo, na AWS.  "Juntos, a ABB e a AWS trarão os conhecimentos, a agilidade e a escala que a nuvem proporciona à indústria de veículos elétricos e ajudarão nossos clientes a fazerem uma transição bem sucedida para um futuro com menos emissões".

ABB (ABBN: SIX Swiss Ex) é uma empresa líder global em tecnologia que impulsiona a transformação da sociedade e da indústria para alcançar um futuro mais produtivo e sustentável. Ao conectar software à sua carteira de eletrificação, robótica, automação e motion, a ABB ultrapassa as fronteiras da tecnologia para impulsionar o desempenho a novos níveis. Com uma história de excelência que remonta há mais de 130 anos, o sucesso da ABB é impulsionado por cerca de 105.000 talentosos funcionários em mais de 100 países.

 

Siemens

05/04/2021

Siemens acelera a descarbonização em fábrica da Coca-Cola na Suécia


Veja mais

Projeto implementado há um ano reduziu em 13% o consumo de energia e emissões de gases de efeito estufa na unidade da fabricante de bebidas em Jordbro, ao sul de Estocolmo

Iniciativa também abrange melhor qualidade do ar e redução do ruído entre os benefícios

Unidade produz mais de 1 milhão de litros de bebidas por dia

Um grande projeto de eficiência energética implementado pela Siemens Smart Infrastructure tem gerado diversos benefícios para a unidade de produção da Coca-Cola European Partners (CCEP) em Jordbro, ao sul de Estocolmo. Em menos de um ano, a instalação de 70.000 m² reduziu o consumo de energia em 13%, graças às soluções e tecnologias da Siemens, levando a fabricante de bebidas a atingir um novo marco rumo à descarbonização em suas unidades.

A fábrica, inaugurada em 1997, produz mais de 1 milhão de litros de bebidas por dia, em diferentes sabores e tamanhos de embalagens. Ao longo dos anos, a Coca-Cola tem trabalhado sistematicamente para reduzir os impactos climáticos em suas operações, e a parceria com a Siemens visa reduzir o consumo de energia e melhorar a sustentabilidade durante a produção. O projeto de eficiência energética resultou em economia anual equivalente à quantidade de energia necessária para carregar um carro híbrido 400.000 vezes.

"Nossos serviços de energia e desempenho são baseados em uma abordagem estratégica, utilizando o empilhamento de valor para explorar todo o potencial. Isso garante que entreguemos um impacto positivo desde o início, bem como a longo prazo, para toda a organização", diz Peter Halliday, chefe global de Building Performance and Sustainability da Siemens Smart Infrastructure.

Após uma auditoria do uso de energia da instalação de produção, a Siemens, juntamente com a Coca-Cola, definiu várias medidas de economia de energia. Em particular, novos ventiladores e recuperação de calor de compressores de alta pressão foram instalados. Isso levou não apenas a economias substanciais de energia, mas também à melhoria da qualidade do ar dentro dos edifícios e a operações mais silenciosas, o que melhorou a qualidade de vida das áreas residenciais circundantes. Além disso, a Siemens elevou o sistema de gestão de edifício existente para a plataforma CC Desigo, facilitando a otimização contínua da instalação de produção de uso de energia.

"Estamos muito satisfeitos com o andamento do projeto, vendo como as medidas implementadas estão dando resultados em pouco tempo. Agora, esperamos continuar a desenvolver o projeto para obter ganhos de eficiência ainda maiores", disse Kim Hesselius, gerente de propriedades da Coca-Cola European Partners na Suécia.

Durante anos, a Siemens e a Coca-Cola colaboraram na automação de propriedades. Agora, elas estão procurando apoiar os objetivos de meta net-zero da CCEP até 2040.

Arkmeds

25/03/2021

Dados estruturados: como soluções com essa função tem o poder de evoluir sua empresa


Veja mais

Dados são muito importantes para qualquer tomada de decisão, principalmente nos dias de hoje, em que um alto volume de informações é gerado todos os dias. Porém, quando esses dados não estão estruturados, podem não servir de nada. De que adianta ter centenas de informações, sem um direcionamento de como utilizá-las a seu favor? E, acredite ou não, 80% dos dados gerados atualmente não estão estruturados.

Foi assim que surgiu o conceito de big data - grande volume de dados estruturados e não estruturados que são gerados a cada segundo - cada vez mais utilizado no mundo empresarial. Diversas organizações já buscam formas mais eficientes de transformar dados em informações, e informações em insights. A forma mais eficaz para fazer isso é utilizar tecnologias 4.0, que têm sido aplicadas com maestria em diversas ferramentas.

É por isso que times têm se esforçado para desenvolver ferramentas que façam isso de forma automatizada e inovadora: junto com o time de engenharia da MWM Motores, a startup Arkmeds desenvolveu uma solução para esse problema. Trata-se de uma plataforma de inspeções de rotina e manutenção que utiliza realidade aumentada. Por meio da ferramenta, é possível coletar informações de forma estruturada do operador, organizar e mostrar dados, reduzir erros e ajudar nas tomadas de decisões, produzindo relatórios de forma automática.

A ferramenta se mostrou muito eficaz na economia de tempo dos funcionários, tornando os processos de manutenção mais ágeis. Por meio do aplicativo, o técnico consegue fazer checklists dos itens que precisa, rastrear as atividades e automatizar inspeções de rotina. Os dados gerados se tornam ainda ótimos insights para melhorias, uma vez que o histórico de manutenções fica disponível a qualquer momento e o gestor tem acesso ainda a indicadores de desempenho.

Com a tecnologia de realidade aumentada, o gestor consegue acessar manuais e desenhos técnicos, dados de CLP/Sensores e documentos de dados históricos. Além disso, a ferramenta oferece soluções inteligentes, permitindo a visualização de inconsistências que precisam ser corrigidas. Isso ajuda a saber o que fazer quando ocorre algum problema, e identificar em que parte do equipamento ele está.

A inovação não para por aí. Já pensou em uma forma de visualizar o interior de uma máquina sem precisar abrí-la? A solução possibilita ainda a visualização em raio-X do equipamento, onde o técnico consegue visualizar todos os componentes da parte interna sem precisar abrí-lo. Dessa forma, o esforço e o tempo dos técnicos é poupado, deixando as manutenções mais assertivas e reduzindo o tempo de parada das máquinas.

A AR não é a única tecnologia 4.0 utilizada na ferramenta: o IoT também está presente, permitindo a comunicação e visualização de informação vinda de sensores. Não é à toa que a MWM e a Arkmeds receberam o prêmio Innovation Awards, na categoria Conexão com startups.

Hoje, mais do que buscar informações, as empresas devem estar atentas na forma como elas chegam até os gestores, e como utilizá-las de forma inteligente. Ter uma solução que faça isso de forma automatizada leva o trabalho a um outro patamar, com economia de tempo, maior eficiência e inteligência nas decisões. A maioria das empresas já embarcou na era da inovação. Você vai ficar para trás?

Positivo Tecnologia

11/02/2021

Profissionais de TI destacam Positivo Tecnologia por atuação na área governamental


Veja mais

A Positivo Tecnologia foi escolhida por profissionais de tecnologia da informação com atuação em instituições governamentais como “Empresa Destaque” em 2020. O reconhecimento se deu durante votação realizada em evento promovido pela 4NetWork Technology, companhia que fomenta network no Brasil e demais países da América Latina. Chamado “4ConNetworker 4CIO Governo Federal, Estadual & Municipal”, o evento ocorreu neste mês, em formato on-line, com participação de 80 CIO´s.

A Positivo Tecnologia recebeu a homenagem com base na atuação e projetos voltados ao segmento governamental. A companhia tem soluções de tecnologia em instituições públicas localizadas em 95% dos municípios brasileiros. Além disso, no ano passado, a Positivo Tecnologia venceu processo licitatório aberto pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para desenvolver e fabricar urnas eletrônicas. A empresa também fabricou e entregou ao Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) cerca de 180 mil dispositivos portáteis para uso no censo demográfico. Também oferece assistência técnica pós-venda com atendimento especializado em 13 estados, rede que facilita atendimento in loco e gera maior segurança e praticidade aos departamentos de tecnologia de órgãos públicos.

Outro aspecto que contribuiu para o reconhecimento à Positivo Tecnologia por parte dos profissionais de TI está relacionado ao fato ser a única empresa brasileira de tecnologia com certificado EPEAT, registro do Global Electronics Council dado a fabricantes de dispositivos eletrônicos que cumprem critérios ambientais e sustentáveis. “Agradecemos a todos os profissionais de TI pela confiança. Sentimo-nos ainda mais estimulados a continuar oferecendo soluções de tecnologia para cada vez mais impulsionar, com ética e responsabilidade, os serviços e processos em instituições públicas”, afirma Rafael Leandro dos Santos, gerente Comercial e de Projetos Governamentais da Positivo Tecnologia.

Positivo Tecnologia

Fábrica da Positivo Tecnologia em Manaus. A empresa também possui fábricas em Curitiba (PR), Ilhéus (BA), Terra do Fogo (Argentina), Nairobi (Quênia) e Kigali (Ruanda), além de escritórios em Taipei (Taiwan) e Shenzhen (China).

Positivo Tecnologia

08/02/2021

A tecnologia como aliada na ressignificação dos eventos em um cenário de pandemia


Veja mais

A tecnologia contribuiu para que o segmento de eventos continuasse em movimento e a adoção de plataformas virtuais se tornou uma alternativa viável para minimizar os impactos da pandemia. Segundo a Associação Brasileira de Eventos (Abrafesta), esse setor movimentava cerca de R$ 270 bilhões e, como um dos mais afetados no início da pandemia, registrou queda de 95% no faturamento nacional em 2020. Porém, encontrou uma forma de recuperação do capital na modalidade on-line e levou empresas de tecnologia a crescerem até 400% em serviços de transmissões ao vivo.

Desde o começo do ano passado, eventos já consolidados precisaram ser adaptados para que pudessem acontecer e fazer a economia girar, alguns que não aconteceram no primeiro semestre, modificaram a roupagem e se lançaram no mundo digital. Sendo assim, feiras e eventos usaram da medida emergencial para se manterem em movimento e se reinventaram, formando novas concepções relacionadas ao futuro. Mesmo com tantos desafios e ainda sem previsão de retomada total, esse setor que é responsável por geração de emprego e oportunidades de negócios se reconstrói trazendo novas maneiras de continuar lucrativo.

Um exemplo recente foi a última edição da Consumer Electronics Show (CES), a maior feira do mundo de tecnologia, que aconteceu totalmente on-line este ano. O evento, que normalmente aguça os cinco sentidos do público no formato presencial, foi recebido positivamente e, apesar de não substituir o acontecimento face a face, obteve um bom nível de experimentação. Além disso, permitiu a acessibilidade, uma vez que as pessoas puderam participar mesmo não estando em Las Vegas, onde as edições ocorrem anualmente. Participantes de todo o mundo tiveram a oportunidade de conhecer e prestigiar a reunião de inovações e lançamentos de grandes marcas.

As empresas expositoras apresentaram diversas inovações como carros que funcionam com reconhecimento facial, máscaras com fone de ouvido e microfone, escova de dentes smart, uma cozinha robótica que se limpa sozinha e faz 5 mil receitas e muito mais, por meio de keynotes ao vivo, stands virtuais com vídeos, demonstrações programadas e disponibilizaram informativos ao público. Os interessados tiveram a possibilidade de pesquisar pelo fornecedor que desejavam ver e puderam acessar o perfil individual dele dentro da plataforma da CES, para conhecer novidades que agregassem em suas produções.

É de se esperar que o show de som e luz que encanta as pessoas em um evento presencial não surta o mesmo efeito e o elo que o networking cria nesses eventos não seja forte o suficiente na versão digital, mas os conteúdos e apresentações elaborados pelos expositores são essenciais para manter a atenção dos participantes, e ganham perenidade para serem explorados posteriormente, uma vez que ficam disponíveis para eventuais consultas por mais alguns dias após o término do evento on-line.

Contudo, é muito importante que as empresas participem de feiras como a CES, mesmo que em uma edição virtual, afinal, é a chance de acompanhar e se antecipar aos impactos da Covid-19 na tecnologia, seja no direcionamento dos produtos para as novas necessidades dos usuários ou para a movimentação da cadeia de fornecimento. Também é necessário para entender o quanto essas mudanças vieram para ficar e como o mundo vai se comportar diante de toda essa experiência, seja na indústria, no varejo, ou como usuário final.

A movimentação da sociedade incorporou novas tendências no mercado de tecnologia, como a Telemedicina e diagnósticos feitos por avatares e Inteligência Artificial, ou a robótica, a automação comercial e industrial e a Internet das Coisas – algumas que irão se manter e outras que podem ser deixadas de lado no futuro – e só quem está realmente bem informado pode acompanhar e aproveitar o momento de descoberta e inovação. Os eventos digitais entregam o prometido no quesito novidades tecnológicas, conectam pessoas de qualquer lugar do mundo e expandem relações. Em cinco dias de caminhada é possível olhar para o lado, comentar com brilho nos olhos e encontrar oportunidades impensadas em qualquer esquina de um pavilhão, mas, apesar da dificuldade de curadoria, virtualmente também é possível garimpar diferenciais ou pontos de interesse em stands individuais e virtuais.

Houve inúmeras realizações de eventos nos últimos meses – na modalidade on-line, híbrida ou drive-in – e todas precisaram do apoio do público e dos organizadores para que a missão fosse um sucesso. Eventos de tecnologia são verdadeiros shows, são mágicos, e precisam se reinventar, pois o futuro do setor está fundamentado nas decisões que serão tomadas agora. Apresentações híbridas que contem com o ambiente on-line e presencial já podem (e devem) estar nos planejamentos do mundo pós-pandêmico, ao englobar a interação pessoal, as discussões face a face, a inclusão e, acima de tudo, a acessibilidade, para que pessoas de todas as partes do planeta tenham a oportunidade de se envolver com a inovação e a evolução da tecnologia.

Positivo Tecnologia

Há um caminho árduo pela frente para que essas questões sejam desenhadas e praticadas no futuro do mundo dos eventos. Mas há vantagens significativas nos eventos híbridos ou virtuais como a possibilidade de expansão do público convidado, redução de custos, extensão do ciclo de vida do evento com a perenidade do conteúdo, flexibilidade e conveniência. A questão do networking pode ser resolvida com ferramentas tecnológicas que unam dois participantes em uma conversa durante o evento, ou mesmo uma solução com salas de fornecedores onde os interessados possam tirar suas dúvidas sobre os produtos oferecidos. O mais importante é perceber como a tecnologia é aliada nesse sentido e ressignificará a construção dos eventos de hoje em diante, sejam eles on-line, híbridos ou presenciais.

*Daniela Colin é Diretora de Desenvolvimento de Novos Produtos na Positivo Tecnologia.

Siemens

02/02/2021

Siemens fica em primeiro lugar no ranking Empresas Mais Admiradas do Mundo realizado pela revista Fortune


Veja mais

- Companhia venceu pela 6ª vez consecutiva na categoria “Máquinas Industriais”

- Levantamento avaliou 670 empresas de 52 setores da economia, e contou com a avaliação de 3.820 executivos, diretores e analistas de valores mobiliários

Líder em soluções inteligentes voltadas para a indústria, a Siemens ficou em primeiro lugar na categoria “Máquinas Industriais” no ranking “Empresas Mais Admiradas do Mundo”, que é realizado pela revista Fortune. Este é o 6º ano consecutivo que a companhia vence o levantamento realizado pela tradicional publicação americana de negócios.

Dos nove critérios avaliados para o ranking, a Siemens foi vencedora em quatro deles: Inovação, Solidez Financeira, Qualidade dos Produtos e Serviços, e Competitividade Global. Nos outros cinco quesitos, a companhia ficou na vice-liderança: Gestão de Pessoas, Uso de Ativos Corporativos, Responsabilidade Social, Gestão de Qualidade e Investimento de Longo Prazo.

O ranking Empresas Mais Admiradas do Mundo é publicado anualmente pela Fortune em parceria com a consultoria Korn Ferry. Para realizar o levantamento, foram avaliadas um total de 670 empresas de 52 setores do mundo dos negócios. Para determinar as empresas mais conceituadas, foi solicitado a executivos, diretores e analistas que classificassem as companhias em seu próprio setor considerando os 9 critérios do ranking.

Após essa avaliação, a Korn Ferry pediu para 3.820 executivos, diretores e analistas de valores mobiliários para responder pesquisas do setor para selecionar as 10 empresas que mais admiravam dentro de uma lista composta por 25% das mais bem colocadas no ranking anterior, e mais 20% das melhores avaliadas em seu setor de atuação.

CLAMPER

01/02/2021

CLAMPER LANÇA PROGRAMA JOVEM APRENDIZ


Veja mais

A CLAMPER Indústria e Comércio S/A, ao completar 30 anos em 2021, lança o projeto CLAMPER Aprendiz e abre vagas para o curso “Aprendizagem em Montador de Equipamentos Eletrônicos” em parceria com o SENAI (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial).

Jovens com idade entre 17 anos e 6 meses à 23 anos, com Ensino Médio completo ou em curso, residentes em Lagoa Santa (MG), em busca de uma oportunidade no mercado de trabalho, poderão se inscrever no processo seletivo a partir de hoje até o dia 03 de fevereiro.

A CLAMPER passa a oferecer capacitação para o Programa Jovem Aprendiz. O jovem terá vínculo empregatício, plano de saúde e bolsa aprendizagem. A intenção da empresa é participar na formação de jovens e na qualificação de mão de obra para o mercado de trabalho, estreitar relações com a comunidade local e colaborar com o desenvolvimento regional.

“Entendemos o importante papel social que a CLAMPER desempenha e temos orgulho de ter o SENAI como parceiro neste programa. Este é um projeto que sonhávamos há tempos e vem ser um marco junto aos 30 anos da empresa, que pretende colaborar na formação cidadã desses jovens e os qualificar ingressar no mercado de trabalho”, comentou Ailton Ricaldoni, Fundador da CLAMPER.

Serão 25 vagas oferecidas, o curso será na modalidade dual, nesta modalidade o jovem é capacitado no SENAI e na CLAMPER, combinando formação teórica e prática. A duração do curso será de um ano.

“O intuito da empresa é que ao final deste período, os jovens que tiveram bom aproveitamento e assiduidade, mediante disponibilidade de vagas, possam ser efetivados como funcionários da CLAMPER”, relata Aline Geanne R. S. Vieira, Gerente de Recursos Humanos da CLAMPER.

As inscrições para os jovens interessados no programa poderão ser feitas diretamente no site www.clamper.com.br/programa-clamper-aprendiz/

Positivo Tecnologia

28/01/2021

Positivo Tecnologia doa 60 cilindros de oxigênio a hospitais públicos de Manaus


Veja mais

Desde o início da pandemia, a empresa de tecnologia se empenha em minimizar os efeitos da Covid-19 no Brasil

Positivo Tecnologia

A Positivo Tecnologia se uniu à corrente de mobilização para ajudar pacientes internados com Covid-19 ao doar 60 cilindros de oxigênio para hospitais públicos de Manaus. Cada cilindro tem capacidade de 50 litros de oxigênio. As primeiras 20 unidades foram entregues nesta quinta-feira (21) ao Hospital Universitário Getúlio Vargas. Os outros 40 cilindros, já adquiridos pela Positivo Tecnologia, serão enviados ainda em janeiro para outras instituições públicas de saúde da cidade.

A iniciativa foi pensada em conjunto com o Centro de Indústrias do Estado do Amazonas para fortalecer o sistema de saúde de Manaus, após aumento de casos graves de Covid-19. A Positivo Tecnologia possui duas fábricas na cidade. Os cilindros de oxigênio chegam de São Paulo e são recebidos no aeroporto de Manaus por três funcionários da Positivo Tecnologia. Os equipamentos são levados diretamente ao hospital, a partir de caminhões de carga de uma parceira logística da Companhia. “Acompanhamos as dificuldades dos hospitais em Manaus, a situação dos pacientes e nos sentimos tocados em fazer a nossa parte para ajudar a preservar vidas”, afirma Hélio Rotenberg, presidente da Positivo Tecnologia.

 

Ações frente aos desafios decorrentes do novo coronavírus

Positivo Tecnologia

Desde o início da pandemia no Brasil, a Positivo Tecnologia tem implementado iniciativas em diversas frentes para minimizar os efeitos da Covid-19 na sociedade. Em parceria com outras empresas, engajou-se para aumentar a capacidade de produção de ventiladores pulmonares da fabricante Magnamed.

Seis mil e quinhentos equipamentos foram disponibilizados ao Ministério da Saúde em tempo recorde.

A Positivo Tecnologia também apoiou com sua estrutura industrial a Hilab, empresa que fabrica testes digitais para identificação de anticorpos reagentes ao novo coronavírus. A Hilab é uma das empresas emergentes que compõe o Programa de Corporate Venture da Positivo Tecnologia.

Outro projeto realizado pela Positivo Tecnologia é voltado às escolas públicas e privadas. A unidade de tecnologia educacional da Positivo ofereceu acesso gratuito a plataformas de ensino à distância, as quais permitem aprendizado de Português e Matemática conforme a evolução do aprendizado dos alunos. Para conhecer todas as iniciativas da Positivo Tecnologia para minimizar os efeitos da pandemia de Covid-19 no Brasil, acesse https://www.positivotecnologia.com.br/covid/

MCM

28/01/2021

Nova linha SAFE GATE MCM, mais autonomia com muito mais economia


Veja mais

A MCM é pioneira no desenvolvimento de nobreaks para portões eletrônicos, tendo em mais de 25 anos um número que supera a marca de 500 mil peças vendidas em todo o país.

Quando se fala na utilização de Nobreaks para portões eletrônicos deve-se pensar em praticidade e segurança, pois o nobreak permitirá o pleno funcionamento de portões mesmo na falta de energia elétrica. Mas, além da proteção para o usuário, o SAFEGATE oferece proteção para o equipamento conectado a ele, prolongando assim a sua vida útil.

SAFE GATE MCM

Os nobreaks MCM para portões são desenvolvidos, testados e validados em inúmeros modelos de centrais inversoras ou não inversoras e motores convencionais ou rápidos, um produto MCM 100% testado e validado e que possui os mais diversos recursos.

Dessa forma, ressaltamos que a linha de Nobreaks SG (ou SAFE GATE) atende perfeitamente a atuação junto as mais diferentes aplicações (conforme vídeo).

Para uma breve e dinâmica explicação sobre o assunto, convidamos você leitor a assistir o nosso vídeo sobre a linha SAFEGATE, a linha de nobreaks para portões eletrônicos da MCM, clicando no link: https://youtu.be/Wk0rztQI47k

Positivo Tecnologia

28/01/2021

Conheça as oportunidades de emprego na Positivo Tecnologia neste início de ano


Veja mais

Com a pandemia, muitas empresas precisaram congelar suas contratações ou até mesmo diminuir o quadro de funcionários. Mesmo diante deste cenário, a Positivo Tecnologia está com aproximadamente 50 vagas de emprego abertas em todas as regiões do País, em diversas áreas como Logística, Tecnologia, Marketing, Novos Negócios, Recursos Humanos e Administrativo. O candidato que tiver interesse em conhecer as vagas e se inscrever na vaga que tenha maior match de skills, deve acessar https://positivotecnologia.gupy.io.

Há 30 anos no mercado, a Positivo Tecnologia é uma empresa genuinamente brasileira com o propósito de tornar a vida das pessoas melhor e mais inteligente com tecnologia. Em 2020, a companhia recebeu a certificação Great Place to Work (GPTW), reconhecida internacionalmente como uma das melhores empresas para se trabalhar, a partir de avaliações realizadas por meio dos próprios colaboradores.

“Temos como foco o desenvolvimento dos colaboradores, promovendo crescimento profissional, experiência e autonomia. Buscamos pessoas que se reconhecem em nosso propósito como companhia, que queiram aprender e aplicar conhecimento de forma constante”, afirma Adner Uema, diretor de Recursos Humanos da Positivo Tecnologia.

Os interessados devem se identificar com as competências buscadas pela empresa como Adaptabilidade (inovador e flexível), Parceria (foco no coletivo), Inteligência Emocional (empatia e controle emocional), Protagonismo (responsável por sua rotina e carreira), Liderança (conduzir, mobilizar e inspirar) e, por último, mas não menos importante, que sejam pessoas que façam acontecer, ou seja, que tirem seus projetos do papel. “Temos um universo de oportunidades dentro da nossa companhia. São muitos projetos espalhados em todas as áreas. Procuramos profissionais com brilho nos olhos e que acreditem em sua capacidade de levar a tecnologia para a vida de todos os brasileiros. Nossa cultura é de acreditarmos que quando vamos juntos, podemos ir mais longe”, finaliza Adner.

Positivo Tecnologia

28/01/2021

Em momento de crescimento e diversificação de negócios, Positivo Tecnologia reforça governança com novos Conselheiros


Veja mais

A Positivo Tecnologia deu mais um passo rumo ao reforço da governança corporativa. Durante Assembleia Geral Extraordinária (AGE), acionistas controladores, majoritários e minoritários aprovaram a alteração e consolidação do Estatuto Social da empresa para elevar o número de executivos que compõem o Conselho de Administração. Na mesma ocasião, também elegeram Marcel Martins Malczewski e Roberto Pedote como os novos membros do Conselho.

Marcel Malczewski

Marcel Malczewski é fundador da Bematech, fabricante de soluções de tecnologia para automação comercial adquirida em 2015 pela Totvs. Marcel foi diretor e membro do Conselho de Administração da Bematech até 2001, quando se tornou CEO. Ocupou a função até 2009 para então assumir a Presidência do Conselho de Administração. Atualmente é sócio e presidente da Trivèlla M3 Investimentos, gestora de Venture Capital no setor de tecnologia.  É formado em Engenharia Elétrica pela Universidade Federal do Paraná, mestre em Ciências no setor de Informática Industrial pelo Centro Federal de Educação Tecnológica do Paraná e graduado em Administração pela Harvard Business School. Também foi professor e coordenador do Curso de Engenharia de Computação na Pontifícia Universidade Católica do Paraná.

Roberto Pedote

Roberto Pedote atua como conselheiro de empresas de capital aberto e de organizações do terceiro setor. Atualmente é co-presidente do conselho da Mills, conselheiro do Banco ABC Brasil, presidente do conselho deliberativo da WWF Brasil e conselheiro da escola de engenharia de software 42 São Paulo. De 2015 a 2018, atuou no Insper como vice-presidente responsável pelos programas de educação executiva e pós-graduação Lato Sensu. Trabalhou, entre 2008 e 2015, na Natura como vice-presidente (CFO) de Finanças, Jurídico, Relações com Investidores e Relações Institucionais, dois anos na Nokia como CFO (2006 e 2007) e 17 anos na Unilever em diferentes processos, negócios e países (Brasil, Chile e Inglaterra), entre 1990 e 2006. É formado em Administração Pública pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), Direito pela Universidade de São Paulo (USP) e MBA pela Universidade de Michigan.

Marcel Malczewski e Roberto Pedote foram eleitos com mandato contínuo de dois anos para o Conselho de Administração da Positivo Tecnologia. A escolha ocorreu neste 14 de janeiro durante AGE realizada de forma remota e presencial, a partir da sede da Companhia, em Curitiba. Com o ingresso de ambos, o Conselho de Administração da Positivo Tecnologia passa a ser formado por nove pessoas, dentre profissionais internos, externos ou  independentes. Presidido por Alexandre Dias, o Conselho de Administração é composto pelo CEO da Positivo Tecnologia, Hélio Rotenberg, além de Giem Raduy Guimarães, Rodrigo Cesar Formighieri, Pedro Santos Ripper, Samuel Ferrari Lago e Rafael Moia Vargas. Informações adicionais sobre os perfis dos membros do Conselho, bem como o acordo e estatutos de acionistas, estão disponíveis em https://ri.positivotecnologia.com.br

O Conselho de Administração da Positivo Tecnologia é responsável pelo alinhamento de interesses entre a gestão executiva e os acionistas proprietários da Companhia. Os conselheiros ajudam a formular e orientar as estratégias de longo prazo, buscar novas oportunidades de negócios, criar vantagens competitivas no mercado, além de monitorar a implementação das diretrizes e políticas gerais.

A ampliação do Conselho de Administração coincide com mais um ciclo de evolução da Positivo Tecnologia. A partir de um portfolio cada vez mais diversificado, a Companhia segue se reinventando e reafirmando o orgulho de ser uma empresa de tecnologia genuinamente brasileira. Ao mesmo tempo em que reforça sua atuação em computadores, celulares, acessórios e tecnologias educacionais, a Positivo Tecnologia amplia linha de soluções como servidores, dispositivos para ambientes inteligentes e serviços como aluguel de equipamentos de informática. A empresa também está entrando em novos mercados desenvolvimento e fabricação de urnas eletrônicas e terminais inteligentes de pagamento. Também investe em inovação, seja no desenvolvimento dos próprios produtos ou na aceleração de startups com atuação em diferentes segmentos econômicos como eletromobilidade, agropecuária e análises laboratoriais. Para atender a diversos perfis de públicos nos mercados doméstico, corporativo e governamental, possui um portfolio multimarcas como Vaio, Anker, Quantum e 2 A.M., além de Positivo, Positivo Casa Inteligente, Positivo BGH e Positivo Servers & Solutions.

A Positivo Tecnologia negocia ações no Novo Mercado, o mais alto nível de governança corporativa da Bolsa de Valores B3.  Está listada com ações ordinárias (POSI3) e aparece também no mercado fracionado (POSI3F). Fabrica computadores, celulares, servidores, acessórios, dispositivos para casas e escritórios inteligentes, além de tecnologias educacionais. Em 2019, faturou R$ 1,9 bi. Os resultados financeiros referentes a 2020 serão apresentados ao mercado em 09 de março de 2021. A Positivo Tecnologia tem cerca de dois mil funcionários, fábricas no Brasil, Argentina, Ruanda e Quênia, além de escritórios na Ásia, mais especificamente na China e Taipei.

"A eleição dos novos conselheiros reflete a busca constante da Positivo Tecnologia pela evolução da governança corporativa.  A Companhia passa por um momento de transformação com diversificação de portfolio e entrada em novos mercados. A nova estrutura do Conselho certamente enriquecerá as discussões de negócios e o estímulo aos novos ciclos de crescimento da Companhia”, diz Alexandre Dias, presidente do Conselho de Administração da Positivo Tecnologia.

Siemens

13/01/2021

Siemens realiza evento virtual para mostrar soluções inteligentes em automação de processos


Veja mais

- Edição online do SPACe Brazil será realizada nos dias 02 e 03 de fevereiro

- Evento terá apresentação de cases e soluções da Siemens, e também de clientes e parceiros de áreas como Papel e Celulose, Farmacêutica, Química e Aeroportos

Líder em soluções inteligentes voltadas para a indústria, a Siemens aproveita sua expertise no ramo para promover o SPACe Brazil 2021, evento focado em automação de processos e soluções voltadas à Indústria 4.0. Em sua 3ª edição, o evento será realizado por meio de plataforma online nos dias 02 e 03 de fevereiro tendo como objetivo expor cases e soluções inovadoras que são destaque no mercado, além de criar a oportunidade de reunir profissionais para troca de informações sobre a área.

O SPACe (abreviação de Siemens Process Automation Community event) vai reunir apresentações de especialistas sobre as mais recentes soluções da Siemens que estão fazendo a diferença na indústria, como: SIMIT, COMOS, SIMATIC PCS 7, SIMATIC PCS neo, Opcenter Pharma, Ruggedcom e XHQ.

O evento vai contar também com participação de clientes e parceiros para abordar cases em diversas indústrias como Papel e Celulose, Farmacêutica, Química e Aeroportos. Já estão confirmadas apresentações de representantes das empresas BASF, Nordika, União Química, Lenzing, RioGaleão, PSE e GreyLogix.

Mesmo sendo realizado 100% online, o evento terá a mesma dinâmica de um evento presencial. As apresentações serão realizadas em uma plenária central, e os participantes terão à disposição estandes virtuais que servirão tanto para a exposição de produtos e serviços, como também para networking e troca de informações.

“Os participantes do SPACe Brazil terão à disposição apresentações sobre o que há de mais moderno em automação de processos, com dicas de boas práticas em projetos, detalhes dos principais cases do mercado e a visão de futuro da Siemens para a indústria. Além disso, será uma grande oportunidade para networking e troca de experiências”, comenta Giovanino di Niro, head da unidade de Process Automation da Siemens Brasil.

O SPACe Brazil chega à sua 3ª edição após ser realizado nos anos de 2014 e 2016 no país. O evento também é realizado pela Siemens em vários países pelo mundo como Inglaterra, China, Estados Unidos e Emirados Árabes.

Mais informações sobre o evento neste link.

Siemens

16/12/2020

Aplicativo da Siemens passa a usar Inteligência Artificial para otimizar a eficiência da manutenção dos sistemas de acionamento


Veja mais

- Predictive Service Assistance auxilia na detecção precoce de anomalias no sistema de acionamento com o uso de Inteligência Artificial

- Aplicativo faz previsão de tendência para eficiência otimizada da manutenção

- Nova solução gera maior produtividade e redução do tempo de parada da máquina no sistema

Líder em soluções inteligentes voltadas para a indústria, a Siemens incrementa o aplicativo Predictive Service Assistance do Mindsphere com o uso de Inteligência Artificial, novidade que vai otimizar a eficiência da manutenção dos sistemas de acionamento.. O novo módulo identifica padrões de falha concretos em motores em  estágio inicial, como desalinhamento ou um rolamento com defeito. O aplicativo, portanto, ajuda os usuários a reduzir o tempo de inatividade e melhorar ainda mais os processos de peças de reposição e de manutenção.

O novo módulo de Inteligência Artificial para motores usa uma rede neural para resolver o que foi implementado anteriormente usando um valor limite de KPI definido. Isso permite que o módulo detecte anomalias antes mesmo do valor limite definido e fornece indicações claras do tipo e gravidade das falhas e seu desenvolvimento. Assim que o aplicativo detecta sinais de um erro, ele avisa o usuário e gera uma data de vencimento que indica até quando o erro deve ser corrigido e qual ação corretiva é recomendada para evitar uma paralisação não planejada.

O Predictive Service Assistance com o novo módulo baseado em IA é oferecida como parte do Predictive Service Assessment. O pacote inclui um serviço de configuração personalizado que garante que o aplicativo Mindsphere com o novo módulo baseado em IA funcione de forma otimizada de acordo com os requisitos do cliente.

O aplicativo Mindsphere Predictive Service Assistance é um elemento central dos Predictive Services para Drive Systems, uma extensão padronizada do contrato de serviço local. É usado para uma manutenção mais eficiente dos sistemas de acionamento Sinamics e Simotics usados em bombas, ventiladores e compressores, entre outras ferramentas. Com o Predictive Services para Drive Systems, os clientes se beneficiam de maior produtividade e redução do tempo de paradas não planejadas de suas máquinas e sistemas.

Com o suporte deste aplicativo Mindsphere, os usuários também desfrutam de total transparência sobre peças de reposição e atividades de manutenção para minimizar os riscos por meio de análises simples de pontos fracos. O aplicativo também contribui para uma manutenção mais eficiente e tempos de paradas planejadas reduzidos.

Com o Predictive Services, a Siemens oferece uma gama abrangente de serviços para a indústria. Cada indústria requer serviços preditivos específicos, que a empresa desenvolveu com base em seu extenso know-how do setor. Os serviços modulares de coleta, análise e avaliação de dados de máquina são adaptados às necessidades das diferentes indústrias.

Siemens

11/12/2020

Inovação da Siemens usa dados para detectar fraudes na rede elétrica e gera ganhos para a CPFL


Veja mais

- Sistema inteligente utiliza dados para auxiliar distribuidora de energia a combater “gatos” na rede

- Plataforma automatiza análise de informações da rede elétrica a partir do uso de tecnologias como Inteligência Artificial e Machine Learning

- Solução tem como foco grandes consumidores de energia como indústrias, shoppings e faculdades

Reforçar a detecção de fraudes na rede elétrica a partir dos dados gerados pelos medidores. Esse é o diferencial da solução inteligente desenvolvida pela Siemens que tem feito a diferença na gestão de redes elétrica da CPFL. Instalado no último mês de julho, o novo sistema automatiza a análise das informações geradas pelo consumo de energia para potencializar a detecção de variações na rede e identificar com mais agilidade possíveis fraudes.

Essa inovação tem como base o uso de tecnologias como Inteligência Artificial (IA) e Machine Learning, que a partir da leitura de dados dos medidores passam a gerar algoritmos que entram em uma lista de parâmetros de possíveis fraudes. Dessa forma, o sistema passa a fazer a gestão dessas informações automaticamente, e qualquer variação na rede é gerado um alarme, agilizando um processo que antes era feito manualmente, com sistemas internos e com uso de planilhas de Excel.

Falta de energia no medidor sem interrupção no fornecimento, corrente de energia mas sem tensão na rede, e medidor que parou de funcionar e retomou as atividades em qualquer inspeção são alguns exemplos de variações da rede que podem levar a fraudes no sistema e que são interpretadas pela solução inteligente desenvolvida pela Siemens para auxiliar no combate esses problemas no fornecimento de energia.

"Esse algoritmo vai aprendendo quais informações e dados que são fraudes e a identificação passa a ser mais assertiva. Há muitas análises que são difíceis de fazer a mão e com essa solução o combate aos chamados gatos fica muito mais rápido e robusto, gerando muitos ganhos para o cliente", afirma Mario Henrique Sanchez, desenvolvedor de negócios da área de Digital Grids da Siemens.

A plataforma da Siemens tem como foco o combate a fraudes em grandes consumidores de energia como shoppings, faculdades e indústrias. O sistema já abrange mais de 80 algoritmos que consideram diferentes variações da rede que podem apontar algum tipo de fraude, e a tendência é que a solução se aprimore com a inclusão de novas identificações conforme a leitura dos dados vai aumentando com o tempo.

A CPFL é a segunda maior companhia do país no segmento de distribuição de energia atendendo cerca de 9,6 milhões de clientes em 687 cidades dos estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Paraná. A companhia mantém uma participação de 14% do mercado nacional.

MCM

10/12/2020

Lançamento: Nobreak DC, o produto 2 em 1 com a garantia MCM


Veja mais

Com quatro décadas sendo uma das principais fabricantes de conversores de energia do país, e certificada internacionalmente, a MCM lança sua nova linha de produtos, denominada Nobreak DC, que foi especialmente desenvolvida para atender à demanda de clientes que buscam energia na dose certa, praticidade e excelente custo-benefício.

O nobreak DC alimenta de forma ininterrupta e protege os equipamentos eletrônicos

Dentre as principais características do produto, estão:

- Sistema de carregamento inteligente (prolonga a vida útil das baterias)

- Caixa plástica antichamas (maior segurança para a instalação)

- Baterias de 12V/7Ah até 12V/50Ah (garante mais autonomia)

- Microprocessado (garante maior confiabilidade e alto desempenho)

- Contém 6 níveis de proteção:

1 - filtro contra interferência na imagem;

2 - descarga total de bateria;

3 - sobre temperatura;

4 - sobretensão;

5 - sobrecarga;

6 - surto.

Destacamos que o Nobreak DC pode ser utilizado em diversos tipos de instalações, como por exemplo:

- Câmeras

- DVR - Monitor - Controle de Acesso

- E também em equipamentos com tensão de entrada de 12Vcc que respeite a corrente máxima de 5A ou 10A (dependendo do modelo escolhido).

Nobreak DC

Um atrativo a mais desta linha de produtos está presente nos modelos de gabinete, que contam com nossa exclusiva tecnologia Smart Meter, o que permite o acompanhamento em tempo real da potência utilizada, trazendo assim mais praticidade e confiabilidade ao usuário.

Mais informações: www.mcm.ind.br

Soprano

04/12/2020

Soprano lança novos modelos de lâmpadas LED


Veja mais

Modelos tubulares e bulbo oferecem eficiência energética tanto para utilização residencial como comercial

Economia e praticidade são alguns dos principais atributos das novas lâmpadas LED que a Soprano apresenta este mês ao mercado por meio da sua unidade de Materiais Elétricos. A empresa está ampliando sua linha de lâmpadas tubulares, lâmpadas bulbo e lançando suas lâmpadas super bulbo.

Entre alguns dos diferenciais dos produtos estão a opção de 600mm e 1200mm para os modelos tubulares e garantia de 25.000 horas (cerca de 3 anos) de uso. Alinhados a conceitos de versatilidade e eficiência energética, os itens podem ser utilizados em substituição às lâmpadas fluorescentes (aproveitando a mesma base, apenas com a retirada do reator) tanto em ambientes comerciais como em residências, pois possuem duas temperaturas de cor (branco frio e outra em tom branco neutro).

Já para as lâmpadas bulbo de 12W, 15W, 20W, 30W, 40W e 50W segue a garantia de 25.000 horas (cerca de 3 anos) de uso. Podem ser utilizadas em substituição às lâmpadas fluorescentes e incandescentes, utilizando a mesma base (E27) tanto em ambientes comerciais como em residências, com temperatura de cor branco frio (6500k).

Com as duas linhas, a Soprano amplia seu portfólio de produtos viabilizando a eletricistas, profissionais da construção civil, arquitetos e projetistas de ambientes nova opções de iluminação e decoração.

Saiba mais!

Lâmpadas LED

Modelos LED Tubular

LAMPADA LED TUBULAR 9W 4000K LTS-0906 G13 – cód: 05144.0906.40

LAMPADA LED TUBULAR 9W 6500K LTS-0906 G13 – cód: 05144.0906.65

LAMPADA LED TUBULAR 18W 4000K LTS-1812 G13 – cód: 05144.1812.40

LAMPADA LED TUBULAR 18W 6500K LTS-1812 G13 – cód: 05144.1812.65

Modelos LED Bulbo

LAMPADA LED BULBO 12W – 6500K LBS-3120 E27 – cód: 05144.3120.65

LAMPADA LED BULBO 15W – 6500K LBS-3150 E27 – cód: 05144.3150.65

Modelos LED Super Bulbo

LAMPADA LED SUPER BULBO 20W – 6500K LBS-3200 E27 – cód: 05144.3200.65

LAMPADA LED SUPER BULBO 30W – 6500K LBS-3300 E27 – cód: 05144.3300.65

LAMPADA LED SUPER BULBO 40W – 6500K LBS-3400 E27 – cód: 05144.3400.65

LAMPADA LED SUPER BULBO 50W – 6500K LBS-3500 E27 – cód: 05144.3500.65

Soprano

04/12/2020

Soprano expande fornecimento da linha de Interruptores e Tomadas


Veja mais

Ampliação da linha integra o planejamento estratégico da empresa para oferecer soluções completas aos clientes e fortalecer a participação da marca nos mercados de construção civil e elétrico

A Soprano, tradicional fabricante e fornecedora de produtos para os mercados de Construção Civil, Materiais Elétricos, Moveleiro e Utilidades Domésticas, anuncia a aquisição das linhas de Interruptores e Tomadas da Siemens e da Iriel Indústria e Comércio de Sistemas Elétricos Ltda. A ampliação dessa linha de produtos de alta qualidade, design moderno e tecnologia, integra o planejamento estratégico da Soprano por meio da sua Unidade de Materiais Elétricos para oferecer soluções completas aos clientes e fortalecer a participação da marca nos mercados de construção civil e elétrico.

A Soprano adquiriu todas as máquinas, moldes e projetos de produtos das linhas de Interruptores e Tomadas, além da licença para o uso da marca por um tempo determinado. A Soprano não adquiriu a empresa Iriel (CNPJ) e nem outros ativos, como prédios e instalações. A venda das linhas de interruptores e tomadas será realizada pela Iriel até o dia 23 de setembro. A partir de então, mediante aprovação da negociação pelos órgãos competentes, a Soprano dará início ao fornecimento para seus clientes e também aos clientes da Iriel, fabricando os produtos em sua planta de manufatura localizada em Caxias do Sul (RS).

Interruptores e Tomadas

Consolidação no mercado

A Soprano é reconhecida como uma das melhores empresas para se trabalhar no Rio de Grande do Sul pelo tradicional prêmio Great Place to Work (GPTW). O novo negócio vai aproveitar a sinergia de processos, recursos humanos e logística existentes na empresa, mas a projeção é de sejam abertos pelo menos 100 novos postos de trabalhos. A entrada e consolidação desta linha de produtos é um objetivo do planejamento estratégico da Soprano, que iniciou com uma parceria comercial com a Iriel, e evoluiu até a aquisição dos ativos, reforçando a confiança que a Soprano possui no crescimento do país, clientes, colaboradores e parceiros. A iniciativa deverá gerar um acréscimo significativo nas receitas da Unidade de Materiais Elétricos, que já possui uma posição de destaque em produtos de proteção elétrica, geração fotovoltaica e iluminação.

Soprano

04/12/2020

Soprano apresenta nova linha de Minidisjuntores SHB-X


Veja mais
Minidisjuntores SHB-X

Modelos são ideais para locais que necessitem proteção contra sobrecarga e curto-circuito com alta capacidade de interrupção

Atenta aos movimentos e tendências do segmento de instalações elétricas na construção civil, a Soprano apresenta ao mercado a linha de Minidisjuntor SHB-X, com capacidade de interrupção 10kA (na Norma 60898) e até 63A (com certificação compulsória INMETRO). Utilizados em quadros de distribuição de residências e padrões de entrada de energia, os Minidisjuntores SHB-X são ideais para locais que necessitem proteção contra sobrecarga e curto-circuito com alta capacidade de interrupção.

O principal atributo do Minidisjuntor SHB-X, disponibilizado pela unidade de Materiais Elétricos da Soprano, é a segurança. Com a nova linha, a marca atende a uma necessidade do mercado e à demanda de instaladores, montadores e consumidores finais que vêm migrando gradativamente para os padrões de entrada em 10kA. “Com o aumento das correntes de curto-circuitos dos pontos de conexão das concessionárias, bem como algumas aplicações onde o cálculo de curto-circuito exige esta capacidade, o disjuntor Soprano SHB-X atende à Norma 60898-1, com certificação INMETRO e possui 10kA, indicado para todas essas aplicações com uma maior capacidade de curto circuito”, acrescenta Gustavo Carrard Lazzari, Engenheiro Eletricista da unidade de Materiais Elétricos da Soprano.

MINIDISJUNTOR SHB-X Soprano

Características técnicas

Capacidade de Interrupção: 10kA

Corrente Nominal: Até 63ª

Certificação Compulsória Inmetro

Norma: IEC 60898

Tensão: 240/415V

Curva de Atuação: C

Secção máxima dos condutores: 35mm²

Possibilidade de fixação em trilho din 35mm

Tensão de Isolamento: 500V

Siemens

03/12/2020

Empresas Siemens, no Brasil, passam a integrar o Pacto pela Inclusão das Pessoas com Deficiência


Veja mais

-  Siemens, Siemens Energy, Siemens Mobility e Siemens Healthineers reforçam propósito de criar um ambiente de trabalho mais inclusivo, com a assinatura do pacto junto à Rede Empresarial de Inclusão Social pela Empregabilidade da Pessoa com Deficiência (Reis)

- Empresa terá uma programação especial voltada à inclusão, no Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, celebrado dia 3 de dezembro

Criar um ambiente de trabalho mais inclusivo é um dos pilares de atuação da Siemens. Com esse objetivo, as empresas do Grupo dão um importante passo ao integrar o Pacto pela Inclusão das Pessoas com Deficiência junto à Rede Empresarial de Inclusão Social pela Empregabilidade da Pessoa com Deficiência (Reis).

Essa iniciativa é uma das ações da companhia voltadas a transformar a vida das pessoas que necessitam de cuidados especiais. A assinatura da carta contará com a presença dos CEOs e CFOs das empresas Siemens.

“Equipes diversificadas são equipes melhores, pois ampliam a forma de pensar das pessoas. Se todos pensarmos da mesma maneira para inovação, por exemplo, que é o DNA da Siemens, nosso propósito não acontece. Por isso buscamos dar oportunidades para todos, visando criar um ambiente de trabalho cada vez mais plural e inclusivo”, afirma Willy Hanisch, líder do pilar Pessoas com Deficiência, que integra o Programa DiverSifica, das Empresas Siemens.

A companhia também realizará diversas ações voltadas ao Dia Internacional da Pessoa com Deficiência. Na TV Corporativa, que é transmitida nas unidades da Siemens, será veiculado um vídeo explicando a importância da data, e a unidade Anhanguera, em São Paulo, adotará a cor púrpura em alusão a este dia em ação coordenada globalmente com as Siemens de outros países.

Os funcionários da Siemens também terão a oportunidade de acompanhar a experiência de vida que será compartilhada por dois palestrantes, sobre a importância da inclusão. A primeira delas será com o paratleta Cristian Westemaier, que começou a treinar com apenas 4 anos de idade e hoje é o 5º melhor no ranking mundial de ski cross country, sendo vice-campeão do circuito de copas do mundo da temporada 2019/2020.

A segunda palestra é com a consultora especializada em inclusão e diversidade no mercado de trabalho, Andrea Schwarz, que é autora de 3 livros e foi eleita Top Voice, no LinkedIn, como uma das pessoas mais influentes e relevantes da rede social em um universo de mais de 40 milhões de usuários.

Novas ações

Para ser ainda dia mais inclusivas, as empresas Siemens já preparam outras duas iniciativas visando melhorar o ambiente de trabalho para as pessoas com deficiência. A primeira delas será a adoção voluntária de símbolos de acessibilidade na assinatura do email, para ajudar a indicar que o colaborador possui alguma deficiência. Outra ação será a realização de melhorias na acessibilidade dos sites fabris da companhia no País.

Essas medidas vão se somar às ações já realizadas pelas empresas Siemens nos últimos anos, como: realização de cursos, palestras e leituras voltadas ao tema; diagnóstico das necessidades, expectativas, dificuldades e estrutura junto a esse público; implementação do banco de talentos para pessoas com deficiência; homologação dos escritórios em relação à acessibilidade, de acordo com a legislação vigente; criação de um canal de e-mails para o recebimento de ideias e sugestões de todos os colaboradores; e adesão da companhia na plataforma Oportunidades Especiais (divulgação de vagas, busca de candidatos, treinamentos e workshops).

Siemens

02/12/2020

Siemens é eleita um dos Lugares Incríveis para Trabalhar em 2020 e ganha prêmio de Mais Incrível Atuação na Pandemia


Veja mais

- Companhia foi a que mais se destacou com ações para apoiar e proteger os funcionários durante o periodo de pandemia, em pesquisa realizada com mais de 300 empresas

- Na categoria principal “Lugar Mais Incrível para Trabalhar”, Siemens ficou em 4º lugar entre as empresas de grande porte

- Pesquisa foi realizada em parceria entre o portal UOL e a FIA

As diversas ações realizadas pela Siemens para apoiar e proteger seus funcionários no Brasil, em relação à Covid-19, renderam à companhia a conquista de Mais Incrível Atuação na Pandemia pelo prêmio Lugares Incríveis para Trabalhar 2020, iniciativa realizada em parceria entre o portal UOL e a FIA (Fundação Instituto de Administração).

Além de conquistar este prêmio, a companhia também se destacou na categoria “Lugar Mais Incrível para Trabalhar”, ficando na 4ª posição entre as empresas de grande porte, e em 21º lugar envolvendo as centenas de empresas avaliadas na pesquisa.

“Apesar de todo o desconhecido que a Covid -19 trazia para a nossa realidade, de uma coisa tínhamos certeza: precisávamos garantir a saúde e segurança de nossos funcionários e seus familiares. Além do Home Office Emergencial aos que podiam, e medidas de distanciamento e higiene aos que precisavam estar fisicamente, implementamos ações de apoio às saúdes física e mental, não realizamos nenhuma redução de jornada e nem suspensão de contrato. Conduzimos nossos líderes e suas equipes para trabalharem de forma remota. Foi um período desafiador e de adaptação para todos, mas esse prêmio é o reconhecimento de que tivemos sucesso em nossas iniciativas”, afirma Caroline Zilinski, Diretora de Recursos Humanos da Siemens.

Por ser uma companhia global, as ações da Siemens em relação à Covid-19 foram iniciadas antes mesmo dos primeiros casos serem detectados no Brasil. Logo no início da pandemia, a empresa criou uma força-tarefa global liderada pelo time de Meio Ambiente, Saúde e Segurança (EHS) para monitorar e tomar as ações efetivas para proteger a saúde de todos os colaboradores, além de realizar uma comunicação clara das práticas e medidas adotadas. Com a evolução da pandemia, o grupo se tornou multidisciplinar para atender à todas as necessidades: Recursos Humanos, Comunicação, Compras, Tecnologia da Informação, entre outras, e um alto engajamento da Liderança.

No Brasil, desde o dia 16 de março todos os funcionários dos escritórios administrativos passaram a trabalhar em Home Office Emergencial e permanecerão neste formato enquanto a pandemia se mantiver. Para lidar com esse momento a Siemens criou um guia prático com informações sobre o novo coronavírus, os cuidados a serem tomados para se proteger, orientações em relação ao Home Office e demais atividades durante o período. Também enviou máscaras para os funcionários e seus familiares, ofereceu equipamentos para o trabalho remoto, implementou atendimento médico a distância (Telemedicina), atendimento psicológico a distância, Ginastica Laboral Virtual e outras parcerias de suporte a todas as necessidades que os funcionários pudessem ter.

Aos funcionários que precisaram manter suas atividades presencialmente, a companhia tambem adotou diversas medidas de proteção, como: reforço de práticas de higiene e etiqueta respiratória; implantação de um processo de auto triagem para colaboradores e visitantes; ampliação dos turnos de trabalho para evitar aglomerações; e afastamento de funcionários com mais de 60 anos.

Apesar do impacto economico gerado no pais pela pandemia, a Siemens nao utilizou as medidas do governo de redução de jornada ou suspensão de contrato de trabalho. Ao invés disso manteve suas contratações e reforçou os vínculos de confiança com seus colaboradores, que se mantiveram trabalhando focados e engajados nas necessidades de nossos clientes e nossa comunidade, trazendo à Siemens um ano de bons resultados mesmo frente aos desafios.

Ações externas

Além dos cuidados com os funcionários, a Siemens adotou diversas ações voltadas para o mercado visando proteger clientes e colaboradores, e também auxiliar no combate à Covid-19. Entre os serviços, a companhia desenvolveu óculos de realidade virtual para facilitar a comunicação à distância com clientes e parceiros e colaborar com o distanciamento social. Outra novidade foi disponibilizar cursos online do Sitrain, braço de treinamentos voltados às soluções e tecnologias da Siemens.

Para auxiliar no combate ao coronavírus, a empresa fechou parceria com a empresa de automação industrial GreyLogix para ajudar no desenvolvimento de respiradores para serem utilizados em unidades de saúde nos municípios de Mafra (SC) e Rio Negro (PR), locais que careciam de suporte para atender os infectados. Outra iniciativa foi a parceria com o Hospital Oswaldo Cruz, em São Paulo, para o desenvolvimento de uma válvula em impressão 3D para ser utilizada em respiradores não invasivos, evitando riscos de contágio da equipe médica durante o tratamento.

Positivo

26/11/2020

Positivo Tecnologia instala fábrica em Ilhéus com capacidade de produzir até 130 mil dispositivos eletrônicos por mês


Veja mais

Em abril deste ano, a Positivo Tecnologia, empresa brasileira que fabrica e comercializa dispositivos eletrônicos, deu início às atividades da fábrica em Ilhéus, no Sul da Bahia, para a produção e distribuição de produtos como computadores e smartphones. Atualmente, a unidade fabril, que conta com cerca de 200 funcionários, tem uma capacidade de produzir até 130 mil itens que são distribuídos em pontos de venda por todo o território nacional.

“Ilhéus é um município que, além do cacau, é conhecido pelo seu polo industrial e pela atividade de empresas da área de informática. Esse histórico importante torna a cidade um ambiente estratégico para a abertura de uma unidade de produção da Positivo”, explica Edson Toffoli, diretor industrial da fábrica. Ele ainda ressalta que a chegada da empresa na cidade revitalizou os serviços de logística, transporte e fornecedores da região, que já são acostumados a lidar com companhias desse setor.

Com essa movimentação, além dos 200 colaboradores que trabalham na fábrica, estima-se que foram gerados diversos outros empregos locais, nas empresas que atuam em parceria com a Positivo Tecnologia. Edson conta que há muitos casos de funcionários que haviam perdido seus empregos com as saídas de algumas indústrias da região, tiveram de se adaptar a outras funções para manter a renda e, com a chegada dessa unidade, puderam retornar às suas atividades. "Além da experiência dos fornecedores, contamos muito com os profissionais locais, que também são altamente qualificados. Menos de 5% dos nossos colaboradores vieram de outras regiões”, explica.

A fábrica fica localizada no Distrito Industrial do Iguape e está instalada em um terreno de 7.438 m², com 2.777m² de área construída. A unidade possui certificações ISO 18001, ISO 9001 e ISO 14001, podendo produzir até 44 mil desktops e 86 mil smartphones. Esses produtos confeccionados em Ilhéus são vendidos em todo o Brasil, tanto para o varejo quanto para o Governo e clientes corporativos.

Sobre a Positivo Tecnologia

A Positivo Tecnologia é uma empresa brasileira que desenvolve, fabrica e comercializa computadores, celulares, acessórios, soluções de tecnologia educacional, servidores, além de dispositivos para casas e escritórios inteligentes. Faz parte do Grupo Positivo, conglomerado de empresas com atuação nos segmentos educacional, editorial e gráfico. Foi fundada em maio de 1989. Possui sede administrativa em Curitiba (PR), quatro fábricas no Brasil, além de presença na Argentina, Quênia, Ruanda, China e Taiwan. O portfolio de marcas próprias e representadas é composto por Positivo, Positivo Casa Inteligente, Positivo Servers & Solutions, Positivo BGH, VAIO, Anker, Quantum e 2A.M. Para informações adicionais, acesse www.positivotecnologia.com.br

Siemens

26/11/2020

Empresas Siemens fecham acordo com Instituto de Pesquisas Tecnológicas de São Paulo para integrar novo hub de inovação


Veja mais

- Siemens e Siemens Energy irão utilizar espaço para realizar pesquisas e desenvolver novas tecnologias para catalisar ideias e projetos

- Iniciativa do IPT tem como objetivo criar o maior centro de inovação do país

- Local irá reunir setor público, universidades, institutos de pesquisa, empresas, startups e incubadoras

Líderes no fornecimento de soluções inteligentes para os setores de indústria, infraestrutura e energia, as empresas Siemens e Siemens Energy reforçaram suas apostas no fomento à inovação por meio de um acordo firmado com o Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) para integrarem o Hub de Inovação do IPT Open Experience. O espaço tem como objetivo unir expertises para ser o maior centro de inovação do País.

A Siemens e a Siemens Energy decidiram se integrar ao Hub de Inovação devido à total aderência às suas estratégias inovação. No local, companhias, institutos de pesquisa, pesquisadores e startups irão desenvolver projetos de forma colaborativa, resolver desafios reais colocados pelo mercado, capturar incentivos e fomentos com outras instituições, além de participar de pesquisas e compartilhar know-how em inovação junto aos parceiros do hub em um ecossistema de inovação. Outros grandes players do mercado, como a 3M e a Kimberly Clark, também aderiram de forma pioneira à essa iniciativa.

“Os ecossistemas de inovação aberta são cada vez mais importantes no desenvolvimento do potencial inovador de uma empresa, e contribuem fortemente em soluções centradas no cliente. Por isso, com a nossa participação no IPT Open Experience, estabelecemos um alicerce do desenvolvimento sustentável da Siemens e dos segmentos em que atuamos, indústrias e cidades inteligentes brasileiras”, afirma Pablo Fava, CEO da Siemens.

“Na Siemens Energy procuramos evoluir constantemente as formas de inovar em Hardtech, com o apoio de universidades e centros de pesquisa em São Paulo e no Brasil. A adesão ao IPT Open Experience é uma peça importante nessa jornada, que requer a potencialização de competências e parcerias para convergir em ecossistemas integrados que possibilitem a co criação com nossos clientes”, comemora André Clark, General Manager da Siemens Energy.

O IPT Open Experience é ligado à Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado de São Paulo, e vai reunir também universidades, institutos de pesquisa, empresas, startups e incubadoras. No local também ficarão as instalações da GranBio, empresa de biotecnologia 100% brasileira que aderiu à iniciativa na modalidade Centro de Inovação. O objetivo é fazer do local um grande espaço de coworking de inovação para o desenvolvimento de novos projetos, e é o primeiro passo para transformar a região, que fica entre a Universidade de São Paulo (USP) e o Ceagesp, na região sudoeste da cidade, em um grande polo voltado a novas tecnologias com a atração de empreendimentos transformadores.

Inovação no DNA

A Siemens busca inovações em tecnologias, produtos, processos e modelos de negócio voltadas à transformação digital e à sustentabilidade para o setor industrial, para cidades e para a infraestrutura inteligente, assim como suas respectivas cadeias de valor. Entre as iniciativas da empresa, está a criação de laboratórios de digitalização - MindSphere Application Center (MAC), em Jundiaí, e o Digital Experience Center (DEX), em São Paulo – além da realização de hackathons, cooperação em espaços de cocriação, investimento em empresas inovadoras, projetos de aceleração com startups, entre outros.

Entre os projetos inovadores da companhia está o Centro de Competência para a Cadeia de Proteína Animal, voltado para a rastreabilidade e automação de processos, sendo o primeiro da empresa no mundo a oferecer soluções tecnológicas para os clientes do setor. Em 2020, a companhia também trouxe ao Brasil o Centro de Operações E-Car, aplicativo voltado à gestão do mercado de eletromobilidade que envolveu os mais diversos players do segmento; além do portfólio de soluções para prédios inteligentes Enlighted, que usa sensores visando maior eficiência no consumo de energia e auxiliar no distanciamento social e proteção de funcionários na volta aos escritórios pós-pandemia.

A Siemens Energy segue esses mesmos preceitos de pioneirismo, direcionando o seu foco em inovação para o setor de energia, que passa por intensas transformações e requer novas soluções para atender à demanda por uma energia sustentável, de qualidade e acessível. O Brasil apresenta enorme potencial em fontes renováveis que demandará novas tecnologias, serviços e digitalização para ser realizado. Além do investimento global de € 1 bilhão em P&D e um portfólio de mais de 24.000 patentes, no Brasil a Siemens Energy conduz diversas iniciativas externas e internas. No segundo semestre desse ano, a empresa inaugurou o Innovation Lab em seu complexo fabril de Jundiaí, um ponto de encontro para colaboradores onde é possível promover a digitalização e a criatividade por meio do trabalho em equipe, transformando ideias em realidade. Além do espaço físico, a empresa também implementou um programa interno que dá aos colaboradores a oportunidade de contribuir com ideias de projetos de inovação que precisam de suporte técnico e financeiro para serem implementadas

Siemens

17/11/2020

Siemens amplia portfólio de dispositivos com interface MultiFieldbus


Veja mais
W60 Vertical

- Possibilidade de comunicação Profinet, Ethernet/IP e Modbus TCP, simultaneamente

- Novidade promove a interoperabilidade entre diferentes bases instaladas de automação

- Flexibilidade de comunicação para a família ET 200SP

A Siemens está expandindo sua flexibilidade e conectividade com dois novos produtos habilitados para MultiFieldbus na família SIMATIC ET 200. Essa nova interface é capaz de comunicar-se simultaneamente em Ethernet/IP, Profinet e Modbus TCP, assim, tecnologias de pesagem, segurança e medição de grandezas elétricas podem ser usadas em diversas aplicações e segmentos.

W60 Vertical

A  configuração das novas remotas SIMATIC ET 200 com função MultiFieldbus integrada é feita através do software gratuito MultiFiedlbus Configuration Tool (MFCT) em apenas quatro passos, trazendo ainda mais agilidade para a engenharia dos projetos e operação.

A interface IM 155-6MF HF conta com uma série de diagnósticos por canal, aumentando a disponibilidade de plantas e máquinas. Outra novidade é que essa interface ainda pode ser gerenciada por dois controladores ao mesmo tempo (Shared Device), o que dá mais flexibilidade em processos de modernização de plantas. Devido à possibilidade de comunicação com três protocolos usando o mesmo hardware, é possível reduzir custos de estoque e a necessidade de conhecimentos específicos para configuração e comissionamento.

W60 Vertical

Também configurável através da ferramenta gratuita MFCT, o novo lançamento da linha SIMATIC com funcionalidade MultiFieldbus, PN/MF Coupler, é capaz de viabilizar a troca de dados determinística entre uma rede Profinet e outra rede Ethernet/IP. Sua configuração é simples e as funcionalidades são avançadas, abrangendo uma série de aplicações e desafios de interoperabilidade entre diferentes redes.

A série de produtos MultiFieldbus está crescendo e, em breve, a Siemens terá novos produtos na série SIMATIC ET 200 com esta funcionalidade.


W60 Vertical

Códigos para consulta:

PN/MF Coupler HF -   6ES7158-3MU10-0XA0

ET200 SP IM155-6MF – 6ES7155-6MU00-0CN0

Saiba mais

Ou entre em contato conosco: simatic.br@siemens.com

Siemens

12/11/2020

Programa das empresas Siemens, no Brasil, é reconhecido com o Selo de Direitos Humanos e Diversidade


Veja mais

- Campanha de valorização à diversidade na força de trabalho envolveu as companhias Siemens, Siemens Energy, Siemens Mobility e Siemens Healthineers

- Selo é uma iniciativa do Programa de Metas da Prefeitura de São Paulo para reconhecer boas práticas de inclusão, gestão de diversidade e promoção dos direitos humanos

- Lançado em 2018, o DiverSifica realiza diversas ações voltadas ao preparo do ambiente de trabalho e percepção dos colaboradores em relação à diversidade e inclusão

As empresas Siemens, Siemens Energy, Siemens Mobility e Siemens Healthineers receberam o Selo de Direitos Humanos e Diversidade pelas iniciativas realizadas pelo DiverSifica, projeto lançado há dois anos com o objetivo de promover a diversidade dentro do ambiente de trabalho. O Selo é uma iniciativa do Programa de Metas da Prefeitura de São Paulo para reconhecer boas práticas de inclusão, gestão de diversidade e promoção dos direitos humanos em empresas, órgãos públicos e organizações do terceiro setor.

“O Selo de Direitos Humanos e Diversidade é um reconhecimento importante em relação à forma que a Siemens valoriza a diversidade dentro da companhia, independentemente do histórico cultural, etnia, orientação sexual, identidade de gênero, expressão ou características. Ter um ambiente de trabalho aberto e flexível para todos os colaboradores proporciona mais competitividade, inovação e pluralidade à empresa”, afirma Karen Bisker Valle, Líder do Programa DiverSifica.

O DiverSifica tem realizado inúmeras ações para fomentar práticas inclusivas no ambiente de trabalho e elevar a percepção dos funcionários em relação à diversidade e inclusão na empresa. Nesses dois anos, foram realizados diversos eventos, ações de conscientização e experiências junto aos colaboradores com o objetivo de valorizar diferentes formas de pensar, históricos, experiências, especializações e atributos individuais em todos os níveis da organização.

Entre as iniciativas propostas pelo DiverSifica, que já foram implementadas na Siemens e na Siemens Energy, está o novo Dress Code, que permitiu aos funcionários escolher como se sentem mais confortáveis na forma de vestir no trabalho. “No ano passado também foi realizado um treinamento de diversidade e inclusão com gestores das duas empresas, cuja ideia central foi transmitir a mensagem de que não basta apenas querer contratar mais pessoas negras, mulheres, com deficiência ou LGBTI+, e sim, preparar o ambiente para que elas sejam incluídas', conta Karen, ao explicar que atualmente as mulheres correspondem a 54% do programa de estágio das Empresas Siemens, no Brasil.

Essas ações de Diversidade têm contribuído para mudar a percepção dos colaboradores da empresa. Na última pesquisa de engajamento realizada pela companhia, em 2019, a Siemens, no Brasil, teve um aumento de 24,6% na percepção sobre inclusão e diversidade em relação ao levantamento realizado em 2017, ficando acima do índice global da companhia, que é de 78%.

Veja abaixo as iniciativas realizadas pelas empresas da Siemens, no Brasil, que levaram ao reconhecimento do Selo de Direitos Humanos e Diversidade do Programa de Metas da Prefeitura de São Paulo:

- Implementação da Licença Parental;

- Implementação de Lactário;

- Licença maternidade e paternidade estendida;

- Treinamento de Vieses Inconscientes;

- Equidade de gênero;

- Objetivo de atingir o percentual de 24% de mulheres na liderança em 2020;

- Programa de estágio com 54% de mulheres;

- Assinatura dos princípios de Empoderamento das Mulheres – ONU Mulheres;

- “Dress code” flexível;

- Assinatura do Compromisso da Coalização Empresarial para Equidade Racial e de Gênero;

- Elaboração do Guia de Diversidade, divulgado em meio eletrônico e físico para todos os colaboradores e disponível no site da companhia e na Intranet;

- Reconhecimento na WEPS Brasil 2019;

- Destaque no Guia Exame Diversidade de 2020;

- Open House – iniciativa de “portas abertas” direcionada às famílias de colaboradores para conhecerem as unidades da Siemens;

- Prêmio Werner Von Siemens, reconhecimento interno dado pela empresa aos melhores projetos de cada ano;

- Promoção da vinda de estudantes de escolas municipais à Siemens, para ouvirem sobre tecnologia e estímulo a inserção da mulher no meio científico.

Positivo Tecnologia

10/11/2020

Positivo Tecnologia tem lucro de R$ 50,3 milhões no terceiro trimestre


Veja mais

A Positivo Tecnologia, empresa brasileira que fabrica e comercializa dispositivos eletrônicos, fechou o terceiro trimestre do ano (3T20) com lucro líquido de R$ 50,3 milhões, (+ 455,3%), acompanhado de margem líquida de 9,6% (+ 7,7 p.p.). A Companhia também registrou crescimento de 13,2% (R$ 600,7 milhões) da Receita Bruta no período,  motivado principalmente pela retomada do mercado de PCs no canal Varejo.

“Percebíamos uma tendência  de recuperação e, no 3T20, colhemos resultados dessa estratégia de preparação para a retomada que se desenhava. Crescemos em faturamento com um ótimo desempenho das nossas linhas de computadores, tablets e dispositivos para casa e escritórios inteligentes. Os números do período também marcam a normalização das margens e o retorno de nossa lucratividade, superando os períodos de alta volatilidade que experimentamos no primeiro semestre”, afirma Hélio Rotenberg, presidente da Positivo Tecnologia.

A empresa aponta também retomada junto aos clientes corporativos, onde sua solução de locação de equipamentos de informática (Positivo As a Service) voltou a registrar crescimento, especialmente em setembro. Para a Positivo Tecnologia, esse movimento indica o tom de preparação das empresas para voltar a um caminho de crescimento nos próximos períodos.

Durante todo o período da pandemia, a Positivo Tecnologia seguiu focada no desenvolvimento de novos produtos no core business, impulsionando as linhas de IoT, Haas, Tecnologia Educacional e servidores, fazendo com que todas as frentes conquistem maior participação nas operações já consolidadas. No trimestre, a Companhia também recebeu o selo “Great Place to Work” e esteve entre as marcas de computadores mais lembradas pelos consumidores brasileiros, segundo o prêmio Top of Mind.

Positivo Tecnologia

10/11/2020

Positivo Tecnologia recebe o selo de “Empresa Amiga da Justiça” do TJ-SP


Veja mais

O reconhecimento é oferecido às empresas que assumem metas de melhoria em acordos judiciais, trazendo benefícios para toda a sociedade

Nesta segunda-feira, a Positivo Tecnologia recebe o certificado de “Empresa Amiga da Justiça”, programa do Tribunal de Justiça de São Paulo que visa incentivar a utilização de métodos conciliatórios entre empresas e clientes para que não haja uma judicialização excessiva nos conflitos comerciais.

A Positivo Tecnologia aderiu a essa prática em 2016, quando formou uma equipe de negociadores que atuam nos processos administrativos (PROCON e Consumidor.gov) e judiciais (JEC-Juizado Especial Civil e Vara Civil) com o objeto de evitar audiências. Os benefícios são percebidos em todas as partes envolvidas no processo – empresa, clientes e Justiça.

“Utilizando a conciliação e a mediação, essas ações reduziram drasticamente os valores pagos em honorários advocatícios e sentenças, além de terem contribuído para uma diminuição do número de processos judicializados. Para o consumidor, evita-se o desgaste emocional envolvido na ação, além de aumentar as chances de se chegar a uma solução mais favorável”, explica Samanta Nogueira, gerente de relacionamento com o cliente da Positivo Tecnologia.

Nestes últimos 4 anos, houve um crescimento de 83% no número de negociações e uma queda de 62% no número de processos entrantes, o que representa uma evolução da área de atendimento ao cliente a da equipe de conciliação. Os casos abertos no Procon, contra a Positivo Tecnologia, já obtiveram sucesso de 90% e no JEC e Vara Civel, o índice é de 75%. Nestes últimos 4 anos, a empresa reduziu em 58% o custo em ações consumeristas e fidelizou cerca de 70% dos clientes autores dos processos.

Para que haja o processo de conciliação, a equipe responsável contata o consumidor ou seu advogado e passa a negociar uma solução para o conflito que gerou o processo. Dentro da empresa, é possível que o acordo aconteça com autonomia para trocas, ressarcimentos e pagamento de danos morais. Com o sucesso da negociação extra judicial, o órgão onde surgiu o processo é informado antecipadamente.

 

Balteau

05/11/2020

Conjunto de Medição classe 24kV Uso exterior – Tipo CMB-24


Veja mais

Com milhares de Conjuntos de Medição fornecidos na classe 0,6 e 15kV, a Balteau Produtos Elétricos lança o de classe 24kV tipo CMB-24.

Equipamento compacto e de alta confiabilidade, para aumento da eficiência nas medições e eliminação de possíveis fraudes no sistema elétrico.

Consiste basicamente de 3 módulos independentes, cada módulo contendo 1 Transformador de Corrente e 1 Transformador de Potencial separados entre si, encapsulados em resina cicloalifática para uso ao tempo, 3 para-raios, chave de aferição, medidor eletrônico e dispositivo de telemetria.

Balteau – Excelência mundial em transformadores para instrumentos classe até 550kV

Siemens

04/11/2020

Acelerando a Transformação Digital, o novo podcast da Siemens


Veja mais

Dividido em seis episódios, o programa aborda os principais temas relacionados à digitalização dos processos em distribuição de energia.

A digitalização rapidamente passou de tendência a realidade em praticamente todos os aspectos da vida contemporânea, inclusive nos processos de distribuição de energia. Para abordar esse tema, em vários detalhes, a Siemens produziu o podcast "Acelerando a Transformação Digital".

W60 Vertical

O programa é baseado em entrevistas com especialistas, reunindo profissionais da própria Siemens e de outras empresas e entidades do setor de distribuição de energia e também de segmentos industriais e de infraestrutura. O foco é sempre abordar como a revolução digital está acontecendo e quais seus impactos para o futuro das cidades, do mercado de energia e das indústrias do País.

Clique aqui e ouça os episódios, ajude também a compartilhar o podcast da Siemens em suas mídias sociais.

Caso prefira ouvir direto do spotify

WEG Equipamentos Elétricos S.A.

30/10/2020

WEG lança a linha W60 Vertical


Veja mais

Os motores da linha W60 Vertical foram desenvolvidos com foco no acionamento de bombas centrífugas verticais de baixa rotação

W60 Vertical

Os motores da linha W60 Vertical apresentam um projeto robusto e de excelente desempenho nas mais variadas condições de operação. O design desta linha possibilita a flexibilização de projetos eletromagnéticos e mecânicos, atendendo as mais diversas necessidades das aplicações e requerimentos do segmento, como soluções de mancais aptos a atender esforços externos, apto a operar em condições severas e ambientes agressivos e conceito modular, permitindo diversas configurações de refrigeração.

O design otimizado, a excelente qualidade dos materiais empregados e o rigoroso controle em todas as fases do processo de fabricação WEG, qualificam os motores para aplicação nos segmentos de geração de energia, saneamento, óleo e gás, mineração e outros.

Características técnicas padrões:

- Potência: 1.000 a 7.500 kW

- Número de polos: 10 a 18

- Carcaça: 630, 710 e 900

- Regime: S1

- Grau de proteção: IP24 a IP55

- Tensão: 2.300 a 13.800 V

- Frequência: 50 e 60 Hz

- Sistema de refrigeração: IC01, IC611 e IC81W

Nota: Outras características sob consulta.

Clique aqui para conhecer mais sobre o produto.

Altus

20/10/2020

Altus e Vivace formalizam parceria para colaboração tecnológica


Veja mais

Para fornecer as melhores e mais completas soluções tecnológicas aos nossos clientes, buscamos parceiros que possam agregar valor e ajudar a qualificar ainda mais nossa já conceituada oferta de produtos.

Com o intuito de atender a essa importante premissa, informamos que a Altus e a Vivace Process Instruments formalizaram um contrato de colaboração tecnológica para atuação conjunta no mercado de automação de processos.

Através dessa parceria, a tecnologia da Vivace estará disponível no portfólio de produtos da Altus, permitindo que o mercado tenha acesso a uma oferta única de aplicações integradas, interoperáveis e otimizadas – incluindo gestão de ativos.

RTI

As soluções provenientes da iniciativa garantem o aumento da eficiência operacional e de manutenção com elevada competitividade econômica, características típicas de fornecimentos baseados em tecnologia brasileira

Essa criativa aliança é uma ousada resposta aos desafios criados pela globalização, alta necessidade de competitividade e modernidade tecnológica características dos atuais mercados de automação e instrumentação.

Tem alguma dúvida ou quer mais detalhes sobre como essa parceria irá operar? Fale conosco através do e-mail marketing@altus.com.br.

Clarios

20/10/2020

Freedom amplia portfólio e lança linha VRLA no Brasil


Veja mais
RTI

Seguindo a forte demanda do mercado por baterias estacionárias de pequeno porte, a marca Freedom, da Clarios, líder global em baterias, amplia seu portfólio com o lançamento da linha VRLA.

Com o mesmo padrão de qualidade da marca, reconhecida inúmeras vezes como a melhor bateria estacionária do Brasil, a linha VRLA é destinada a alimentar sistemas de iluminação de emergência e nobreaks de pequeno porte, para residências e pequenas empresas. As baterias já podem ser encontradas na rede de distribuição da marca.

Segundo o gerente de Marketing da Clarios, Alexandre Schaefer, a marca oferece ao mercado um produto essencial para momentos de quedas no sistema de fornecimento de energia elétrica. “As baterias VRLA conseguem manter o sistema de iluminação de emergência e pequenos nobreaks em funcionamento, evitando problemas com apagões, que muitas vezes causam diversos danos materiais”, explica.

Ainda de acordo com Schaefer, as baterias estacionárias do VRLA correspondem a uma fatia importante do segmento.  “Para atender essa demanda, decidimos ampliar a linha Freedom, trazendo ao Brasil um produto com a qualidade que o mercado já conhece somado a um preço competitivo”, destaca.

A linha Freedom VRLA possui baterias com correntes de 4 a 18 amper/hora e tensão de 6 a 12 volts. Esse tipo de acumulador de energia tem o diferencial de ser selado, evitando a liberação dos gases que existem dentro do suporte plástico. Dessa forma, a bateria pode ser transportada e colocada em qualquer posição, sem o risco de apresentar vazamentos do ácido que compõe a caixa do produto. “Outro ponto é que ela não tem eletrólito livre, ou seja, mesmo que danificada o ácido não vaza, pois está absorvido em uma fibra de vidro”, complementa Schaefer.

As baterias manterão a qualidade da linha Freedom e oferecem 12 meses de garantia. “Com esse lançamento iremos oferecer uma gama completa de baterias estacionárias na linha Freedom, oferecendo soluções para todos os tipos de necessidades desse mercado”, destaca o gerente de Marketing.

Positivo Tecnologia

20/10/2020

Os bastidores da construção da maior fabricante de computadores do país


Veja mais
RTI

O competitivo e globalizado mercado de tecnologia deixa pouco espaço para empresas brasileiras. Mas, na área de computadores, uma curitibana tem sobrevivido e se destacado: a Positivo Tecnologia (POSI3). A companhia — fundada em 1989 quando um grupo de professores decidiu fabricar computadores — encontrou seu nicho e se consolidou na oferta de notebooks e computadores de baixo custo.

Nos últimos anos, o foco tem sido ampliar sua atuação para outros equipamentos eletrônicos como celulares, tablets e dispositivos de internet das coisas.

“O que fazemos para competir é entender profundamente o consumidor brasileiro”, diz Helio Rotenberg, fundador e CEO da companhia. “A Classe C brasileira não quer produto vagabundo, quer um produto de custo-benefício adequado”, completa em entrevista ao podcast Do Zero ao Topo. A trajetória da companhia é tema do 61º episódio do podcast Do Zero ao Topo. É possível seguir e escutar o programa pela ApplePodcasts, Spotify, Deezer, Spreaker, Google Podcast, Castbox e demais agregadores.

A Positivo Tecnologia tem seu desenvolvimento e expansão intimamente ligado aos momentos econômicos do país. Um ano depois de sua fundação, a companhia curitibana precisou repensar seu rumo devido ao congelamento de recursos do governo Fernando Collor, em 1990. A saída encontrada na época foi vender computadores ao poder público, por meio de licitações.

A entrada no varejo viria apenas em 2003, depois que uma mudança feita pelo presidente Fernando Henrique Cardoso durante seu último ano de governo (2002) paralisou as licitações. A entrada na Bolsa aconteceu em 2006, quando a Positivo conseguiu captar R$ 567,4 milhões em meio ao boom de IPOs (Oferta Pública Inicial de Ações, em inglês).

Em 2007, impulsionada pelo aumento de renda da Classe C, a empresa se tornou líder nacional de computadores e entrou no grupo das 10 maiores fabricantes de desktops do mundo. Mas a boa fase não duraria muito: a partir de 2012, com o avanço dos tablets e smartphones, o mercado de computadores começou a entrar em declínio.

O mercado mundial de desktops caiu 30% de 2012 a 2015. No Brasil, a queda de renda da Classe C agravou e situação e o mercado de PCs teve retração de 70% entre 2012 e 2015. Para se adequar ao novo cenário, a Positivo cortou custos e investiu em novos produtos, como smartphones de baixo custo. A partir de 2015 a empresa também passou a trabalhar com outras marcas, para atender um público de maior poder aquisitivo. A Positivo lançou os smartphones Quantum e começou a produzir e vender notebooks VAIO no Brasil.

RTI

Em janeiro deste ano, a companhia captou R$ 353,7 milhões em seu follow-on. A crise atual — provocada pelo coronavírus — aqueceu a demanda por desktops e fez as vendas da Positivo dispararem. A empresa corre agora para repor os estoques e, ao mesmo tempo, foca na fabricação de urnas eletrônicas para atender uma licitação inédita em sua história, de quase R$ 800 milhões, que ganhou em julho.

Confira os detalhes desta história no podcast ao clicar aqui.

Furukawa Electric LatAm

17/09/2020

Programa Green It


Veja mais

O Programa green it tem o objetivo de minimizar impactos no meio ambiente, através do tratamento adequada desses resíduos.

Assista:

SMART

31/08/2020

SMART lança componentes para tecnologia 5G


Veja mais
RTI

A SMART Modular Technologies fabrica componentes semicondutores de última geração. Produzindo circuitos integrados, módulos de memória, SSDs e módulos IoT, a empresa está pronta para oferecer produtos desenvolvidos no país ao mercado 5G, como circuitos integrados UFS e uMCP para smartphones de 64GBx32Gb e 128GBx32Gb, módulos de memória de altas densidade (16GB e 32GB) e frequência (3200Mbps), SSDs de 256GB e 512GB para High Performance Computing e módulos de comunicação IoT LoRaWAN.

 

Yaskawa

17/08/2020

Lançamento: Inversor de Frequência GA500


Veja mais

Dentro de seu compromisso de desenvolver produtos sustentáveis, flexíveis e fáceis de utilizar, a Yaskawa Elétrico do Brasil, multinacional japonesa líder mundial na fabricação de inversores de frequência e servo acionamentos, prepara-se para lançar em setembro deste ano o Inversor de Frequência GA500.

Segundo Anderson Sato, diretor técnico da Yaskawa, além da confiabilidade referência da marca, o GA500 garante tempo mínimo de 10 anos de operação contínua. “Seu design atende os requisitos RoHS2, sendo um produto de caráter sustentável, sem agredir o meio ambiente. Possui categoria de segurança SIL3/PLe, certificada pela TÜV (*), permitindo que atenda os mais restritos padrões de segurança, estendendo o tempo de operação do maquinário”, informa Sato.

Desenvolvido nas versões 220Vca (monofásico), 220Vca (trifásico) e 380/330Vca (trifásico), o Inversor de Frequência GA500 tem grande flexibilidade, podendo ser aplicado em potências de até 40 CV.

O GA500 pode operar diversos tipos de motores, incluindo motores de indução (IM), de imã permanente (IPM/SPM) e síncronos de relutância (SynRM). Para aplicações com comunicação em rede, o GA500 oferece diversos protocolos industriais que auxiliam sua inserção na Industrial Internet of Things (IIoT), incluindo os protocolos tradicionais de rede como EtherNet/IP, PROFINET, Modbus TCP/IP, EtherCAT, DeviceNet, PROFIBUS DP e Modbus RTU (padrão). "O GA500 foi projetado para maximizar um dos recursos mais valiosos do usuário: tempo. Assim sendo, pode ser programado sem conectá-lo a fonte primária de alimentação, ou seja, o operador consegue configurar o inversor, mesmo sem energia disponível. Além disso, possui anel de LEDs de status bem visível, de modo a ser identificado mesmo à distância", destaca Sato.

Um dos diferenciais do GA500 é o aplicativo DriveWizard Mobile, por meio do qual se pode programar e/ou monitorar o inversor de frequência, através de redes móveis em smartphones ou tablets. O aplicativo também permite acesso instantâneo à Yaskawa Drive Cloud, para armazenar confiavelmente as informações do inversor e acessá-las de modo remoto.

Mais informações: www.yaskawa.com.br

(*) TÜV é uma sigla alemã para Technischer Überwachungsverein, que significa Associação de Inspeção Técnica.

Dell

05/03/2020

Dell Technologies inaugura novo Centro de Soluções no Brasil


Veja mais

Dentro da estratégia de apoiar as empresas na transformação digital dos negócios, a Dell Technologies anuncia a inauguração de um novo Centro de Soluções no Brasil. Batizado de Customer Solution Center (CSC), o espaço, equipado com as mais inovadoras tecnologias e localizado no escritório da companhia em São Paulo, está conectado a outros 19 centros ao redor do mundo.  O que permite a clientes e parceiros conhecerem, desenvolverem e testarem novas soluções e projetos inovadores, simulando as cargas de trabalho reais e com o apoio dos melhores especialistas nacionais e internacionais.

O primeiro CSC da Dell Technologies no Brasil foi inaugurado em 2014 e hoje já representa o segundo centro mais utilizado pelos clientes da companhia nas Américas, com mais de 3 mil engajamentos com empresas e parceiros realizados desde a inauguração e uma média de 100 provas de conceito ao ano. A partir de hoje, todas as atividades do Centro de Soluções serão migradas para esse novo espaço.

“Com esse novo CSC que inauguramos hoje, queremos oferecer um espaço ainda melhor para que as companhias instaladas no país desenvolvam e testem projetos inovadores que contribuam para a transformação digital dos seus negócios”, afirma Luis Gonçalves, presidente da Dell Technologies Brasil. “Além de oferecer uma infraestrutura ainda melhor para os clientes, a decisão de migrar o Centro finaliza a consolidação dos escritórios Dell EMC em São Paulo, e foi motivada pela possibilidade de aumentar a sinergia com os times de vendas, marketing e suporte da Dell Technologies, criando assim uma experiência ainda melhor para os usuários”, complementa.

O novo CSC está instalado em um espaço de 450 metros quadrados, no qual funciona um data center com o que há de mais avançado em termos de tecnologias. O espaço engloba também cinco salas de reunião e treinamento, além de um showroom no qual os clientes podem conhecer produtos e serviços inovadores. O local conta ainda com especialistas voltados a ajudar as empresas a desenharem, implementarem e simularem projetos sob medida, que tragam o melhor retorno sobre investimento em TI e estejam alinhados com as prioridades de negócio.

Um dos diferenciais do novo Centro de Soluções está no uso de uma tecnologia ainda inédita no Brasil de monitoramento de data centers, desenvolvida em parceria com a VERTIV, e que garante o que há de mais avançado em proteção de dados e cibersegurança.

“Esse investimento em um novo CSC reforça a importância do Brasil para a Dell Technologies. Hoje no país já somos líderes de mercado nas áreas de servidores, storage, soluções hiperconvergentes e computação pessoal. Além disso, estamos melhor preparados do que qualquer outro provedor de soluções tecnológicas para apoiar os clientes na transformação digital dos negócios, graças um portfólio completo e consolidado e aos melhores especialistas do mercado”, destaca Luis Gonçalves.

O CSC da Dell Technologies no Brasil faz parte de uma rede global, composta por outros 19 Centro de Soluções ao redor do mundo, localizados em 11 países: Estados Unidos (Chicago, Hopkinton, Nashville, Nova York, Round Rock, Santa Clara e Washington D.C.), México (Cidade do México), Irlanda (Limerick e Cork), França (Paris), Alemanha (Frankfurt), Polônia (Lódz), Emirados Árabes (Dubai), China (Beijing e Xangai), Japão (Tóquio), Austrália (Sidney) e Cingapura.

Engetron

03/03/2020

IoT confere maior confiabilidade aos sistemas de energia


Veja mais
RTI

Vivenciamos um tempo de mudanças em vários setores, onde os “dados” tomam o centro das atenções. Considerado como a “nova moeda”, eles trazem desafios e grandes impactos no contexto pessoal, corporativo e mundial.

No campo das indústrias e organizações, é latente a necessidade de armazenamento, processamento e segurança de dados, em sintonia com as novas tecnologias como Inteligência Artificial, IoT, Realidade Aumentada e 5G, dentre outras.

Em se tratando de processamento de dados, os data centers são figuras centrais e demandam alta disponibilidade de energia, por serem um segmento em missão crítica, onde a interrupção da operação e/ou a perda de dados geram prejuízos e desconfortos.

Como é possível aliar a inovação tecnológica à necessidade de infraestruturas robustas e ágeis, no armazenamento, gerenciamento e monitoramento dos dados e informações? A palestra

“Como a Internet das Coisas pode aumentar a confiabilidade dos sistemas de energia” trará aos participantes, uma visão geral sobre o tema, bem como, sua importância e os caminhos para o atendimento às demandas do segmento de data center.

Ministrada por Fábio Moura, gerente de Engenharia de Aplicação da Engetron, a apresentação está na programação do 13º Congresso RTI de Data Centers, no segundo dia do evento, em 16 de abril.

A palestra acontece na Sala 2 do Centro de Eventos do Ceará – Pavilhão Oeste, em Fortaleza. Para inscrição e demais informações, acesse: http://rtiprovedoresdeinternet.com.br/11/inscricao-2/

Crescimento da IoT

Segundo a IDC, empresa de inteligência de mercado e serviços de consultoria de Tecnologia da Informação e Telecomunicações, em 2020, a Internet das Coisas (IoT) será o elemento central da automação nas empresas. De acordo com a consultoria, o crescimento desse mercado, será próximo de 20%, considerando hardware, software, conectividade e serviços, o que representará US$ 9,9 bilhões no ano.

13º Congresso RTI de Data Centers

Contando com palestras, workshops, mini-cursos e Painel de Expositores, a 13ª edição do Congresso RTI de Data Centers acontece em paralelo ao 11º Congresso RTI de Provedores de Internet. Em uma iniciativa da Aranda Eventos, os encontros reunirão cerca de 62 palestrantes, 85 expositores e 2.700 visitantes, na capital do Ceará, nos dias 15 e 16 de abril. Conheça mais sobre os eventos: http://rtiprovedoresdeinternet.com.br/11/

Itron

10/02/2020

Itron aconselha como adotar a tarifa branca de forma vantajosa


Veja mais

Para Itron, empresa líder mundial de tecnologia e serviços, dedicada ao uso eficiente de energia e água,  os custos diferenciados de energia para cada horário (na ponta e no intermediário a energia é mais cara, e fora da ponta é mais barata), para residências e pequenos estabelecimentos comerciais e industriais, previstos pela adoção da tarifa branca de Aneel, desde 1º de janeiro passado,  trarão grandes benefícios aos consumidores.

Na opinião de Emerson Souza, VP da Itron no Brasil, antes de optar pela tarifa branca, porém, é preciso que o consumidor faça uma análise sobre seu perfil de consumo e hábitos de utilização da energia elétrica ao longo do dia, comparando-os com os períodos de ponta e intermediário definidos para a distribuidora que o atende. “Para os consumidores residenciais, os aparelhos elétricos que mais contribuem com o consumo de energia no período de ponta são o chuveiro elétrico e os equipamentos de condicionamento ambiental, tais como ar-condicionado e aquecedores”, alerta Emerson.

“Por apresentarem um elevado consumo de energia em comparação com os demais equipamentos, a possibilidade de utilizá-los nos períodos de fora de ponta será fundamental para obtenção dos benefícios ao aderir a tarifa branca”, acrescenta. Isso porque se o consumidor optar pela tarifa branca, mas não estiver disposto a ajustar seus hábitos utilizando estes aparelhos de maior consumo, a conta de energia elétrica pode ficar mais cara. “Não quer dizer que o consumidor não deva consumir no período de ponta, mas apenas evitar o uso de aparelhos de alto consumo no período” acrescenta.

Adesão à tarifa branca

Para saber a relação entre a tarifa branca relativa ao consumo fora de ponta e a tarifa convencional, definidas anualmente pela Aneel nos reajustes tarifários e publicadas em resoluções homologatórias para cada distribuidora, Emerson Souza considera que “quanto maior for a diferença entre a tarifa branca fora de ponta e a tarifa convencional, maiores serão os benefícios da nova tarifa”.

A adesão à tarifa branca é uma opção do consumidor e sua solicitação deverá ser atendida pela concessionária do serviço de energia de sua cidade em até 30 dias. Os custos relativos ao medidor (equipamentos analógicos precisam ser substituídos por digitais para atuar com a tarifa branca) e sua instalação são de responsabilidade da distribuidora.

“Caso o consumidor queira iniciar o fornecimento com a aplicação da modalidade tarifária branca, esta adesão deve ser atendida pela distribuidora dentro dos prazos definidos pela Resolução Normativa nº 414/2010 (máximo de 5 dias em área urbana e 10 dias em área rural)”, explica o VP da Itron. “Mas ele poderá retornar à tarifa convencional a qualquer tempo, devendo ser atendido pela distribuidora em até 30 dias. Após o retorno à convencional, uma nova adesão à Tarifa Branca só será possível após o prazo de 180 dias”.

De acordo com dados da Aneel, em todo Brasil existem cerca de mais de 32 mil unidades consumidoras operando no sistema da tarifa branca, modelo que começou a ser usado em 2018 para unidades com consumo superior a 500 quilowatts-hora (kWh), passando em 2019 a ser aplicado em unidades com consumo a partir de 250 kWh. Agora, com a adesão total do chamado grupo B (consumo mensal de energia inferior a 250 kWh), mais de 40 milhões de casas e comércios estão aptos a esta escolha. Essa mudança não valerá apenas para unidades residenciais consumidoras da subclasse de baixa renda, atualmente tarifadas em condições vantajosas.

Engetron

05/02/2020

Disponibilidade de energia é fundamental para a Sociedade 5.0


Veja mais
RTI

Vivenciamos um tempo de mudanças e inovações, quer seja na indústria, na economia, na ciência ou em outras áreas, quer seja no comportamento do indivíduo ou da sociedade, como um todo. Isso traz inúmeros desafios para os atores do ecossistema social, que precisam estar conectados às tendências e às formas de interações, ditadas pela evolução.

O contexto atual, com forte presença da Inteligência Artificial, mais parece nos lembrar um antigo filme de ficção, como “O Exterminador do Futuro” (1984) e Matrix (1999). Entretanto, se na indústria do entretenimento, a máquina podia ser capaz de vencer e/ou ameaçar a civilização humana, com relações de dominação e superioridade, na realidade, o que se apregoa é o uso do conhecimento e da produção tecnológica, para proporcionar ao ser humano, mais bem-estar, conforto e qualidade de vida – um dos fundamentos da Sociedade 5.0.

O Japão é o precursor da referida sociedade, com o 5º Plano Básico de Ciência e Tecnologia (2016-2020), que define políticas de inovação a serem estimuladas pelo país. A iniciativa tem como uma das premissas, a convergência de todas as tecnologias, com o objetivo de facilitar a vida dos seres humanos. Assim, o avanço tecnológico se torna um importante aliado para resolver problemas e desafios como o envelhecimento populacional, a limitação de energia elétrica, a segurança, os desastres naturais e a desigualdade social, dentre outras questões.

É fato que passamos pela Sociedade 1.0 – Sociedade de Caça (Simbiose com a natureza – Sustentabilidade), pela Sociedade 2.0 – Sociedade Agrícola (Organização – Inclusão), pela Sociedade 3.0 – Sociedade Industrial (Produção em massa - Máquinas) e pela Sociedade 4.0  – Sociedade da informação (Ativos intangíveis, rede – Computadores, tecnologia). Agora, em uma escala de evolução, surge a Sociedade 5.0, que “não fala [apenas] sobre tecnologia, mas sobre pessoas. O que nós estamos tentando fazer é usar a tecnologia para mostrar as pessoas que elas são únicas e que a tecnologia deve ser usada para o seu bem”, declarou Yoko Ishikura, professora emérita da Universidade Hitotsubashi, fonte principal da matéria “Sociedade 5.0 tornará o mundo mais sustentável, criativo e diversificado”, de Wellington Arruda, veiculada no site IT Forum 365, em 14 de agosto de 2019.

“Sociedade 5.0 é uma proposta de modelo de organização social em que tecnologias como big data, inteligência artificial e internet das coisas (IoT) são usadas para criar soluções com foco nas necessidades humanas”, define o blog do site da FIA, Fundação Instituto de Administração, em matéria sobre o tema. “Esse modelo busca prover os serviços necessários para o bem-estar a qualquer hora, em qualquer lugar e para qualquer pessoa”, ressalta o texto.

Sociedade 5.0 e a necessidade de energia disponível

Sem dúvida, em se tratando de bem-estar, algumas situações trazem a imensa necessidade de um sistema de energia com disponibilidade e qualidade. Com energia assegurada, o dia a dia se torna mais dinâmico, confortável e fluido. Por outro lado, considerando a falta de energia, o cotidiano se faz conturbado, estressante, inseguro e incerto. Por exemplo, notamos filas gigantescas em supermercados e caixas eletrônicos e o não funcionamento de máquinas industriais, portões eletrônicos, estações de trabalho, equipamentos fabris e centrais de atendimento ao cliente (dificuldade de acesso ao banco de dados), dentre outros.

O segmento hospitalar também sofre grandes transtornos, com a falta de energia, como os identificados na região metropolitana de Belo Horizonte, por ocasião das últimas tempestades de janeiro, quando atendimentos foram suspensos e pacientes transferidos para outras unidades.

O que fazer para manter a energia contínua?

Quando se fala em disponibilidade e qualidade de energia, tais termos estão ligados à função dos nobreaks/UPS, dentre outros fatores.

“Sabemos que a disponibilidade de energia assegurada pelas concessionárias (de energia) não é suficiente para aplicações de missão crítica. Além disso, a qualidade dessa energia em algumas regiões é bastante discutível. Para demandas de máxima confiabilidade, é fundamental que o sistema de energia suplementar seja capaz de suportar variações de naturezas diversas: oscilações, distorção harmônica, ruídos de linha, transientes de chaveamento, dentre outras perturbações”, ressalta Aluisio de Oliveira, presidente da Engetron, empresa com amplo portfólio de produtos e serviços para aplicações de energia em missão crítica.

Alta tecnologia em energia para a sociedade e o planeta

Segundo Aluisio de Oliveira, com investimento constante em Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) e alta tecnologia, a empresa trabalha na busca de soluções que atendam às exigências da Sociedade 5.0. “Nossos modelos de UPS, por exemplo, além de garantir a energia contínua, com a qualidade necessária, trazem alto rendimento, otimização de espaço (com equipamentos modulares – rack e torre), redução de volume e peso, com linhas cada vez mais compactas e menor emissão de calor ao ambiente, contribuindo para um menor impacto ambiental. Também no que compete à sustentabilidade, desenvolvemos o Módulo Supervisor de Baterias (MSB IoT Engetron), com foco no gerenciamento e monitoramento dos bancos de baterias, visando, entre outros objetivos, o aumento da vida útil dos equipamentos e reduzindo o descarte e eliminação dos mesmos no meio ambiente”, afirma.

Uma nova dinâmica social está sendo construída, alicerçada em serviços que visam ao bem-estar coletivo, promovendo a popularização de alguns hábitos (aplicativo para mobilidade urbana, entrega de comida etc.) e contribuindo para a vida mais saudável, em seus diversos cenários. Com o envolvimento de todos os atores do ecossistema social, a qualidade de vida, a inclusão e a sustentabilidade se tornarão mais palpáveis colocando os avanços da indústria 4.0, a serviço da sociedade e do planeta.

Engetron

30/01/2020

Tempestades e raios trazem perigo aos equipamentos eletrônicos


Veja mais
RTI

Anualmente, o Brasil é atingido por 77.8 milhões de raios. De acordo com o Grupo de Eletricidade Atmosférica, o ELAT, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, “a explicação é geográfica: é o maior país da zona tropical do planeta - área central onde o clima é mais quente e, portanto, mais favorável à formação de tempestades e de raios”.

Se a geografia do país favorece a incidência de fenômenos naturais, como descargas elétricas que podem causar instabilidade na rede de energia, pessoas e empresas que utilizam aparelhos ligados à eletricidade, devem se preocupar com a questão da proteção dos equipamentos.

Como proteger equipamentos ligados à rede elétrica?

Uma das formas de se proteger os equipamentos ligados à rede elétrica é a utilização de nobreaks. “Os nobreaks contribuem para evitar ou pelo menos minimizar os efeitos de descargas atmosféricas sobre os equipamentos críticos, já que possuem componentes para proteção contra surtos, além de isolar os equipamentos do contato direto com a rede elétrica”, explica Wilton Padrão, diretor Técnico da Engetron, empresa voltada ao segmento de energia em missão crítica.

O diretor explica ainda, que o comportamento dos nobreaks se assemelha aos carros modernos, no quesito de segurança. “Os automóveis mais modernos oferecem sistemas eficientes de frenagem, complementando com os sistemas ABS. Se ainda assim falharem, entram em cena os airbags”, descreve. “O nobreak assume papel semelhante em relação aos equipamentos que está protegendo.  Em condições normais, garantir a continuidade de fornecimento de energia. No caso de raios ou outras perturbações da rede elétrica, o nobreak vai absorvê-los, evitando que cheguem até os equipamentos críticos que está alimentando”, complementa. Wilton Padrão cita também que, em casos de distúrbios com alto grau de severidade, o nobreak poderá sofrer avarias, mas de qualquer forma, “minimizando os efeitos sobre a carga crítica, bem similar à célula de sobrevivência dos automóveis”, ressalta.

Investir é fundamental para evitar prejuízos

O custo de um nobreak varia, de acordo com a autonomia necessária e com a realidade da infraestrutura do negócio. Uma das perguntas que se deve fazer é: “se durante uma tempestade, o meu negócio parar, qual será meu prejuízo?”

Estudos do ELAT revelam que, só no Brasil, os prejuízos ligados à incidência de raios, chegam à ordem de R$ 1 bilhão. Ainda, os raios são os principais responsáveis pela falha de energia, causando inatividade, em 40% das empresas brasileiras, o que se reflete em perda de dados e comprometimento da produtividade e da lucratividade, dentre outros fatores.

O investimento em um nobreak é sempre pequeno, quando comparado à tranquilidade e segurança, frente às tempestades e raios.

Como adquirir um nobreak?

Antes de comprar um nobreak é necessário realizar a análise da infraestrutura de energia e fazer o dimensionamento de soluções para as aplicações devidas. É fundamental avaliar também, se o fornecedor possui atendimento pós-venda que inclui assistência técnica e qual a abrangência de atuação.

Em todos esses quesitos, a Engetron é referência no mercado de energia. “Nos destacamos pela inovação e qualidade dos nossos produtos e serviços, eficiência logística, agilidade do atendimento pós-venda e qualificação da nossa rede de assistência técnica autorizada, presente em todo o território nacional”, afirma Wilton Padrão.

Engetron: proteção para os sistemas de energia

A Engetron conta com uma linha completa de nobreaks com tecnologia IoT, para atender à necessidade dos sistemas de energia, quer sejam residenciais, com proteção de equipamentos de áudio e vídeo, por exemplo, quer sejam corporativos, ligados a parques robustos e complexos.

Conheça nosso portfólio de produtos e serviços: www.engetron.com.br.

Números do Brasil (Ano)

77.8 milhões de raios

Uma a cada 50 mortes por raios no mundo

Cerca de 110 mortes e 200 feridos

Prejuízos na ordem de R$ 1 bilhão

Cerca de 70% dos desligamentos na transmissão e 40% na distribuição

Fonte: Grupo de Eletricidade Atmosférica – ELAT – INPE

Itron

22/01/2020

Itron leva suas soluções inovadoras à D-TECH 2020, nos Estados Unidos


Veja mais

Soluções em smart grid - TLM, análises de performance e de voltagem, detecção de perdas e grid analytics, proteção de receita e operações de infraestrutura (AMI) são alguns dos produtos e soluções que a Itron, empresa líder mundial de tecnologia e serviços, dedicada ao uso eficiente de energia e água, levará  à D-TECH 2020, maior evento mundial e anual de sistemas de transmissão e distribuição de energia, com a presença de mais de 500 empresas, que será realizado em San Antonio, Texas, entre os dias 28 e 30 deste mês, no Henry B. Gonzalez Convention Center. A empresa estará representada por Aluisio Veloso, diretor de vendas, e Alexandre Soares, gerente de engenharia de vendas.

No dia 27, a Itron promoverá uma recepção de network e jantar para clientes especialmente convidados. Durante o evento, em seu estande, fará tours e apresentações a cada hora, sobre vários produtos e soluções como automação distribuída, harsh environment bridge, smart cities e inteligência distribuída, soluções em smart grid - TLM, análises de performance e de voltagem, detecção de perdas e grid analytics, proteção de receita e operações de infraestrutura (AMI). No dia 30, a Itron organizará uma visita à empresa CPS Energy, fornecedora de gás natural e energia elétrica a mais de 1,2 milhão de clientes da região de San Antonio, a sétima maior cidade dos Estados Unidos.

Desenvolvendo soluções abrangentes para medir, gerir e analisar recursos que incluem tecnologia de controle e medição de eletricidade, gás, água e energia térmica, sistemas de comunicação, software e serviços de administração, a Itron possui cerca de 8 mil clientes em mais de 100 países.

KRJ

07/01/2020

KRJ atrai interesse para sua linha de conectores em feira na Argentina


Veja mais
RTI

De acordo com Roberto Karam Jr., Diretor Comercial da KRJ, tradicional fabricante de conectores elétricos, ao participar da BIEL Light + Building, em Buenos Aires e receber em seu estande o público da feira, a empresa pode apresentar pela primeira vez seu portfólio de produtos e iniciar os contatos para a homologação dos seus materiais na Argentina.

Durante os quatro dias que estivemos lá, pudemos observar o interesse dos gestores sul-americanos em nossos produtos e, além disso, o saldo de visitas foi bastante positivo e criou-se a expectativa de que realizaremos muitos negócios em 2020, o que gera um impulsionamento para toda equipe da KRJ”, comenta Karam.

A BIEL Light + Building Buenos Aires, que ocorreu de 11 a 14 de setembro, é uma feira exclusiva para profissionais e empresários do setor de iluminação, equipamentos eletrônicos e serviços elétricos. Por esse motivo, participar do evento e obter visibilidade é de grande importância para a empresa brasileira. A oportunidade de participar da feira veio por meio do projeto coordenado entre a ABINEE/APEX, que visa apoiar às exportações do setor elétrico, e a presença da KRJ foi muito importante para ampliar seu mercado fora do Brasil.

 
Abinee - Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica

Escritório Central: Avenida Paulista, 1313 - 7º andar - 01311-923 - São Paulo - SP
Fone: 11 2175-0000 - Fax: 11 2175-0090