Plenária Abinee destaca cenário de incertezas na economia

08/04/2022

A Abinee realizou na última quinta-feira (7), reunião Plenária, com a participação de representantes de empresas associadas. Na ocasião,  o diretor do Departamento de Economia da Abinee, Celso Martone, traçou um panorama da economia, ainda sob os efeitos da pandemia e da Guerra entre Rússia e Ucrânia. Entre os impactos, ele destacou o aumento de preços de commodities e matérias-primas e pressões sobre a taxa de inflação, problemas de suprimento de insumos e componentes que limitam a expansão da oferta industrial e elevam preços e impactos fiscais negativos com estagnação da economia e pressões por subsídios, aumentos salariais e transferências.

Martone também analisou o aumento agressivo da taxa de juros promovido pelo Banco Central, que causam três efeitos. O primeiro é a valorização do real pela atração de capitais que pode contribuir para moderar a inflação. Por outro lado, a elevação da Selic derruba a demanda interna pelo aperto de crédito e aumenta o déficit fiscal pela queda de atividade e pelo aumento do custo de rolagem da dívida pública. “Voltamos a ter uma das taxas de juros mais altas do mundo”. Segundo ele, o Banco Central não pode ficar correndo atrás da inflação. “É um erro estratégico. A política monetária está descalibrada, podendo ter impactos significativos na economia e na questão fiscal”. Nesse cenário, ele lembrou que a queda de renda real das famílias atingiu 8,8% em 12 meses.

Durante a Plenária, o presidente da Abinee, Humberto Barbato, também tratou das principais ações da Associação nos últimos meses e dos assuntos de interesse do setor.

Clique aqui e veja a apresentação de Celso Martone

 
 
Abinee - Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica

Escritório Central: Avenida Paulista, 1313 - 7º andar - 01311-923 - São Paulo - SP
Fone: 11 2175-0000 - Fax: 11 2175-0090