Abinee no Fórum Nacional INAE: indústria deve atuar na fronteira tecnológica

18/05/2016

O presidente Abinee, Humberto Barbato, defendeu, durante palestra no 28º Fórum Nacional INAE (Instituto Nacional de Altos Estudos), realizado ontem (17) no BNDES, no Rio de Janeiro, a adoção de uma política industrial que incentive “os setores dinâmicos”, de modo a permitir a ampliação dos investimentos em inovação. “A indústria que queremos deve manter-se atualizada para garantir seu lugar na fronteira tecnológica”, afirmou.

Barbato apresentou os resultados da pesquisa divulgada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), que revelou o atraso da indústria brasileira no uso das chamadas tecnologias 4.0, aquelas que estão na fronteira do desenvolvimento tecnológico. De acordo com a pesquisa, apenas 48% utilizam pelo menos um tipo de tecnologia digital.

O presidente da Abinee falou sobre a extensão da crise e seu impacto na atividade das empresas do setor, além de apresentar uma agenda positiva, elaborada pela CNI, para que o Brasil reencontre o caminho do crescimento. Entre as propostas, Barbato destacou o aumento da eficiência do Estado; a racionalização do sistema tributário; a modernização das relações trabalhistas, priorizando as negociações coletivas; o aproveitamento da infraestrutura do País para alavancar o crescimento; a utilização dos recursos dos compulsórios dos bancos para aumentar a oferta de crédito às empresas e o fim do uso do câmbio para o controle da inflação.

Do evento, coordenado pelo ex-ministro João Paulo dos Reis Velloso, participaram o ministro do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, Romero Jucá; o ministro do STF Dias Toffoli; além dos governadores do Estados de Alagoas, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo (representado pelo secretário da Fazenda).

 
 
Abinee - Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica

Escritório Central: Avenida Paulista, 1313 - 7º andar - 01311-923 - São Paulo - SP
Fone: 11 2175-0000 - Fax: 11 2175-0090