ABDI e Inmetro apresentam projeto de demonstração para cidades inteligentes

31/07/2017

Como forma de apoiar os munícipios brasileiros na adoção de tecnologias para a gestão pública, a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) e o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) firmaram recentemente uma parceria para a realização do projeto “Ambiente de Demonstração de Tecnologias para Cidades Inteligentes”. Representantes dos dois órgãos falaram sobre a iniciativa na sexta-feira (28), em Painel na Ilha de Tecnologia e Sustentabilidade do ABINEE TEC 2017, no São Paulo Expo.

Segundo o presidente da ABDI, Guto Ferreira, o projeto, que tem o apoio da Abinee, pretende servir como norte para que os municípios possam implantar as tecnologias disponíveis. “Será uma plataforma aberta de demonstração para tecnologias para cidades inteligentes”, disse.

Para viabilizar a demonstração e a avaliação das tecnologias desenvolvidas no Brasil, será instalado um ambiente real no campus do Inmetro, em Xerém (RJ), onde será possível a integração de diferentes produtos e soluções, permitindo testar, avaliar e qualificar estes produtos e soluções quanto às questões de interoperabilidade, segurança, desempenho, entre outros quesitos. A expectativa é de que o ambiente seja instalado no segundo semestre de 2018.

Os resultados vão subsidiar a definição de programas de apoio para tecnologias voltadas para Cidades Inteligentes, além de propostas de medidas para estímulo do mercado e o desenvolvimento das indústrias.

Carlos Venícius Frees, líder de projeto na ABDI para as temáticas de Redes Elétricas inteligentes e Cidades, ressaltou que, além de qualificar tecnologia para a realidade nacional que pode ser utilizada por diversas cidades, a iniciativa também pode servir para as empresas realizarem testes de seus equipamentos.  “Isso facilita para que o produto seja assertivo no mercado, aumentando a possibilidade de sucesso da aplicação”, ressaltou.

Nesta etapa inicial, o projeto está em busca de empresas e soluções existentes ou em fase de desenvolvimento, pré-comercial ou comercial, passíveis de testes e qualificação, assim como os fornecedores de materiais e serviços associados às soluções para Cidades Inteligentes e ainda os institutos tecnológicos e demais entidades atuantes no tema. “Hoje, temos 28 empresas já cadastradas, de hardware e software”, explicou Frees.

Tecnologias em diversas áreas
O ambiente de demonstração será composto por tecnologias em áreas como: iluminação pública, tráfego de veículos (geolocalização e monitoramento de frotas de ônibus e ambulâncias), mobilidade urbana (como na programação remota de semáforos e contagem de carros), gestão e controle da geração e uso de energia e água (Smart Grid), segurança pública, movimento de tráfego de pessoas, estacionamento, qualidade do ar, clima, poluição, sonora, prevenção de desastres, entre outras.

O pesquisador do Inmetro e coordenador das áreas de metrologia em Tecnologia da Informação e Telecomunicações, Rodolfo Souza, ressaltou que o projeto possibilita testar as soluções em relação a quatro pontos essenciais: interoperabilidade; durabilidade; segurança cibernética e usabilidade. “Prever esses aspectos é essencial para aplicação das tecnologias de forma efetiva e com resultados”.

Segundo ele, o Inmetro não fará, nesse momento, certificação e avaliação da conformidade dos produtos. “Não faremos ensaios para dar selo do Inmetro”, esclareceu. Souza destacou que a iniciativa tem o objetivo de apoiar o desenvolvimento tecnológico industrial, que também é uma das competências do orgão. Além disso, o Inmetro irá elaborar documentos orientativos para auxiliar os prefeitos na elaboração de licitações públicas, com especificações padronizadas.

A ABDI e o Inmetro esperam que as avaliações in loco destas tecnologias possam alavancar o desenvolvimento de novos negócios ou soluções, bem como ser utilizado para qualificar mão-de-obra.

 
 
Abinee - Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica

Escritório Central: Avenida Paulista, 1313 - 7º andar - 01311-923 - São Paulo - SP
Fone: 11 2175-0000 - Fax: 11 2175-0090