Abinee integrará Câmara Brasileira da Indústria 4.0

05/04/2019

A Abinee integrará a Câmara Brasileira da Indústria 4.0, lançada pelos ministérios da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e da Economia (ME) na quarta-feira (3), em Brasília. A iniciativa contempla governo, empresas e academia e será responsável pela criação de uma política nacional voltada às indústrias inteligentes.

Representando os fabricantes dos setores de automação e TICs, a Abinee participará de três dos quatro grupos de trabalho criados pela Câmara: Desenvolvimento Tecnológico e Inovação; Cadeias Produtivas e Desenvolvimento de Fornecedores; e Regulação, Normalização Técnica e Infraestrutura e Investimento. O outro grupo tratará de Capital Humano.

Na cerimônia de lançamento, o secretário-executivo do MCTIC, Júlio Semeghini, destacou a importância da integração entre os setores público, privado e acadêmico que participam da Câmara da Indústria 4.0. “Esse governo tem trabalhado junto, com união. Toda essa integração colocada à disposição desse projeto vai ser muito importante. Os desafios são grandes e as oportunidades são enormes".

Para o secretário Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, Carlos da Costa, a câmara é um exemplo de colaboração e vai acelerar a implantação da indústria 4.0 no país, que representa também uma nova economia. “Temos uma grande oportunidade. A maioria das empresas no Brasil ainda está na segunda revolução industrial e pode saltar diretamente para a quarta revolução".

O presidente do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Joaquim Levy, afirmou que a indústria 4.0 vai interligar diferentes setores da economia, como agricultura e transporte, mas também dar mais poder a pequenas e médias indústrias.

Segundo o secretário de Empreendedorismo e Inovação do MCTIC, Paulo Alvim, os processos de produção, em todo o mundo, precisam se inserir na economia digital, para se tornarem cada vez mais eficientes, autônomos e sustentáveis. “Como qualquer revolução, todas essas mudanças trazem ameaças e oportunidades aos países. Nós estamos trabalhando para permitir que o setor produtivo brasileiro esteja preparado para enfrentar as ameaças e aproveitar as oportunidades, colhendo os melhores frutos, com ganhos para a população do país”.


Informações Adicionais

Kelly Caporalli

Assessora de Coordenação

11 2175-0013

 
 
Abinee - Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica

Escritório Central: Avenida Paulista, 1313 - 7º andar - 01311-923 - São Paulo - SP
Fone: 11 2175-0000 - Fax: 11 2175-0090