Secretário do MDIC diz que é preciso uma nova estratégia de crescimento

24/08/2015

Em reunião com representantes de empresas do setor eletroeletrônico associadas à Abinee, realizada na sexta-feira (21), o Secretário de Desenvolvimento da Produção (SDP/MDIC), Carlos Augusto Gadelha, afirmou que é preciso abrir agendas de trabalho no sentido de criar uma nova matriz de desenvolvimento no país. “Precisamos de coragem para enfrentar os problemas e estabelecer uma agenda positiva. Temos que aproveitar o cenário de dificuldades para promovermos uma nova estratégia de crescimento”, disse.

Segundo o secretário, para implementar esta nova agenda, a área de desenvolvimento no governo tem de ter peso político tão importante quanto a financeira e deve ser colocada em posição de especial relevância em relação às políticas públicas.

Ressaltando o caráter estratégico do setor eletroeletrônico para a competividade sistêmica de todo o conjunto da economia, ele propôs a criação de uma agenda de ações a serem desenvolvidas em conjunto com a Abinee.

Um destes pontos diz respeito à criação de um cronograma para os PPBs, que confira maior previsibilidade para que as empresas possam se organizar. Ele ressaltou que, ao se estabelecer esta mudança, as regras do jogo não poderão ser alteradas para atender pontos circunstanciais.

Gadelha também ressaltou as oportunidades na área de energia. “Não dá para falar de competitividade sem esta condicionante. Seja no estimulo às novas tecnologias, como fotovoltaica e outras, ou direcionando a matriz energética pensando no consumo industrial”.

Ele destacou também as potencialidades da automação, da qual o setor eletroeletrônico desenvolve papel de usuário e gerador, impactando na economia como um todo, seja em outros segmentos industriais, na agricultura e nos serviços.

O secretário do MDIC afirmou que todas as ações desta nova agenda devem ter como pano de fundo a necessidade de se buscar a inserção do país nas cadeias de valor. “Mas de forma qualificada, não uma inserção apenas na ponta de baixo valor agregado e tecnológico”, observou.

Durante a reunião, coordenada pelo presidente executivo da Abinee, Humberto Barbato, e pelo presidente do Conselho de Administração da entidade, Irineu Govêa, foram tratados diversos temas de interesse do setor eletroeletrônico.

 
 
Abinee - Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica

Escritório Central: Avenida Paulista, 1313 - 7º andar - 01311-923 - São Paulo - SP
Fone: 11 2175-0000 - Fax: 11 2175-0090