Abinee participa de evento da Fiesp sobre IoT

19/09/2018

Com o apoio da Abinee e do IPD Eletron, a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e o Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) realizaram, nesta quarta-feira (19), o workshop "Iniciativas da Indústria para o avanço da IoT". O objetivo foi discutir o panorama para fomento da IoT no Brasil e os desafios estratégicos da indústria para acompanhar essa evolução. O debate foi organizado pelo Departamento de Infraestrutura (Deinfra) da federação, sendo moderado pelo diretor da área, Luciano Cardim, também diretor de P&D da Abinee.

O evento teve também a participação do diretor da comissão de Internet das Coisas da Abinee, Francisco Soares, que destacou a necessidade de se ter conectividade com qualidade, com tecnologia 5G e capacidade de rede. “Temos um Plano Nacional de IoT à espera de aprovação no Brasil”, disse.

Soares propôs para a área ações como capacitação e oferta de linhas de crédito, criação de uma plataforma para intercâmbio de experiências e fundos de investimento específicos. “Precisamos acelerar a implementação dessas ações, arregaçar as mangas”, afirmou. “O governo precisa estimular a melhoria do acesso ao sistema: como ter um carro autônomo se a cobertura não é nem de 2G na estrada? ”, questionou. “Todos têm que fazer a sua parte: governo, operadoras, indústria”, disse. “A Abinee mandou uma carta sobre isso para a Anatel”.

Institutos de ciência e tecnologia
O workshop contou ainda com a presença do Instituto Nacional de Telecomunicações (Inatel) e do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações (CPqD), ambos associados do IPD Eletron.

O pró-diretor de pós-graduação e pesquisa do Inatel, José Marcos Brito, destacou o uso das soluções IoT na indústria. Como exemplo ele citou a realidade aumentada, a realidade virtual, a internet tátil, os robôs colaborativos, a assistência remota em tempo real, a ampliação do chão de fábrica para a nuvem e a automação avançada, entre outros pontos. Salientou ainda que o objetivo da conexão de dispositivos conectados no processo produtivo é prever uma falha antes que ela ocorra. “Os algoritmos se baseiam na correlação dos dados coletados e no histórico dos defeitos e manutenções”, disse. “Estamos falando de informação”.

Representante da Fundação CPqD Fábio Nizu destacou a existência de projetos pilotos para o melhor uso IoT no Brasil. “Internet das coisas depende da inovação aberta”, disse. Ele lembrou que a USP e a Unicamp investem na inteligência em seus campus. E destacou a importância das linhas de fomento para estimular as pesquisas na área.

Veja as apresentações realizadas no evento

 
 
Abinee - Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica

Escritório Central: Avenida Paulista, 1313 - 7º andar - 01311-923 - São Paulo - SP
Fone: 11 2175-0000 - Fax: 11 2175-0090