FIEE recebe público de 50 mil profissionais e fomenta negócios no setor

02/08/2017

O novo formato da FIEE – 29ª Feira Internacional da Indústria Elétrica, Eletrônica, Energia e Automação, principal evento do setor, que em 2017 ocorreu de 25 a 28 de julho, agradou o mercado e reuniu um público de 50 mil profissionais. A edição deste ano teve mais de mil marcas nacionais e internacionais em 30 mil m² de área, no São Paulo Expo. Considerado o maior pólo gerador de negócios em elétrica, eletrônica, energia e automação da América Latina, a FIEE teve um novo setor na edição deste ano dedicado à GTDC (Geração, Transmissão, Distribuição e Comercialização de Energia).

A Rodada de Negócios promovida como parte do Projeto Comprador do Programa Electro-Electronic Brasil, com curadoria da Abinee (Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica) e da APEX-Brasil, deve gerar R$ 17 milhões em negócios nos próximos 12 meses. Com a proposta de fomentar o comércio externo do setor eletroeletrônico, a iniciativa promoveu 76 encontros de negócios, com 22 empresas e sete compradores internacionais, provenientes de países, como Argentina, Chile, Colômbia e Equador.

Outra iniciativa que favoreceu os negócios foi o Premium Club Plus, uma ação de relacionamento criada pela Reed Exhibitions Alcantara Machado para atrair potenciais compradores à FIEE. Com uma infraestrutura diferenciada, o programa permitiu que os compradores tivessem um acesso mais rápido aos estandes dos expositores de seu interesse, proporcionando reuniões de negócios com demandas já direcionadas.

“Esta edição consolidou a FIEE como a plataforma para a retomada econômica do setor. Reformulamos o evento, que foi em nova data e local, com diversas novidades para tornar o ambiente propício aos negócios e ao desenvolvimento dos setores em que a FIEE atua. Destaco o fortalecimento do setor de energia no evento, que é cada vez mais estratégico para o Brasil e no mercado global e que teve grande destaque nesta edição da FIEE”, avalia Igor Tavares, diretor da FIEE.

Conteúdo informativo
Além do ambiente de negócios, o evento também ofereceu aos seus visitantes mais de 90 horas de conteúdo gratuito no ABINEE TEC. As palestras e seminários foram realizadas ilhas de conhecimento espalhadas pela área da feira, divididas pelos temas: GTDC (Geração, Transmissão, Distribuição e Comercialização), Tecnologia e Sustentabilidade, Automação e Manufatura Inteligente e Inovação e Negócios Tecnológicos. Cerca de 30% dos profissionais que visitaram o evento estiveram nas conferências, e destes, 25% retornou em outros dias para participar de outros conteúdos.

Ao todo, o ABINEE TEC reuniu em quatro dias mais de 110 palestrantes das mais relevantes empresas e órgãos governamentais que atuam no setor.

“A edição da FIEE de 2017 demonstrou, uma vez mais, a extrema relevância do evento para o setor eletroeletrônico e para o país. Ressalto a decisão acertada da realização dos debates das Ilhas Temáticas no âmbito da feira, o que permitiu uma maior interação dos participantes, que lotaram as arenas de debates durante todos os dias do ABINEE TEC. Reunindo especialistas, autoridades, representantes da indústria, de universidades e institutos de pesquisa, a FIEE trouxe uma boa mostra do setor que emprega mais de 230 mil trabalhadores diretos, respondendo por um faturamento anual de cerca de 140 bilhões de reais”, enfatiza o presidente da Abinee, Humberto Barbato.

Expositores e visitantes satisfeitos
O novo formato da FIEE agradou as empresas que participaram desta edição do evento. Para Matteo Dezan, diretor comercial da Enel no Brasil, a participação na FIEE foi focada para mostrar como seus serviços podem ajudar as empresas brasileiras a serem mais dinâmicas e competitivas no mercado. “A Enel está investindo 25% de todos os seus investimentos mundiais no Brasil, desde o Nordeste até o Sul do País, em geração e distribuição de energia. Em São Paulo, temos grande enfoque no desenvolvimento da comercialização, um dos maiores mercados, e é onde estamos atuando de forma significativa. A FIEE é muito relevante e uma fonte de grandes oportunidades porque é a melhor maneira para entrar em contato com as empresas, principalmente do estado de São Paulo, que procuram soluções melhores para serem mais dinâmicas e competitivas neste mercado”.

“A FIEE é o principal evento do nosso setor e é importante para a Finder estar aqui justamente pela credibilidade que traz ao mercado, com novidades e tendências, o que agrega bastante reconhecimento para a nossa marca. Estamos bastante satisfeitos com o público da feira, são visitantes qualificados. Participamos da FIEE há quase 20 anos e temos a intenção de manter a parceria que sempre deu certo”, garante Camila Guerra, gerente de marketing e tecnologia da Finder.

“Aqui podemos encontrar, de forma concentrada, produtos de alta tecnologia e indústria de máquinas. Tivemos uma grande visitação no nosso estande, apostamos na feira para a exposição da marca e reforçar o relacionamento com os nossos clientes. Nossa experiência foi excelente e tivemos resultados positivos, por isso com certeza estaremos na próxima edição da FIEE”, anuncia Celso Santos Fonseca, gerente regional de vendas da filial São Paulo SEW Eurodrive.

“A FIEE ajuda a divulgar e expor marcas e produtos diversificados. Por isso, é importante para SKA estar na feira apresentar os seus prospects e inovações ao mercado, além de ampliar o relacionamento. É uma feira que tem uma repercussão muito importante e conseguimos alavancar e fechar negócios no próprio estande, o que mostra o potencial que tem o público e a FIEE”, ressalta Fabio Saul Lima, coordenador comercial da SKA.

“A importância de estar aqui neste evento é que a sua marca aparece para o mercado nacional e internacional. A FIEE tem uma visitação muito boa, principalmente da América do Sul, de países como Peru, Colômbia e Chile que vieram para fazer parcerias. Do Brasil, nós tivemos uma visitação grande das concessionárias de energia de diferentes estados. Este ano foi uma surpresa e a feira foi muito boa tanto em visitação como em negócios. Com certeza estaremos na próxima edição”, comemora William Hamley Bayma, gerente comercial da divisão PRFV da Vicentinos.

“A FIEE traz o que tem de mais moderno no mundo para dentro do Brasil e facilita a atualização tecnológica por parte dos nossos clientes. Planejamos essa feira há bastante tempo e o resultado foi melhor que esperado. Tivemos inúmeras empresas nos visitando e em contato com essas tecnologias de ponta, o feedback tem sido excelente. Para a Fuji, como líder do mercado, é sempre uma boa oportunidade de estar presente e mostrarmos nossas novidades. A FIEE é um canal muito importante no Brasil”, considera Domingos Tomyama, diretor geral da Fuji do Brasil.

A TS Shara, fabricante nacional de nobreaks, apresentou pela primeira vez na FIEE, suas novas linhas de nobreaks para o mercado corporativo de médio e grande porte. Após 12 anos sem participar da feira, a TS Shara destaca o nível elevado dos visitantes que passaram pelo estande interessados nas soluções em nobreaks para os sistemas de energia de suas companhias. “A FIEE se mostrou uma feira diferenciada. Fizemos ótimos contatos com o setor de telecomunicações e instaladores autônomos e de grande porte durante o evento”, conta Pedro Al Shara, CEO da TS Shara.

Esta edição da FIEE agradou também os visitantes do evento, como Luis Felipe de Campos Feio, sócio da FLM Engenharia. “A FIEE é muito importante para os profissionais se atualizarem do que está ocorrendo no mercado. Eu vim especialmente do Rio de Janeiro para conhecer a feira e trocar informações e experiências com os fornecedores. Foi ótimo, pois consegui informações novas e do ponto de vista de novos negócios foi excelente”, conta.

Sustentabilidade
Buscando incentivar e informar quanto à prática do descarte ambientalmente correto dos eletroeletrônicos, de forma inédita, a FIEE participou do Projeto “Descarte GREEN” da GREEN Eletron, entidade gestora para logística reversa de equipamentos eletroeletrônicos criada pela Abinee. Durante os quatro dias do evento foram disponibilizados dois coletores, onde os visitantes puderam descartar produtos eletroeletrônicos de pequeno e médio porte, como computadores, impressoras, celulares, notebooks, tablets e outros, além de permitir aos visitantes conhecer melhor o projeto.

Além de informar quanto à forma e os pontos de descarte de eletroeletrônicos, o espaço ainda apresentou o conceito da Economia Circular, conjunto de ações, procedimentos e meios destinados a viabilizar a coleta e a restituição dos resíduos sólidos ao setor empresarial, para reaproveitamento, no ciclo produtivo ou outra destinação final ambientalmente adequada.

 
 
Abinee - Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica

Escritório Central: Avenida Paulista, 1313 - 7º andar - 01311-923 - São Paulo - SP
Fone: 11 2175-0000 - Fax: 11 2175-0090