5G: Mais do que um Leilão, uma política pública de digitalização do País

05/11/2021

Uma verdadeira política pública de digitalização do País. Essa é a avaliação da Abinee sobre o Leilão 5G conduzido pela Anatel nos dias 4 e 5 de novembro, com a abertura dos envelopes com as ofertas para as licitações de espectro nas bandas de 700MHz, 2.3GHz, 3.5GHz e 26GHz, faixas que permitirão o avanço definitivo de serviços de quinta geração.

A Abinee destaca o modelo não arrecadatório do leilão, priorizando a conversão do valor associado às faixas em investimentos na infraestrutura de telecomunicações no País.

Estas obrigações incluem coberturas de localidades e estradas com 4G, cobertura de cidades com 5G, conexão de cidades com fibra óptica, conectividade em escolas, rede privativa para uso do governo federal e conectividade na região amazônica.

O Leilão também buscou favorecer a entrada de novos competidores, regionais ou nacionais, no mercado, com resultados bastante positivos. Nesse sentido, o certame contou com forte participação das operadoras móveis arrematando os blocos em bandas médias e altas, e novos entrantes, em todas as faixas.

A Abinee parabeniza a Anatel pelo trabalho que resultou no absoluto sucesso deste leilão, com atuação decisiva também do Ministério das Comunicações, TCU e demais órgãos cujo papeis foram vitais para viabilizar o certame.

A Associação destaque que será vital acompanhar os desdobramentos do Leilão, assegurando, sobretudo, a disponibilidade de uso da faixa de frequência de 3,5 GHz, respeitando-se todas as condições e obrigações editalícias, mas permitindo que o Brasil se beneficie o mais rapidamente da transformação que será trazida pela nova tecnologia.

 
 
Abinee - Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica

Escritório Central: Avenida Paulista, 1313 - 7º andar - 01311-923 - São Paulo - SP
Fone: 11 2175-0000 - Fax: 11 2175-0090