Déficit do setor cresce 34% no 1º bimestre, puxado por importações

03/04/2017

O déficit da balança comercial dos produtos elétricos e eletrônicos atingiu US$ 3,75 bilhões no acumulado dos dois primeiros meses de 2017. Segundo dados da Abinee, o resultado é 34% superior ao registrado no mesmo período do ano passado (US$ 2,79 bilhões).

O crescimento do déficit reflete o desempenho das importações, que aumentaram 24,7%, passando de US$ 3,61 bilhões para US$ 4,51 bilhões em janeiro-fevereiro deste ano. A alta das importações atingiu todas as áreas representadas pela Abinee, com exceção do segmento de automação industrial, e com destaque para o aumento de 31,8% dos componentes elétricos e eletrônicos, cujo montante representa 60% das importações totais do setor.

As exportações, por sua vez, apresentaram redução, somando US$ 755,3 milhões em janeiro-fevereiro, queda de 8% em relação ao mesmo período do ano passado. O recuo foi puxado pelo baixo desempenho das vendas externas de Equipamentos Industriais (-44,3%) e de bens de Informática (-30,0%).

Fevereiro
O resultado do mês de fevereiro aponta para um déficit US$ 1,56 bilhão da balança comercial, aumento de 14% em relação ao mesmo mês de 2016. O desempenho decorre de uma redução de 3,2% nas exportações (US$ 406 milhões) e de um aumento de 10% nas importações (US$ 1,96 bilhão).

Acesse os dados completos

 

Informações Adicionais

Luiz Cezar Elias Rochel

Gerente de Economia

11 2175-0030

Informações Imprensa

Jean Carlo Martins

Assessor de Comunicação

11 2175-0099

 
 
Abinee - Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica

Escritório Central: Avenida Paulista, 1313 - 7º andar - 01311-923 - São Paulo - SP
Fone: 11 2175-0000 - Fax: 11 2175-0090