Pior da crise já passou, diz economista

20/03/2017

O Brasil parece caminhar para a superação da crise que atingiu o País nos últimos três anos. A avaliação é do economista Celso Luiz Martone. “Perto do que já passamos não estamos num cenário ruim. É um momento de recuperação, em nível ainda moderado, mas firme”, disse durante a primeira Reunião de Conjuntura da Abinee em 2017, realizada na quinta-feira (16).

Na ocasião, o economista apresentou indicadores que sinalizam melhora na atividade industrial e nas condições macroeconômicas. Entre esses fatores está a taxa de inflação, que dá sinais de arrefecimento, possibilitando o Banco Central promover cortes mais robustos nos juros. “O Copom deveria ser mais ousado e reduzir a taxa em pelo menos um ponto percentual”, destacou. Segundo ele, o cenário positivo sugere taxa básica de um dígito no final do ano.

Por sua vez, a elevação do preço das commodities gera efeitos positivos, contribuindo para o aumento de receitas de exportação e a favorecendo os termos de troca do País no comércio mundial. Por outro lado, pode provocar a valorização do real frente ao dólar.

Martone salientou que para recuperar a capacidade de crescimento da economia brasileira, que está aquém do seu potencial, as reformas exercem papel fundamental. “Há uma agenda de medidas a serem tomadas. Nem tudo será feito nesse governo. É preciso continuidade no encaminhamento destes temas”, afirmou.

Elencando a reforma da Previdência como fator fiscal crítico, Martone ressaltou que a turbulência política pode ser determinante para os rumos da economia.

Veja a apresentação do economista Celso Martone

Veja apresentação sobre os indicadores do setor

 
 
Abinee - Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica

Escritório Central: Avenida Paulista, 1313 - 7º andar - 01311-923 - São Paulo - SP
Fone: 11 2175-0000 - Fax: 11 2175-0090