Reforma é solução para hospício tributário

17/02/2017

“O principal caminho para uma reforma tributária é a simplificação”, avalia o presidente da Abinee, Humberto Barbato, ao comentar a proposta que o Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES) encaminhará ao presidente Michel Temer, nos próximos dias. “É hora de acabar com o hospício tributário, que dificulta a atividade produtiva”, ressalta.

A Abinee vê com bons olhos a ideia de se criar o IVA (Imposto sobre Valor Agregado), que seria cobrado na hora da venda e substituiria o PIS/Cofins, ISS (imposto municipal) e ICMS (estadual).

Além de diminuir a complexidade atual, trata-se, na sua opinião, de uma oportunidade para a efetiva redução da carga sobre a produção e, principalmente, sobre o investimento. “O Brasil é um dos únicos países do mundo em que se tributa os investimentos”, ressalta.

Barbato salienta que o sistema tributário brasileiro se apoia na proliferação de tributos e obrigações acessórias, na exploração múltipla das mesmas bases tributárias e em alíquotas muito elevadas para fazer frente ao excesso de gasto público que nunca cessa. “Por se distanciar muito da estrutura tributária prevalecente em países de renda média similar à nossa, o Brasil se torna caro, pouco competitivo e pouco atrativo para investimentos internacionais”, completa.

 
 
Abinee - Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica

Escritório Central: Avenida Paulista, 1313 - 7º andar - 01311-923 - São Paulo - SP
Fone: 11 2175-0000 - Fax: 11 2175-0090