Almoço da Regional Abinee Rio Grande do Sul destaca indicadores da região

24/05/2019

Diretores da regional gaúcha da Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee) promoveram a primeira reunião-almoço do ano nesta quarta-feira (22), em Porto Alegre, em que foram apresentados os dados da pesquisa de desempenho setorial referente ao ano de 2018.

O estudo consultou 253 empresas de dez segmentos, sendo a maior parte (34%) da área de automação industrial, e concluiu que o faturamento do setor cresceu 20% de 2017 para 2018 no Rio Grande do Sul, passando de R$ 7,2 bilhões para R$ 8,7 bilhões, e que representa quase 6% do faturamento brasileiro. Os segmentos que alcançaram o maior faturamento foram os de equipamentos industriais e de componentes elétricos e eletrônicos. Já os que tiveram maior retração foram os de equipamentos industriais e de telecomunicações.

Em relação ao número de empregos gerados, a pesquisa também mostra dados positivos. De 2017 para 2018, o índice aumentou em 6%, passando de quase 23 mil para 24,2 mil empregos, diferentemente da média nacional, que teve retração de 1%. O segmento que mais empregou foi o de equipamentos industriais. Já o valor de exportações, ao contrário, apresentou retração de 21%, caindo de 280 milhões de dólares para 222 milhões de dólares.

Apesar dos indicadores recentes de atividade continuarem sinalizando uma recuperação ainda em ritmo muito fraco, permanece o otimismo do empresário para 2019, com mais de 85% das empresas prevendo incremento nas vendas e encomendas para o ano. Para 2019, a Abinee projeta um crescimento de 8% do faturamento do setor eletroeletrônico no Brasil, que deverá alcançar R$ 157,7 bilhões. Também é prevista elevação de 4% na produção e, consequentemente, aumento da mão de obra empregada no setor, que deverá passar de 232,2 mil no final de 2018 para 237 mil no final de 2019. Confirmando a elevação na produção e no consumo, as exportações deverão crescer 3% e as importações, cerca de 11%.

Já no Rio Grande do Sul, as empresas do setor projetam incremento de 27% no faturamento para 2019, sendo os segmentos mais otimistas os de componentes elétricos e eletrônicos e de informática.

Eletron Place: a plataforma de negócios do setor eletroeletrônico
A reunião-almoço da Abinee também foi o cenário para o lançamento oficial do Eletron Place, a plataforma digital de negócios do setor eletroeletrônico, desenvolvida pelo APL de Automação e Controle. A novidade, disponível no link www.eletronplace.com.br, foi apresentada pelo gerente regional da Abinee, Oscar Kronmeyer, pelo gestor de projetos da Abinee, Antônio Costa Sobrinho, e pelo coordenador executivo do APL, Ciro Copello.

A plataforma reúne três módulos: e-commerce, para comercialização de produtos e equipamentos eletroeletrônicos, seja para uso industrial ou residencial; classificados, para comercialização de componentes, matérias-primas, insumos, máquinas e outros recursos não caracterizados como produto final das empresas; e projetos e demandas, em que empresas de qualquer segmento podem publicar suas necessidades, de qualquer porte, na área de automação e controle, que serão compartilhadas com as empresas associadas e instituições parceiras.

Deputado detalha trabalho na área de incentivos fiscais
Um dos convidados da reunião-almoço foi o deputado estadual Dalciso Oliveira (PSB), que apresentou os desdobramentos do trabalho da Subcomissão para tratar dos incentivos fiscais, da transparência das informações e da geração de empregos.

Como relator da Subcomissão, o parlamentar detalhou a Lei Complementar 160, que prevê a concessão de Incentivos Fiscais, elencou as reuniões já realizadas com todos as entidades e órgãos públicos envolvidos e destacou os avanços obtidos até o momento, como dados e informações relevantes para a análise dos processos vigentes.

“Sou um apaixonado por esta causa. Queremos contribuir para o desenvolvimento econômico e social do Rio Grande do Sul, valorizando quem produz, quem gera emprego e renda”, enfatizou. Em sua fala, o deputado informou sobre o andamento das atividades. “Estamos na segunda etapa do nosso cronograma de trabalho".

Secretário Luís Lamb: "as pessoas no centro"
O secretário de Inovação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul, Luís Lamb, outro convidado da reunião-almoço, apresentou um panorama sobre os impactos do desenvolvimento tecnológico na economia, especialmente aqueles com base na inteligência artificial, e ressaltou a importância de se usar a capacidade empreendedora da sociedade gaúcha na nova economia que vivemos – a economia do conhecimento.

"Queremos um modelo de desenvolvimento em que as pessoas estejam no centro", afirmou, referindo-se ao trabalho realizado na sua secretaria.

Lamb também reforçou que a inovação está no centro da estratégia de desenvolvimento do Rio Grande do Sul e que a meta é fazer com que, em dez ou 15 anos, tenhamos uma economia de base tecnológica igual ou superior àquela tradicional.

"Nós temos polos tecnológicos, espírito empreendedor e pessoas muito capacitadas. O que precisamos é articular essas forças, apoiar a reconversão competitiva e agregar valor às indústrias tradicionais", destacou.

Mercopar chega a sua 28ª edição
Representantes da Mercopar – Feira de Inovação Industrial apresentaram as novidades do evento para este ano, que ocorre de 1 a 3 de outubro em Caxias do Sul. As inscrições podem ser feitas pelo link: https://mercopar.com.br/landing/sejaumexpositor.

A grande mudança desta edição do evento é a união de esforços entre o Sebrae RS e a FIERGS na organização da feira.

Em 2018, a Mercopar recebeu mais de 10 mil visitantes e movimentou R$ 54,4 milhões em negócios.


Informações Adicionais

Oscar Rudy Kronmeyer Filho

Gerente

51 3384.0020

 
 
Abinee - Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica

Escritório Central: Avenida Paulista, 1313 - 7º andar - 01311-923 - São Paulo - SP
Fone: 11 2175-0000 - Fax: 11 2175-0090