Table of Contents Table of Contents
Previous Page  37 / 56 Next Page
Information
Show Menu
Previous Page 37 / 56 Next Page
Page Background

perspectivas

Segundo o diretor da área de Informá-

tica da Abinee, Hugo Valério, a grande ex-

pectativa orbita na resolução das questões

levantadas sobre a Lei de Informática, de

forma a promover um ambiente de negó-

cios com menor risco. O diretor da área de

Dispositivos Móveis, Luiz Carneiro, acres-

centa que 2018 será dedicado à estrutu-

ração da nova política. “Concentraremos

todos os esforços para manter os atuais

incentivos e contrapartidas, promovendo

a competitividade da fabricação local e os

investimentos em Pesquisa, Desenvolvi-

mento e Inovação”, salienta.

Valério também destaca as questões

macroeconômicas e estruturais, como a

definição do cenário econômico e político

de maior estabilidade, bem como a apro-

vação de reformas nas esferas trabalhistas,

tributária e fiscal previdenciária. “Estas mu-

danças certamente contribuirão muito para

a redução do chamado custo Brasil”, diz.

Já o diretor da área de Manufatura

Eletrônica, Jorge Funaro, ressalta que a

continuidade do controle da inflação e a

consequente redução da taxa de juros tra-

zem expectativa de crescimento, ainda que

moderado.

Na área de infraestrutura de telecomu-

nicações, a perspectiva é moderadamente

otimista. A aprovação do PLC 79, que al-

tera o modelo de concessões de telefonia,

em tramitação no Senado, pode propiciar a

retomada dos investimentos. “O PLC deve

injetar novos valores, pois as empresas vão

assumir compromissos de investir, caso se

comprometam a migrar de concessão para

autorizadas”, diz Paulo Castelo Branco, di-

retor da Área de Telecomunicações. A opi-

nião é compartilhada pelo também diretor

da Abinee Aluizio Byrro. “O PLC 79 deverá

aumentar em 20% os valores investidos pe-

las operadoras após a aprovação”, projeta.

No campo das oportunidades, outro

fator relevante para o segmento de Tec-

nologia da Informação e Comunicação

é a necessidade do amadurecimento do

ambiente regulatório e tecnológico para

finalmente fazer decolar a Internet das Coi-

sas, como lembra o diretor da área de Com-

ponentes da Abinee, Rogério Nunes. “Isto

proporcionará um crescimento ainda maior

do setor de componentes, base de toda a

infraestrutura tecnológica sobre a qual se

fundamenta a sociedade atual”, diz.

janeiro 2018 |

Revista Abinee

nº 93 | 37

ÁREAS 2017 2018

2018 X

2017

Automação

Industrial

4.375 4.681

7%

Componentes 10.409 11.033

6%

Equipamentos

Industriais 23.810 24.524

3%

GTD 16.346 17.981

10%

Informática 22.896 24.270

6%

Material de

Instalação 7.788 7.944

2%

Telecomunicações 32.541

34.819

7%

Utilidades

Domésticas 17.981

20.139

12%

Total 136.146 145.391

7%

PROJEÇÕES PARA FATURAMENTO

TOTAL POR ÁREA

(R$ milhões)

NÍVEL DE EMPREGO

241,0 mil

Crescimento

de 2%

relação a 2017