Table of Contents Table of Contents
Previous Page  35 / 56 Next Page
Information
Show Menu
Previous Page 35 / 56 Next Page
Page Background

janeiro 2018 |

Revista Abinee

nº 93 | 35

C

om um olhar nos efeitos da eleição

presidencial que ocorre em 2018, a

indústria elétrica e eletrônica espe-

ra que o ano represente a conso-

lidação da retomada da atividade iniciada

no último ano. Segundo a Abinee, o fatu-

ramento do setor deve atingir crescimento

de 7% na comparação com 2017, projeção

compatível com a estimativa do PIB, de cer-

ca de 2,5%. A produção do setor também

deve crescer 7% em 2018.

Os investimentos da indústria eletroele-

trônica devem aumentar 10%, totalizando

R$ 2,76 bilhões este ano. A estimativa da

Abinee é de que o nível de emprego alcan-

ce 241 mil trabalhadores em 2018, um incre-

mento de 3,8 mil pessoas. A utilização da

capacidade instalada do setor deve passar

de 77% em 2017 para 80%.

As exportações e as importações tam-

bém devem crescer. As vendas externas

têm previsão de aumento de 3%, uma vez

que a taxa de câmbio deverá permanecer

estável, o que não estimula as exportações.

Já as importações devem subir 5%.

Segundo Sondagem realizada pela

Abinee em dezembro passado, a primeira

metade do ano deve desempenhar papel

fundamental para os resultados de 2018.

De acordo com o levantamento, 72% das

empresas do setor esperam crescimento

no primeiro trimestre na comparação com

o mesmo período de 2017. De acordo com

a pesquisa, 19% projetam estabilidade e

9%, queda. Para o primeiro semestre, 76%

das pesquisadas indicam expectativa de

crescimento.

As expectativas mostram que todas as

áreas representadas pela Abinee esperam

crescimento, sendo que os produtos de

consumo devem estar na dianteira desse

aumento. Como ocorreu em 2017, o desta-

que deve ser as áreas de informática e de

telecomunicações.

No radar das empresas desses segmen-

tos, entretanto, permanece a preocupação

sobre os rumos da Lei de Informática, dian-

te da condenação das políticas industriais

brasileiras pela Organização Mundial do

Comércio (OMC).

nto

de

76%

16%

8%

Crescimento

Estabilidade

Queda

72%

19%

9%

Crescimento

Est bilidade

Queda

76%

16%

8%

Crescimento

Estabilidade

Queda

72%

19%

9%

Crescimento

Estabilidade

Queda

76%

16%

8%

EXPECTATIVA DE VENDAS PARA

1º SEM/2018 X 1º SEM/2017

EXPECTATIVA DE VENDAS PARA

1º TRIM/2018 X 1º TRIM/2017

PROJEÇÃO DE FATURAMENTO

R$ 145,4 bi

Crescimento de

7%

em relação a 2017

$$