Table of Contents Table of Contents
Previous Page  53 / 62 Next Page
Information
Show Menu
Previous Page 53 / 62 Next Page
Page Background

Inatel, parceira do mercado

De um lado, empresas em busca de ino-

vações; do outro, pesquisadores, espe-

cialistas e estudantes ávidos por conheci-

mento, prontos para desafios e encontrar

soluções. Por que não juntar forças para

atender às demandas de um mercado em

constante evolução? Essa tem sido a pro-

posta do Inatel ao longo de sua história e

que resulta em uma formação de excelên-

cia de profissionais e em uma importante

participação no desenvolvimento tecnoló-

gico do País. Recentemente, o Inatel tor-

nou-se associado do IPD Eletron.

Localizada em Santa Rita do Sapucaí,

sul de Minas, conhecida como Vale da

Eletrônica, a instituição une academia

clássica com pesquisa, desenvolvimento,

empreendedorismo e inovação. Reúne 80

professores mestres e doutores, em pes-

quisa aplicada e salas de aula, e outros

mais de 350 profissionais em projetos de

desenvolvimento tecnológico e capacita-

ção, em parceria com mais de 150 empre-

sas nacionais e multinacionais.

O Inatel desenvolve, para diferentes

segmentos de mercado, soluções que

atendem às mais atuais demandas por

tecnologia. A equipe de especialistas

possui perfil multidisciplinar, que acumu-

la competências em desenvolvimento de

softwares e hardwares de última gera-

ção. Através de técnicas de design, que

colocam o indivíduo no foco do problema

a ser resolvido, tem se destacado com a

criação de diversos produtos, sistemas ou

soluções completas que estão presentes

por todo o País, inclusive fora dele.

“O desafio de sincronizar o ritmo da

academia com o do mercado tem pau-

tado o trabalho do Inatel Competence

Center, e este exercício contínuo propicia

a maturação do processo de gestão de

projetos tecnológicos dentro do Inatel”,

afirma o gerente de Desenvolvimento de

Negócios do Inatel, Leandro Guerzoni.

Buscando mecanismos que incenti-

vam e viabilizam a relação entre a acade-

mia e as empresas, o Inatel atualmente é

Unidade Embrapii para a área de comu-

nicação digital e radiofrequência, o que

possibilita aos seus parceiros acesso à

financiamentos federais para o desenvol-

vimento das suas inovações.

A convergência entre pesquisa, de-

senvolvimento e inovação foi intensifi-

cada com projetos como o Inatel Smart

Campus e o Centro de Referência em Ra-

diocomunicações. O CRR foca as ações

na futura rede de comunicação móvel,

prevista para 2020. Em pouco mais de

dois anos, os quase 40 pesquisadores

desenvolveram um modem 5G com tec-

nologia nacional que ganhou, em 2017,

um prêmio na Europa como a melhor

solução flexível para a futura rede móvel.

Já o Smart Campus reúne iniciativas

em Internet of Things (IoT), transforman-

do o Inatel em um grande living lab. A

proposta do instituto é criar um ecossis-

tema para o desenvolvimento em IoT,

colocando os resultados das pesquisas

realizadas no campus em contato com

soluções de mercado trazidas por parcei-

ros apoiadores da iniciativa.

Conheça mais no site no IPD Eletron:

www.ipdeletron.org.br

dezembro 2017 |

Revista Abinee

nº 92 | 49