Table of Contents Table of Contents
Previous Page  52 / 62 Next Page
Information
Show Menu
Previous Page 52 / 62 Next Page
Page Background

52 |

Revista Abinee

nº 92 | dezembro 2017

ipd eletron

SENAI CIMATEC,

referência nacional e internacional

Com apenas 15 anos de existência, o SENAI

CIMATEC conta com um dos mais robustos

centros tecnológicos do País.

O Instituto, associado ao IPD Eletron, alcan-

çou relevância nacional e reconhecimento

internacional. Essa condição é fruto de um

arranjo peculiar, por reunir em um único

campus um dos mais robustos centros tec-

nológicos do país, um centro universitário de

referência e uma escola técnica, que operam

de forma integrada e em sinergia.

Com infraestrutura diferenciada, inclui

56 laboratórios e 33 áreas de competência

alinhadas às demandas da indústria, bem

como incubadoras de base tecnológica (40

startups por ano), projetos de PD&I (pesqui-

sa, desenvolvimento e inovação), graças a

uma carteira com mais de 80 projetos com

empresas. Tudo isso cria um ambiente aca-

dêmico estimulante. Michael Piore, professor

do MIT (EUA), observa que o SENAI CIMA-

TEC diferencia-se, como organização, por

“unir tecnologia e inovação com o ensino”.

Os alunos de Engenharia do Centro Uni-

versitário SENAI CIMATEC são desafiados a

desenvolver projetos sobre problemas reais

da indústria, logo no início do curso. São pro-

tótipos e soluções que ampliamos limites do

aprendizado. Os resultados surpreendem.

É o caso do projeto que controla o uso

de vagas exclusivas de veículos, com um

sistema de RFID – Identificação por Radio-

frequência (Radio Frequency IDentification)

que soa um alarme sonoro e envia mensa-

gemaos gestores do estacionamento, quan-

do usuários sem permissão tentam estacio-

nar em vagas de idosos ou gestantes.

Cases de sucesso

O primeiro protótipo do Veículo Autôno-

mo Submerso (AUV, sigla para Autonomous

Underwater Vehicle), foi desenvolvido em

parceria da BG Brasil, subsidiária da Shell,

tem como objetivo realizar inspeções visuais

em 3D de alta resolução para alcançar ní-

veis avançados na exploração de petróleo e

gás em águas profundas, visando a garantir

maior segurança operacional e ao meio am-

biente, reduzindo drasticamente os custos

atuais para operações desse tipo.

“O Projeto Flat Fish, um dos melhores, se

não, o melhor robô autônomo subaquático

do mundo, resultado da parceria do CIMA-

TEC com o DFKI, é um excelente exemplo

da integração e cooperação que podem

realmente fazer a diferença e impulsionar a

tecnologia e inovação no mundo”, destaca o

diretor do DFKI, Centro Alemão de Pesquisa

em Inteligência Artificial, Frank Kirchner.

Conheça mais no site no IPD Eletron:

www.ipdeletron.org.br.

48 |

Revista Abinee

º 92 | dezembro 2017