Table of Contents Table of Contents
Previous Page  39 / 62 Next Page
Information
Show Menu
Previous Page 39 / 62 Next Page
Page Background

O

número de usinas de micro ou

minigeração fotovoltaica do País

dobrou em 2017 (até outubro),

passando de 7 mil para 16 mil co-

nexões e ampliando a capacidade instalada

para 140 MW. Esse ritmo vertiginoso de ex-

pansão deve continuar nos próximos anos.

Projeções indicam que até 2024, o total de

conexões passará a 886,7 mil unidades, sen-

do 808,3 mil no setor residencial e 78,4 mil

no setor comercial, totalizando a potência

instalada de aproximadamente de 3,2 GW.

A difusão cada vez maior da fonte solar fo-

tovoltaica demanda mão de obra capacitada

para garantir a segurança das instalações.

Antevendo essa necessidade, a Abinee

aproximou-se de universidades e escolas

profissionalizantes, como Senai, Centro Pau-

la Souza, Institutos Federais de Educação

e Ministério da Educação, que já trabalham

com o tema da energia fotovoltaica.

Nas interações com a comunidade aca-

dêmica, o Grupo de Trabalho de Mão de

Obra do Grupo Setorial de Sistemas Foto-

voltaicos da Abinee contribuiu para a formu-

lação de currículos de cursos que já estão

sendo oferecidos, apresentando a visão da

indústria e de mercado para melhor preparar

os profissionais. “Consideramos que treinar

é muito diferente de capacitar, por isso, esta

interação foi de extrema importância”, diz o

coordenador do GT, Juarez Guerra.

Segundo ele, todos os principais

players

do mercado na formação da mão de obra

já oferecem cursos com conteúdos impor-

tantes e de boa carga horária, nos quais se

incluem a parte prática e laboratórios espe-

cíficos para este fim.

Sistema SENAI de

Certificação

de Pessoas

O modelo a ser aplicado para o reco-

nhecimento dos montadores de siste-

mas fotovoltaicos está baseado no Sis-

tema SENAI de Certificação de Pessoas

(SSCP), criado em 2008, e estruturado

de acordo com a norma ABNT NBR ISO/

IEC 17024 - Requisitos gerais para orga-

nismos que certificam pessoas. Nestes

dez anos de operação, cerca de 5 mil

processos de certificação foram reali-

zados atendendo às áreas Automotiva

(Mecânicos de manutenção de auto-

móveis), de Construção civil (Pedreiros,

Eletricistas, Encanadores, Soldadores

de PEAD para gás, Assentadores de

revestimentos cerâmicos e Instaladores

de pisos laminados), Turismo, Soldagem

(Soldadores que atuam segundo o códi-

go ASME IX), Petróleo e Gás (Instalado-

res, Convertedores e Mantenedores de

tubulações de aparelhos a gás) e Ves-

tuário (Costureiros industriais). Cerca de

3,5 mil pessoas já foram certificadas em

todos os processos do SSCP.

O SSCP opera por meio de Centros de

Exames para Certificação (CEC) insta-

lados em oito Unidades Operacionais

do SENAI em cinco estados do Brasil.

E, havendo demanda, outros CECs

podem ser instalados e colocados em

operação.

As equipes do SSCP coordenam Co-

mitês Técnicos Setoriais que definem

perfis profissionais e regras para os

processos de certificação, elaboram os

exames - escritos e práticos - examinam

os candidatos e emitem recomendações

sobre a certificação ou não de cada

candidato a partir do seu desempenho

evidenciado nas avaliações.

A fonte solar fotovoltaica

representa 99% do número

total de instalações de micro

ou minigeração distribuída

dezembro 2017 |

Revista Abinee

nº 92 | 35