Table of Contents Table of Contents
Previous Page  24 / 62 Next Page
Information
Show Menu
Previous Page 24 / 62 Next Page
Page Background

24 |

Revista Abinee

nº 92 | dezembro 2017

Lançada Frente

Parlamentar Mista

da Indústria Elétrica

e Eletrônica

às suas demandas e possibilite sua proje-

ção no cenário internacional”, afirmou.

Em sua avaliação, o Brasil precisa melho-

rar a produtividade geral de sua economia,

o que passa pelo fortalecimento do parque

industrial, principalmente aquele commaior

potencial tecnológico como o eletroeletrô-

nico. “Vamos trabalhar para que essa frente

tenha um papel significativo na pauta da

agenda do Congresso Nacional. Este é o

nosso compromisso”, disse Bilac Pinto.

Lei de Informática:

um dos temas em pauta

“A criação da Frente Parlamentar eviden-

cia a importância do nosso setor para o cres-

cimento econômico e geração de empregos

de qualidade no País”, afirmou o presidente

executivo da

Abinee

, Humberto Barbato.

Segundo ele, a iniciativa também representa

a consolidação do trabalho de interlocução

que a associação vem desenvolvendo ao

longo dos anos junto ao Congresso.

Um dos principais temas em pauta é a

reformulação da Lei de Informática após

C

om a adesão de mais de 200

parlamentares, foi constituída ofi-

cialmente, no mês de setembro, a

Frente Parlamentar para o Desen-

volvimento da Indústria Elétrica e Eletrônica.

O objetivo da iniciativa, liderada pelo

Deputado Bilac Pinto (PR-MG) e que conta

com o apoio da

Abinee

, é acompanhar po-

líticas públicas dirigidas à indústria de equi-

pamentos eletroeletrônicos instalada no

Brasil e monitorar proposições legislativas

que tenham impacto no setor. O evento re-

uniu empresários e parlamentares no Salão

Nobre da Câmara dos Deputados.

O deputado federal e presidente da

Frente, Bilac Pinto, afirmou que a indústria

elétrica e eletrônica instalada no Brasil tem

caráter estratégico ao conferir inovação e

tecnologia a todo o conjunto da economia,

contribuindo decisivamente para a geração

de empregos de qualidade no País. “O setor

eletroeletrônico responde por 2,1% PIB e é

responsável por mais de 230 mil empregos

diretos, por isso, merece um olhar atento

dos parlamentares no sentido de garantir

uma legislação moderna que corresponda

congresso