Table of Contents Table of Contents
Previous Page  25 / 56 Next Page
Information
Show Menu
Previous Page 25 / 56 Next Page
Page Background

maio 2017 |

Revista Abinee

nº 90 | 25

a Camex deve considerar a necessidade de

revisão geral do perfil tarifário brasileiro de

forma mais ampla.

Durante a reunião, representantes da

Abinee

e de empresas associadas elogia-

ram a intenção da Camex no sentido de pro-

mover mudanças no regime de ex-tarifário,

mas também manifestaram preocupação

quanto à forma como ocorrerá o processo

de alteração. O assessor de Relações Inter-

nacionais da

Abinee

, Mario Roberto Branco,

apresentou exemplos de produtos cuja redu-

ção da tarifa em 10% pode criar dificuldades,

principalmente, no caso de insumos que

não possuem fabricação local. A simples re-

dução da TEC para insumos poderá resultar

numa elevação da tarifa na importação des-

ses insumos. Essa situação pode acontecer

também nos casos de bens de capital, sem

produção nacional. “É preciso uma análise

mais detalhada de cada produto”.

O presidente executivo da

Abinee

,

Humberto Barbato, destacou a necessida-

de de se encontrar equilíbrio na proposta.

Segundo ele, a entidade fará uma avaliação

dos ex-tarifários vigentes e encaminhará

sugestões efetivas à Camex. “Vamos fazer

uma consulta às empresas para definir os

produtos, insumos e equipamentos que

podem ter tarifas zeradas, por não ter fa-

bricação local, e aqueles que poderão ter a

redução linear”, afirmou.