Table of Contents Table of Contents
Previous Page  21 / 56 Next Page
Information
Show Menu
Previous Page 21 / 56 Next Page
Page Background

maio 2017 |

Revista Abinee

nº 90 | 21

Soluções estratégicas

Informações transmitidas dentro de fábri-

cas de fornecedores, operações internas

e em instalações de clientes fornecem

soluções estratégicas para:

• Identificar pontos operacionais fortes

e fracos

• Analisar processos e planejar iniciati-

vas de melhoria

• Projetar e implementar melhores sis-

temas de produção

• Desenvolver programas de treina-

mento específicos

• Estabelecer sistemas de gestão de

desempenho

os envolvidos”, acrescenta Groszmann. A

previsibilidade de aumento, ou redução,

de demanda, possibilita um melhor plane-

jamento do “ecossistema econômico”, evi-

tando custos desnecessários, ou eventuais

perdas de negócios por falta de produto

disponível para atender o mercado.

“Este ganho de eficiência interna e o

correto balanceamento na cadeia produtiva

são fatores críticos no estabelecimento de

um novo patamar de competitividade que

tanto necessitamos no País”.

automação

Benefícios da manufatura inteligente

Os benefícios da manufatura inteligen-

te são inúmeros e transcendem os muros

de uma empresa moderna. Sua aplicação

consiste na convergência de sistemas

de Tecnologia da Informação (TI) e de

Tecnologia de Operações (TO) em uma

infraestrutura de rede unificada, como,

por exemplo, a Ethernet/IP, que permite

conectividade total e compartilhamento

de informações entre pessoas, processos

e coisas.

A manufatura inteligente representa

a integração de três fatores-chave de

produtividade: automação, informações

das operações e análises avançadas, que

garantem segurança, sustentabilidade e

desempenho na atividade industrial.

O diretor da área de Automação da

Abinee

destaca que a integração interna

das diversas áreas de uma empresa, in-

cluindo a manufatura propriamente dita,

possibilita ganhos significativos de produti-

vidade, redução de custos, altos índices de

qualidade e, principalmente, flexibilidade

e velocidade de respostas compatíveis à

dinâmica de mercado.

“Aliado a isto, a integração externa en-

volvendo o

supply chain

, desde os prin-

cipais fornecedores na cadeia produtiva

até o cliente final, é benéfica para todos