Background Image
Table of Contents Table of Contents
Previous Page  19 / 40 Next Page
Information
Show Menu
Previous Page 19 / 40 Next Page
Page Background

outubro 2015 |

Revista Abinee

nº 83 | 19

Para capturar o melhor deles, é preciso um

ambiente regulatório e tributário confiável,

seguro e estável que estimule investimen-

tos”. Ele pondera que alguns destes pro-

dutos não serão fabricados no Brasil, mas

outros sim, com competência e inovação.

“A oportunidade é focar nestes produtos”,

completa.

Próxima onda de produtividade

O segmento de Automação tem papel

central nesta nova onda e ganhará mais

presença nas mais variadas atividades eco-

nômicas. Segundo o diretor desta área na

Abinee

, Raul Victor Groszmann, a tecnologia

está transformando tudo. “Nós estamos em

meio a uma transição tecnológica impressio-

nante, que gera um grande impacto nas em-

presas. A produtividade estará no coração

das soluções que tratam essas questões. E

a próxima onda de produtividade será resul-

tante da Internet das Coisas”, diz.

Para ele, a proliferação de dispositivos

habilitados para internet e a implantação

de sistemas de controle em EtherNet/IP

padrão têm o potencial de proporcionar

inúmeros benefícios e grandes riscos com-

petitivos para empresas que não estão

preparando uma resposta

estratégica. “Obviamente,

estabelecer uma empresa

verdadeiramente conecta-

da é bem mais complexo

do que simplesmente co-

nectar sistemas distintos.

Significa ter acesso a dados

históricos e em tempo real,

onde quer que eles este-

jam sendo gerados, e a to-

dos os dados comerciais e

transacionais que afetarão

diferentes partes da fábrica

e suas operações”, afirma Groszmann.

Ele ressalta que, neste contexto, fazer

conexões seguras é imperativo. “À medida

que o isolamento histórico entre as redes

corporativas e o chão de fábrica é rompido,

as indústrias precisam entender melhor os

riscos potenciais - e bem reais - de segu-

rança. As operações de sua rede, os ativos

e a propriedade intelectual precisam ser

protegidas contra ameaças em potencial”.

Groszmann salienta que os engenheiros

de automação precisam trabalhar próximo

do pessoal de segurança cibernética e vi-

ce-versa, para conhecer seus pontos fortes

e necessidades, e ajudar a encontrar a me-

lhor forma para dar sentido a isso tudo.

especial novas tecnologias

Raul Victor Groszmann

Márcio Shaffer