Background Image
Table of Contents Table of Contents
Previous Page  17 / 40 Next Page
Information
Show Menu
Previous Page 17 / 40 Next Page
Page Background

outubro 2015 |

Revista Abinee

nº 83 | 17

especial novas tecnologias

sofisticada. “Para que esta evolução ocorra,

algumas premissas são básicas”, observa.

Segundo ele, é recomendável uma área

de planejamento tecnológico para pensar

e planejar o país em termos tecnológicos

e, também, políticas industriais objetivando

melhorar a competitividade, simplificar os

processos burocráticos e eliminar o custo

Brasil.

Na mesma linha do cientista Fábio Gan-

dour, Valério destaca que o país precisa de

investimentos em banda larga e nas novas

gerações de redes de forma a oferecer a

infraestrutura necessária para que os dis-

positivos possam se comunicar. Ele ressal-

ta, também, que o sistema elétrico precisa

investir e implantar o

Smart Grid

para que

esteja integrado à internet.

Hugo Valério ressalta que, para operar

e desenvolver estas tecnologias, será ne-

cessária mão de obra qualificada, ou seja,

engenheiros e técnicos de

hardware

,

soft-

ware

e sistemas. “Portanto, é imprescindí-

vel investir em educação e treinamento de

forma a preparar recursos humanos para

esta nova fase que se descortina”.

Maior eficiência pública

Considerando o papel das redes e os

dispositivos de Telecomunicações cada

vez mais importante na vida das pessoas,

nos negócios e no alcance das ações de

governo, o diretor da área na

Abinee

, Pau-

lo Castelo Branco, afirma que o segmento

vê grandes possibilidades de negócios e

de projetos que melhoram a eficiência das

empresas e dos órgãos de governo, bem

como a vida das pessoas. Ele salienta que,

com os dados gerados por milhares de sen-

sores e câmeras, passa a ser humanamen-

te impossível analisá-los, tornando-se um

grande desafio para os administradores de

cidades. “Aplicações de análise inteligente

de Big Data para segurança pública, mo-

bilidade urbana, prevenção de desastres,

dentre outras, podem ser introduzidas,

automatizando a geração de eventos cor-

relacionados e qualificados, para que os

gestores possam tomar

decisões com assertivida-

de, que serão diretamente

refletidas na credibilidade

da gestão”, explica.

Para que isso se realize,

Castelo Branco aponta a

necessidade de se reduzir

os impostos e contribuições

que oneram demasiada-

mente os serviços e os in-

vestimentos em infraestru-

tura de telecomunicações

e de serviços específicos

de

Smart City

. “Em relação à preparação

do lado do contratante, das cidades, por

exemplo, os desafios são enormes, mas

necessários para o crescimento”, afirma.

Ele acrescenta que, embora os fundos

sejam abundantes, os gestores municipais

devem se atentar à formatação dos pleitos,

visto que estes devem ser realizados por

profissionais que conheçam as tecnologias

disponíveis no mercado e que tenham do-

mínio de planejamento de negócios.

Para o diretor da área de Dispositivos

Móveis da

Abinee

, Luiz Cláudio Carneiro,

a Internet das Coisas é a grande onda tec-

nológica do momento, em

plena evidência no nosso

dia a dia. “Os dispositivos

móveis já se conectam a

muitas coisas e em pou-

co tempo se conectarão

a muitas outras. Com o

avanço desta tecnologia,

tudo que nos rodeia esta-

rá interligado, até mesmo

o que nem imaginamos. É

uma revolução que está

mudando nossa vida para

melhor, e promete muito

mais”, afirma.

Carneiro salienta que é, também, uma

revolução econômica, com grande poten-

cial transformador. “O Brasil, é, e continua-

rá sendo, um grande mercado para estes

dispositivos, com muitas oportunidades.

Paulo Castelo Branco

Luiz Cláudio Carneiro

Márcio Shaffer

Márcio Shaffer