Background Image
Table of Contents Table of Contents
Previous Page  15 / 40 Next Page
Information
Show Menu
Previous Page 15 / 40 Next Page
Page Background

outubro 2015 |

Revista Abinee

nº 83 | 15

N

esta nova onda tecnológica, sur-

gem diferentes e variadas funcio-

nalidades a produtos, nova roupa-

gem a processos industriais, maior

eficiência em gestão pública e de recursos,

além de maior comodidade para as pes-

soas em geral.

O cientista-chefe da IBM, Fábio Gandour,

avalia que tanto para o Brasil quanto para

qualquer outro país, o surgimento de uma

nova onda tecnológica sempre representa

uma oportunidade. “De endereçar neces-

sidades da população, de criar novos ne-

gócios, gerar novos empregos e acelerar a

economia. Acreditamos que o Brasil saberá

aproveitar estas oportunidades”, diz.

Segundo ele, o mundo está totalmente

globalizado e o mercado provedor de tec-

nologia tem soluções de ponta disponíveis

para todos. Por outro lado, o País ainda

enfrenta alguns desafios para adoção de

soluções tecnológicas em larga escala. “O

maior deles continua sendo a falta de in-

fraestrutura. Tecnologia depende de ener-

gia elétrica abundante e comunicação via

internet”, enfatiza.

Outro desafio a ser equacionado diz res-

peito à mão de obra no Brasil para acom-

panhar este novo conceito. “Tenho uma

resposta bem objetiva para esta questão:

incluir nos currículos escolares uma matéria

evolutiva - que exista em todos os graus,

com complexidade crescente a partir de

um determinado nível - chamada Expres-

são Técnica Oral e Escrita”, destaca Gan-

dour. Segundo ele, este formato é o que

corresponde à matéria chamada ‘

Technical

Writting

’ nos Estados Unidos, Alemanha,

Japão e países escandinavos. “Mas acho

que os formuladores das políticas nacionais

de educação não têm a menor ideia do que

seja isto”, ironiza.

Fábio Gandour lembra que a tecnologia

que já está disponível pode até ser usada

em benefício da sociedade, e sem muito

esforço. “É assim: atualmente, tudo que se

diz e que se faz pode ser documentado. Por

imagens e por som. A tecnologia que está

no bolso da imensa maioria

dos cidadãos brasileiros

pode fotografar, filmar ou,

pelo menos, gravar tudo

que acontece ao redor de

cada um. Em qualquer con-

texto, público ou privado,

tudo pode ser documenta-

do. É a verdade capturada

em bits. Agora, é só usar a

imaginação. Por exemplo,

fazer um

hackaton

[compe-

tição de programação] para

promover formas criativas e

inovadoras de se usar a verdade documen-

tada. Não parece uma boa forma de usar a

tecnologia?”, sugere.

As novas ondas tecnológicas pelos

segmentos da Abinee

As oportunidades a partir das novas

tecnologias que emergem perpassam

diversas áreas que atuam na

Abinee

. Por

essa razão, a entidade tem participado da

Câmara de Gestão e Acompanhamento do

Desenvolvimento de Sistemas Máquina a

Máquina, criado no ano passado, liderado

pelo Ministério das Comunicações, com a

participação de represen-

tantes da indústria, das

prestadoras de serviço

em telecomunicações, de

instituições de ensino e de-

senvolvedores. No âmbito

deste grupo, está sendo

elaborado um Plano Nacio-

nal para Internet das Coisas

e Comunicação Máquina a

Máquina.

O diretor da área de In-

formática da

Abinee

, Hugo

Valério, afirma que, com

a evolução da tecnologia,

será possível observar um processo de au-

tomação intenso, pela conexão de infinitos

dispositivos inteligentes, pela adoção de

smart grid

nas redes elétricas e, por conse-

quência, também na automação industrial

Hugo Valério

Fábio Gandour

Márcio Shaffer