Índice de Confiança do Empresário Industrial - Agosto/2021

Índice de Confiança do Empresário Industrial do Setor Eletroeletrônico cresce pelo quarto mês seguido

ICEI do Setor Eletroeletrônico

No mês de agosto de 2021, o Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) do Setor Eletroeletrônico, conforme dados da CNI agregados pela Abinee, atingiu 63,3 pontos, 0,3 ponto acima do verificado no mês imediatamente anterior (63,0 pontos).

Observa-se, portanto, que apesar de modesto, esse foi o quarto crescimento consecutivo, após quatro quedas seguidas. O índice de agosto é o maior deste ano.

Índice de Confiança

Dessa forma, o ICEI da indústria eletroeletrônica permaneceu acima da linha divisória dos 50 pontos, demonstrando confiança do empresário industrial do setor.

Vale lembrar que o ICEI varia de 0 a 100 pontos, sendo que valores acima de 50 pontos mostram confiança do empresário industrial e abaixo de 50 pontos apontam falta de confiança.

Índice de Confiança

Ao comparar com o resultado verificado em agosto do ano passado (58,2 pontos), o ICEI do setor subiu 5,1 pontos. Vale lembrar que em agosto do ano passado o ICEI já havia apresentado resultados melhores do que os verificados em abril e maio de 2020, meses que sofreram os maiores impactos da pandemia de Covid-19.

ICEI do Setor Eletroeletrônico por segmentos - Áreas Elétrica e Eletrônica

O crescimento do ICEI do setor no mês de agosto de 2021 decorreu da elevação de 1,1 pontos na confiança do empresário da área elétrica, que passou de 64,0 para 65,1 pontos.

Destaca-se que a área elétrica foi o quarto setor mais confiante entre os trinta setores da indústria acompanhados pela CNI.

Por outro lado, o ICEI da área eletrônica recuou 0,5 pontos, diminuindo de 61,9 para 61,4 pontos.

Mas mesmo assim tanto o ICEI da área elétrica quanto da área eletrônica continuam acima dos 50 pontos desde agosto do ano passado, indicando confiança do empresário.

Índice de Confiança

Componentes do ICEI do Setor Eletroeletrônico

O ICEI é composto pelo índice de condições atuais e pelo índice de expectativas.

Destacou-se, no mês de agosto, que a elevação no ICEI do setor contou com o incremento no índice de expectativas, que passou de 64,7 para 65,9 pontos. Enquanto que o índice de condições atuais recuou de 59,7 para 58,3 pontos.

Esses resultados mostram que os empresários estão preocupados com a situação de momento da economia, mas mesmo assim continuam confiantes para os próximos meses.

Vale ressaltar que, mesmo com a queda no índice de condições atuais, os dois indicadores permaneceram acima de 50 pontos apontando confiança do empresário.

ICEI da Indústria Geral

O ICEI da indústria geral atingiu 63,2 pontos no mês de agosto de 2021, apontando incremento de 1,2 pontos em relação ao mês imediatamente anterior (62,0 pontos).

Destaca-se que esse foi o quarto aumento consecutivo.

Diferente do que foi verificado no setor eletroeletrônico, na indústria geral foram observados incrementos tanto no índice de condições atuais que atingiu 57,5 pontos, quanto no índice de expectativas que alcançou 66,0 pontos.

De uma forma geral, o ICEI da indústria permanece acima da linha de 50 pontos por treze meses seguidos, indicando confiança do empresário industrial.


As séries históricas desses indicadores estão disponíveis no site da Abinee em Economia e Estatísticas - Base de Dados Econômicos.

 
 
 

Informações Adicionais

Cristina Keller

Analista de Economia

11 2175-0031

Informações Imprensa

Jean Carlo Martins

Assessor de Comunicação

11 2175-0099

 
 
Abinee - Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica

Escritório Central: Avenida Paulista, 1313 - 7º andar - 01311-923 - São Paulo - SP
Fone: 11 2175-0000 - Fax: 11 2175-0090