Balança Comercial - Janeiro - Maio/2016

MAIO DE 2016

Exportações

No mês de maio de 2016, as exportações de produtos do setor eletroeletrônico somaram US$ 504,3 milhões, 4,8% acima das ocorridas em maio de 2015 (US$ 481,2 milhões).

Este foi o 3º mês deste ano em que as vendas externas de bens do setor foram superiores às realizadas no mesmo período do ano passado.

Evolução das Exportações - US$

A maior taxa de crescimento no mês de maio de 2016 foi resultante das exportações de bens de Informática (+206,6%), com destaque para as máquinas de processamento de dados (+552%), cujas vendas passaram de US$ 2,5 milhões, em maio de 2015, para US$ 16,5 milhões, em maio de 2016. Ressalta-se que o principal destino dessas exportações foram os Estados Unidos.

Ainda referente à área de Informática, verificou-se incremento de 294% nas exportações de impressoras, que aumentaram de US$ 2,0 milhões para US$ 7,9 milhões no período citado.

Cresceram também as vendas externas de bens de GTD – Geração, Transmissão e Distribuição de Energia Elétrica – (+32,4%) e de Telecomunicações (+15,5%), destacando os painéis e quadros (+344%) e estações radio base (+34%), respectivamente.

Por outro lado, as maiores taxas de retração ocorreram nas exportações de Utilidades Domésticas (-17,6%) e de Material Elétrico de Instalação (-16,9%).

Evolução das Exportações - US$

Em relação ao mês imediatamente anterior, as exportações cresceram 18,0%. Com exceção de Automação Industrial (-1,7%), aumentaram as vendas externas de bens das demais áreas, chegando a atingir incremento de até 70%, como no caso de Informática.

Evolução das Exportações - US$

Importações

No mês de maio de 2016, as importações somaram US$ 2,1 bilhões, 22,7% abaixo das ocorridas em maio do ano anterior (US$ 2,7 bilhões).

Este foi o 26º mês consecutivo em que as importações apresentaram montantes inferiores aos atingidos em iguais períodos anteriores.

Estes resultados refletem a queda da atividade do País. Em alguns casos, nota-se também, substituição de importações, em função da desvalorização do real, que encarece os produtos importados.

Evolução das Exportações - US$

Especificamente no mês de maio de 2016, apenas a área de GTD (+1,2%) não apontou retração. As demais áreas registraram quedas que variaram de -9,8% (Telecomunicações) a -30,1% (Utilidades Domésticas). O resultado de GTD contou com o aumento de 58% nas importações de grupos eletrogêneos.

A retração das importações de bens de Utilidades Domésticas foi influenciada pelas reduções de ferramentas elétricas manuais (-50%), panelas eletrotérmicas (-45%), cafeteiras (-44%), entre outros.

Evolução das Exportações - US$

Ao comparar com o mês imediatamente anterior, as importações aumentaram 12,9%. Com exceção de Telecomunicações (-11,5%), observou-se incremento nas demais áreas do setor analisadas.

Evolução das Exportações - US$

Janeiro a Maio de 2016

Exportações

No acumulado de janeiro-maio de 2016, as exportações de produtos elétricos e eletrônicos somaram US$ 2,39 bilhões, 1,9% acima das registradas no mesmo período de 2015 (US$ 2,35 bilhões).

Destacaram-se os incrementos nas exportações de bens de Informática (+60,4%), de Equipamentos Industriais (+26,0%) e de produtos de GTD (+16,5%). No primeiro caso, foram observados expressivos crescimentos nas vendas externas de impressoras (+150%), máquinas de processamento de dados (+51%) e cartões inteligentes (“smart cards”) (+48%). Apenas estes três produtos somaram US$ 108 milhões, o que significa mais de 70% do total da área.

Em Equipamentos Industriais, destacaram-se as exportações de aparelhos para filtrar ou depurar gases (+1671%), que somaram US$ 169 milhões, em função de uma venda pontual ocorrida no mês de março para a China; e de aparelhos e dispositivos para tratamento de materiais por meio de operações que implicam mudança de temperatura (+192%), cujas exportações atingiram US$ 95 milhões, também decorrente de uma venda específica para China, ocorrida em janeiro de 2016.

E as exportações de bens de GTD contaram com as vendas externas de painéis e quadros (+270%), que passaram de US$ 17 milhões, em janeiro-maio de 2015, para US$ 65 milhões, em janeiro-maio de 2016.

Evolução das Exportações - US$

As vendas externas de Componentes Elétricos e Eletrônicos atingiram US$ 982,5 milhões, 11,1% inferiores às realizadas em janeiro-maio do ano passado. Dentre eles estão os produtos mais exportados do setor: componentes para equipamentos industriais (-5%), eletrônica embarcada (-14%) e motocompressores herméticos (-3%), que juntos totalizaram US$ 641 milhões, representando 65% do total desta área.

Evolução das Exportações - US$

Importações

As importações de produtos elétricos e eletrônicos somaram US$ 9,6 bilhões no acumulado dos primeiros cinco meses deste ano, 37,5% abaixo das ocorridas em igual período de 2015 (US$ 15,3 bilhões).

Todas as áreas apresentaram queda nas importações com taxas que variaram de -20% a -50%.

As importações de Utilidades Domésticas recuaram 48,7%, com retração nas compras externas de todos os seus segmentos: linha branca (-51%), portáteis (-51%) e imagem e som (-47%).

Os Componentes Elétricos e Eletrônicos foram responsáveis por 57% do total importado de bens do setor, alcançando US$ 5,5 bilhões. Este montante foi 39,6% inferior ao registrado em janeiro-maio de 2015.

Evolução das Exportações - US$

Dentre seus itens, destacaram os produtos mais importados do setor, como os componentes para telecomunicações (-48%), semicondutores (-32%), componentes para informática (-44%) e eletrônica embarcada (-19%).

Verifica-se que os dez produtos mais importados do setor recuaram em relação às compras externas realizadas em igual período do ano passado.

Saldo Comercial

No acumulado de janeiro-maio de 2016, o déficit da balança comercial dos produtos elétricos e eletrônicos somou US$ 7,19 bilhões, 45% abaixo do apontado nos primeiros cinco meses do ano passado (US$ 12,98 bilhões).

É importante lembrar que, desde junho de 2014, o déficit da balança do setor, no acumulado do ano, começou a registrar resultados abaixo dos apontados nos mesmos períodos do ano anterior.

Este comportamento vem se repetindo a cada mês, consequência da queda das importações que também vem sendo verificada desde 2014.

As exportações, ainda de uma maneira modesta, começam a mostrar resultados um pouco melhores do que os verificados no ano passado.


Os dados detalhados da Balança Comercial de Produtos do Setor Eletroeletrônico para associadas encontram-se em RESERVADO.

 

Informações Adicionais

Luiz Cezar Elias Rochel

Gerente de Economia

11 2175-0030

Informações Imprensa

Jean Carlo Martins

Assessor de Comunicação

11 2175-0099

 
 
Abinee - Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica

Escritório Central: Avenida Paulista, 1313 - 7º andar - 01311-923 - São Paulo - SP
Fone: 11 2175-0000 - Fax: 11 2175-0090