Avaliação Setorial - 2º Trimestre 2014

Desempenho do Setor

Faturamento

O faturamento da indústria eletroeletrônica cresceu 3% no 1º semestre de 2014 em relação a igual período de 2013, o que, descontada a inflação do setor, representa queda real de 4%.

Observa-se que, com exceção da área de Telecomunicações, o faturamento de todas as demais apresentaram crescimentos menores no 2º trimestre de 2014 do que no 1º trimestre de 2014.


Quadro 01
Var % do Faturamento por Área por trimestre
Reais Correntes

Áreas 1ºT/14 X
1ºT/13
2ºT/14 X
2ºT/13
1ºS/14 X
1ºS/13
Automação Industrial 17% 4% 11%
Componentes -1% -8% -4%
Equipamentos Industriais 12% 10% 11%
GTD * 8% -1% 4%
Informática -5% -17% -12%
Material de Instalação 4% 1% 2%
Telecomunicações 3% 10% 7%
Utilidades Domésticas 26% 13% 19%
Total 6% 0% 3%

* GTD - Geração, Transmissão e Distribuição de Energia Elétrica


Quanto às áreas de Automação Industrial e Equipamentos Industriais, dependentes de investimentos produtivos, o crescimento observado, de 11% para as duas áreas no 1º semestre de 2014, é justificado pelas encomendas de equipamentos ocorridas no final do ano passado, que geraram faturamento neste início de ano. No entanto, no 2º trimestre de 2014, as vendas e encomendas sofreram retração, fato que irá afetar o faturamento desses segmentos no 2º semestre do ano.

No caso da área de GTD (Geração, Transmissão e Distribuição de Energia Elétrica), estão ocorrendo encomendas de equipamentos decorrentes dos investimentos em Geração e Transmissão. No entanto, os investimentos em Distribuição estão parados e, desta forma, com poucas aquisições de equipamentos.

Quanto à área de Material Elétrico de Instalação, apesar de todos os incentivos para a construção civil, não forram registrados reflexos nos negócios nas pequenas construções e reformas, principais mercados deste segmento.

Em Informática, o crescimento das vendas dos tablets não foi o suficiente para compensar a queda dos notebooks e desktops.

No 1º semestre de 2014, o mercado de tablets, em unidades, cresceu 21% na comparação com o 1º semestre de 2013, enquanto os desktops caíram 33% e os notebooks recuaram 22%.

Mercado de PC's

Em Telecomunicações, ainda na comparação do 1º semestre deste ano com iguais meses de 2013, cresceu o faturamento para telefones celulares (+27%), enquanto ocorreu queda no faturamento de equipamento para infraestrutura (-9%).

Quanto aos celulares, o crescimento teve origem nas vendas dos smartphones, que estão ocupando o espaço dos telefones tradicionais. No primeiro semestre de 2014, as vendas desses aparelhos representaram cerca de 70% do mercado. No caso da infraestrutura de telecomunicações, os investimentos estão parados em função da não realização dos leilões da faixa de frequência de 700 MHZ. Até que este leilão seja realizado, não existe perspectiva de retomada dos investimentos.

Mercado de Celulares

Assim, o resultado faturamento do setor eletroeletrônico no 1º semestre de 2014 foi reflexo da retração da atividade econômica do país, com a redução dos investimentos e estabilidade do consumo.

Fugiram a regra as vendas de equipamentos eletrônicos de entretenimento, em função da Copa do Mundo de Futebol, e dos smartphones e tablets, que são produtos novos no mercado com elevada aceitação.


Emprego

O número de empregado no setor, no final do mês de junho, chegou a 178,6 mil trabalhadores, pouco acima do verificado no final do ano passado. No entanto, nos últimos dois meses, ocorreu a diminuição de 1.550 postos de trabalho, o que é mais uma evidência do esfriamento dos negócios no 2º trimestre deste ano. A média do número de empregos no 1º semestre de 2014 é mais baixa do que as observadas no igual período dos dois últimos anos.

Némero de Empregados

Balança Comercial

As exportações apresentaram retração de 5% no 1º semestre de 2014 em relação ao mesmo período do ano anterior, atingindo US$ 3,3 bilhões.

Evolução das Exportações


Exportações de Produtos do Setor - 1º Trimestre

Áreas US$ Milhões Var.%
2013 2014
Automação Industrial 248 272 10%
Componentes 1.608 1.462 -9%
Equipamentos Industriais 622 659 6%
GTD 336 447 33%
Informática 204 135 -34%
Material Elétrico de Instalação 52 45 -13%
Telecomunicações 210 138 -34%
Utilidades Domésticas 178 140 -21%
Total 3.457 3.299 -5%

Houve registro de crescimento somente nas exportações de equipamentos das áreas de Automação Industrial, Equipamentos Industriais e GTD.

Quanto aos dez produtos mais exportados, cresceram as vendas de transformadores, geradores e grupos eletrogêneos da área de GTD, de instrumentos de medida da área de Automação Industrial, e, também, dos componentes passivos.

Por outro lado, caíram as vendas externas de componentes para equipamentos industriais, eletrônica embarcada, motocompressores e componentes para material elétrico de instalação, da área de Componentes Elétricos e Eletrônicos.

Quanto às exportações de Equipamentos Industriais, apesar da queda das vendas de motores e geradores de 2%, estas foram compensadas pelos acumuladores elétricos e outros equipamentos industriais.


Produtos mais exportados - 1º Trimestre

Produtos US$ Milhões Var.%
2013 2014
Motores e Geradores 359 352 -2%
Componentes para Equipamentos Industriais 347 334 -4%
Eletrônica Embarcada 404 329 -19%
Motocompressor Hermético 289 268 -7%
Transformadores 107 148 39%
Instrumento de Medida 115 140 22%
Componentes para Material de Instalação 120 109 -9%
Componentes Passivos 88 96 10%
Geradores 57 89 57%
Grupos Eletrogêneos 46 80 73%

Ainda em relação ao destino das exportações, observa-se queda para o os países da Aladi, principal mercado comprador do setor eletroeletrônico, e crescimento para todas as demais regiões.

Exportações de Produtos do Setor por Blocos Econômicos
1º Semestre - (US$ milhões)

Regiões 2013 2014 Var%
Estados Unidos 575 598 4%
Aladi (Total) 1.854 1.547 -17%
- Argentina 804 609 -24%
- Outros Aladi 1.050 938 -11%
União Européia 438 457 4%
Ásia (Total)* 277 374 35%
- China 95 114 20%
- Outros Ásia 182 260 43%
Demais Países do Mundo 313 322 3%
Total 3.457 3.299 -5%

* Exceto Oriente Médio


Quanto aos países da Aladi, as quedas mais significativas ocorreram para a Argentina, Venezuela, Chile e Colômbia.

Exportações de Produtos do Setor por Países da Aladi
1º Semestre - (US$ milhões)

Países da Aladi 2013 2014 Var%
Argentina 804 609 -24%
México 166 185 12%
Paraguai 129 155 20%
Colômbia 128 112 -13%
Chile 150 104 -30%
Peru 94 99 5%
Uruguai 54 51 -6%
Venezuela 129 50 -61%
Demais Países da Aladi 200 182 -9%
Total 1.854 1.547 -17%

Por sua vez as importações caíram 1% no 1º semestre de 2014 vis a vis ao 1º semestre de 2013, o que é reflexo, também, da retração do mercado de produtos eletroeletrônicos.

Evolução das Importações


Importações de Produtos do Setor
1º Semestre

Áreas US$ Milhões Var.%
2013 2014
Automação Industrial 2.200 2.050 -7%
Componentes 11.903 12.237 3%
Equipamentos Industriais 1.940 1.845 -5%
GTD 959 645 -33%
Informática 1.338 1.274 -5%
Material Elétrico de Instalação 462 486 5%
Telecomunicações 1.421 1.416 0%
Utilidades Domésticas 959 924 -4%
Total 21.182 20.878 -1%


Produtos mais importados
1º Semestre

Produtos US$ Milhões Var.%
2013 2014
Componentes para Telecomunicações 3.057 3.608 18%
Semicondutores 2.657 2.588 -3%
Componentes para Informática 1.613 1.639 2%
Instrumentos de Medida 928 849 -9%
Eletrônica Embarcada 884 805 -9%
Componentes para Equipamentos Industriais 782 764 -2%
Componentes Passivos 513 512 0%
Componentes para Material de Instalação 498 459 -8%
Aparelhos Eletromédicos 386 410 6%
Maquinas para Processamento de Dados 351 388 11%

A principal origem das importações continua sendo a Ásia, que representa 66% do total importado de produtos do setor.

Importações de Produtos do Setor por Blocos Econômicos
1º Semestre (US$ milhões)

Regiões 2013 2014 Var%
Estados Unidos 2.780 2.392 -14%
Aladi (Total) 624 637 2%
- Argentina 133 103 -23%
- Outros Aladi 490 534 9%
União Européia 3.742 3.348 -11%
Ásia (Total)* 13.292 13.860 4%
- China 7.565 7.984 6%
- Outros Ásia 5.727 5.876 3%
Demais Países do Mundo 745 642 -14%
Total 21.182 20.878 -1%

* Exceto Oriente Médio

Perspectivas

Para o ano de 2014 o crescimento do faturamento da indústria eletroeletrônica é estimado em 3% na comparação com 2013, o que representará uma queda real de 4% em relação ao ano passado.

Não é prevista recuperação importante dos negócios para o 2º semestre deste ano, devendo a atividade do setor continuar mantida com as vendas de smartphones e tablets. Os demais bens como material elétrico de instalação e bens destinados aos investimentos produtivos, como também os destinados à infraestrutura de distribuição de energia elétrica e de telecomunicações, deverão continuar retraídos.


Projeções do Faturamento por Área
(R$ milhões a preços correntes)

Áreas 2013 2014 2014 X
2013
Automação Industrial 4.368 4.674 7%
Componentes 10.696 11.231 5%
Equipamentos Industriais 23.599 25.015 6%
GTD 16.220 16.058 -1%
Informática 47.046 44.223 -6%
Material de Instalação 9.478 10.047 6%
Telecomunicações 26.689 28.557 7%
Utilidades Domésticas 18.649 22.006 18%
Total 156.745 161.811 3%

As exportações e as importações continuarão mantidas próximas às realizadas em 2013.

Finalmente o número de empregados diretos no setor deverá alcançar 179 mil trabalhadores, 1% acima dos ocupados no final do ano passado.


Projeções dos Principais Indicadores do Setor

Indicador 2013 2014 2014 X
2013
Faturamento (R$ milhões) 156.745 161.811 3%
Faturamento (US$ milhões) 72.574 70.660 -3%
Exportações (US$ milhões) 7.363 7.000 -5%
Importações (US$ milhões) 43.595 43.900 1%
Saldo (US$ milhões) -36.231 -36.900 2%
Nº de Empregados (mil) 178 179 1%

Informações Adicionais

Luiz Cezar Elias Rochel

Gerente de Economia

11 2175-0030

 
 
Abinee - Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica

Escritório Central: Avenida Paulista, 1313 - 7º andar - 01311-923 - São Paulo - SP
Fone: 11 2175-0000 - Fax: 11 2175-0090