Balança Comercial - Janeiro - Agosto de 2017

Agosto de 2017

Exportações

As exportações de produtos eletroeletrônicos somaram US$ 508,6 milhões no mês de agosto de 2017, 5,2% acima das realizadas em agosto do ano passado (US$ 483,6 milhões).

Este foi o segundo maior montante mensal exportado neste ano, ficando abaixo apenas do resultado registrado em março, que alcançou US$ 683,5 milhões.

Evolução das Exportações - US$

O incremento apontado em agosto contou, principalmente, com os acréscimos nas exportações de Equipamentos Industriais (+17,4%), de bens de Telecomunicações (+16,8%) e de Utilidades Domésticas (+14,5%).

Nestes casos, destacaram-se as vendas externas de motores e geradores (+20%), telefones celulares (+211%) e aquecedores elétricos de água (+77%), respectivamente.

As exportações de Componentes Elétricos e Eletrônicos atingiram US$ 244,7 milhões, 2,7% acima das ocorridas em agosto de 2016. As vendas externas de eletrônica embarcada somaram US$ 60 milhões, resultado 28% superior ao registrado em igual período do ano passado.

Material Elétrico de Instalação (-6,8%) foi a área que apresentou a maior taxa de retração influenciada pela queda de 89% nas exportações de lustres de metal comum, que reduziram de US$ 1,5 milhão para US$ 167 mil, no período citado. Vale ressaltar que a base de comparação foi muito forte, uma vez que o montante exportado em agosto do ano passado foi pontual e muito acima da média mensal das vendas externas destes bens, inferior a US$ 300 mil nos últimos dois anos.

Evolução das Exportações - US$

Em relação ao mês imediatamente anterior, as exportações de bens do setor cresceram 11,4%, com incremento em todas as áreas, exceto GTD – Geração, Transmissão e Distribuição de Energia Elétrica –, cujas vendas externas recuaram 17,6%.

Evolução das Exportações - US$

Importações

As importações de produtos do setor totalizaram US$ 2,78 bilhões, no mês de agosto de 2017, 16,1% acima das ocorridas em agosto do ano anterior (US$ 2,39 bilhões).

Este foi o maior montante mensal importado desde abril de 2015, quando havia alcançado US$ 3,02 bilhões.

Evolução das Exportações - US$

Ao comparar com agosto de 2016, seis das oito áreas analisadas apontaram elevação, com taxas que atingiram até 53,0%, como no caso de Material Elétrico de Instalação.

Ainda referente à Material Elétrico de Instalação, destacou-se o incremento de 88% nas importações de lâmpadas, que atingiram US$ 48 milhões.

As compras externas de Componentes Elétricos e Eletrônicos somaram US$ 1,73 bilhão, 28,8% acima das realizadas em agosto do ano passado.

Destacaram-se as importações de componentes para telecomunicações (+52%), semicondutores (+34%), componentes para informática (+35%) e eletrônica embarcada (+25%), que juntas atingiram US$ 1,27 bilhão.

As importações de Utilidades Domésticas (+29,6%) e de itens de Telecomunicações (+18,1%) também apontaram crescimentos significativos.

Por outro lado, recuaram as compras externas de bens de GTD (-54,6%) e de Automação Industrial (-12,3%).

Em GTD, destacou-se a redução de 95% nas importações de transformadores, que diminuíram de US$ 55,8 milhões, em agosto do ano passado, para US$ 2,7 milhões, em agosto deste ano. Ressalta-se, porém, que em agosto de 2016, as elevadas importações de transformadores foram pontuais, apresentando montante muito superior aos registrados nos demais meses do ano.

A queda das importações de itens de Automação Industrial foi influenciada pela retração de 42% nas compras externas de sistemas eletrônicos prediais, que recuaram de US$ 41 milhões para US$ 24 milhões, no período citado.

Evolução das Exportações - US$

Em relação ao mês imediatamente anterior, as importações aumentaram 16,8%, com incremento em todas as áreas do setor.

Evolução das Exportações - US$

Janeiro a Agosto de 2017

Exportações

No acumulado de janeiro-agosto de 2017, as exportações de produtos elétricos e eletrônicos somaram US$ 3,77 bilhões, 0,2% acima das registradas no mesmo período de 2016 (US$ 3,76 bilhões).

Essa foi a primeira vez neste ano que as exportações acumuladas superaram as registradas no mesmo período do ano passado.

Evolução das Exportações - US$

As vendas externas de Componentes Elétricos e Eletrônicos cresceram 3,1%, alcançando US$ 1,68 bilhão. Destacou-se a expansão de 23% nas exportações de eletrônica embarcada, principal produto exportado do setor, que somaram US$ 425 milhões.

Também cresceram as exportações de Utilidades Domésticas (+8,1%), bens de Telecomunicações (+6,4%) e itens de GTD (+5,9%).

Por outro lado, recuaram as vendas externas de bens de Informática (-15,9%) influenciadas, principalmente, pela redução de 53% nas vendas externas de máquinas de processamento de dados e da queda de 35% nas impressoras.

Caíram também as vendas externas de Material Elétrico de Instalação (-5,6%), Equipamentos Industriais (-5,2%) e itens de Automação Industrial (-0,7%).

Evolução das Exportações - US$

Importações

No acumulado dos primeiros oito meses do ano, as importações de produtos elétricos e eletrônicos somaram US$ 19,0 bilhões, 14,8% acima das ocorridas em igual período de 2016 (US$ 16,6 bilhões).

Evolução das Exportações - US$

Deste total, 62%, ou seja, US$ 11,8 bilhões referem-se a importações de Componentes Elétricos e Eletrônicos, que cresceram 29,3% em relação ao mesmo período do ano passado. Dentre eles, destacaram-se os produtos mais importados do setor, que apontaram expressivas taxas de incremento: semicondutores (+57%), componentes para telecomunicações (+41%) e eletrônica embarcada (+25%).

Ressalta-se que o expressivo incremento nas importações de semicondutores contou, principalmente, com o aumento das compras externas de circuitos integrados e células solares.

Material Elétrico de Instalação foi a área que apontou a maior taxa de incremento (+36,1%), que contou com a elevação de 74% nas compras externas de lâmpadas.

Também foram significativos os acréscimos nas importações de bens de Telecomunicações (+24,0%) e de Utilidades Domésticas (+21,4%).

No primeiro caso, destacaram-se as compras externas de aparelhos de radiodifusão (+137%) e de radiocomunicação (+60%).

Observou-se também o incremento de 8,2% nas importações de telefones celulares, que passaram de US$ 277 milhões para US$ 300 milhões, no período citado.

No caso de Utilidades Domésticas foram verificados aumentos nas importações de portáteis (+31%), de equipamentos de imagem e som (+33%) e de produtos da linha branca (+3%).

Por outro lado, as importações de itens de GTD recuaram 42,5%, somando US$ 413,2 milhões, influenciadas pelas quedas nas compras externas de diversos produtos, principalmente dos transformadores (-77%), dos grupos eletrogêneos (-53%) e dos painéis e quadros (-54%).

Além de GTD, recuaram também as importações de Automação Industrial (-12,8%) e de Equipamentos Industriais (-10,8%).

Saldo Comercial

No acumulado de janeiro-agosto de 2017, o déficit da balança comercial dos produtos elétricos e eletrônicos somou US$ 15,28 bilhões, 19% acima do registrado em janeiro-agosto de 2016 (US$ 12,83 bilhões).

Este resultado foi consequência do crescimento de 14,8% das importações, que vinham caindo nos últimos dois anos, uma vez que as exportações ficaram praticamente estáveis neste período.


 

Os dados detalhados da Balança Comercial de Produtos do Setor Eletroeletrônico para associadas encontram-se em RESERVADO.

 
 

Informações Adicionais

Luiz Cezar Elias Rochel

Gerente de Economia

11 2175-0030

Informações Imprensa

Jean Carlo Martins

Assessor de Comunicação

11 2175-0099

 
 
Abinee - Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica

Escritório Central: Avenida Paulista, 1313 - 7º andar - 01311-923 - São Paulo - SP
Fone: 11 2175-0000 - Fax: 11 2175-0090